O ABC tem um desafio gigante pela frente. Dois jogos fora de casa e necessidade de, no mínimo, quatro pontos para respirar um pouco mais aliviado e tentar, na partida contra o Sampaio Corrêa, em Natal, o salto para escapar do rebaixamento para a Série D do Campeonato Brasileiro. O primeiro passo será na segunda-feira contra o Ferroviário, na Arena Castelão. O time cearense estreia o técnico Marcelo Veiga. Apesar de estar na parte de cima da tabela, o “Ferrão” terá seu terceiro treinador na competição. Esse é um dos pontos que o time potiguar precisa tentar aproveitar. Mudanças de comando geram motivação, mas também fazem surgir a desorganização. Outro ponto que pode ser aproveitado é o jogo no Castelão. No PV a pressão seria maior. Depois o time de Roberto Fernandes segue direto para o Maranhã, onde enfrentará o Imperatriz. Na minha opinião, o “Cavalo de Aço”, de Paulinho Kobayashi é um osso mais duro de roer, pela boa fase que vive.

Globo

O Globo precisa manter a concentração durante a partida inteira. Em vários jogos, ficou evidente essa oscilação, principalmente próximo do apito final do árbitro. A equipe tem perdido pontos fundamentais e segue brigando contra o rebaixamento para a Série D. Contra o Náutico tem que concentrar, aumentar a intensidade e usar o cérebro. Nesse quesito “pensar” o jogo, prefiro a presença de Jeam Natal, no meio campo, à de Chiclete.

Deixe um comentário