“O impossível é só questão de opinião”. A frase foi dita pelo técnico Marcelo Chamusca instantes antes da partida decisiva entre Guarani-SP e ABC na noite deste domingo (23), que valia vaga na final da Série C do Campeonato Brasileiro. O treinador se referia à desvantagem do Bugre, que foi goleado por 4 a 0 no jogo de ida, em Natal, e precisava vencer por cinco gols de diferença no Brinco de Ouro para avançar direto. Contando com o apoio da torcida e com a estrela de Fumagalli, que marcou três e participou de lances importantes, a equipe do interior paulista fez o impossível: goleou por 6 a 0 e se garantiu na decisão do título da competição.

Classificado, o Guarani irá decidir o título da Série C com o Boa Esporte-MG, que eliminou o Juventude no último sábado (22). O primeiro jogo da final está marcado para o próximo sábado (29), e a grande decisão será no dia 6 de novembro.

O jogo

Precisando reverter a goleada sofrida no jogo de ida, no Frasqueirão, o Guarani partiu para cima desde o início da partida e abriu o placar logo aos oito minutos. Fumagalli cobrou falta pelo alto e colocou a bola na cabeça do zagueiro Leandro Amaro, que cabeceou colocado: 1 a 0. Com o apoio da torcida em casa, o Bugre seguiu pressionando e chegou ao segundo gol aos 24. Completando 250 jogos com a camisa do Guarani nesta noite, Fumagalli cobrou falta por cima da barreira e acertou o ângulo esquerdo do gol de Edson. Golaço! Aos 30, após Fumagalli acertar o travessão do ABC e quase marcar o terceiro, Jones Carioca se desentendeu com o meia e recebeu o amarelo. O jogador seguiu reclamando e acabou expulso.

Com um jogador a mais, o Bugre voltou com tudo para o segundo tempo. Depois de quase ampliar no primeiro minuto, com Pipico, o time da casa chegou ao terceiro gol aos três minutos. Fumagalli recebeu de Gilton, dominou e bateu com força: 3 a 0. Com a torcida ensandecida no Brinco de Ouro, o Guarani ampliou aos nove. Sendo o nome do jogo, Fumagalli recebeu cruzamento de Auremir, chutou no meia da zaga e viu a bola entrar: 4 a 0.

Com o placar que levava a decisão para os pênaltis, o Bugre não desanimou e marcou mais um aos 31. Alex Santana recebeu na entrada da área e bateu forte de perna direita: 5 a 0. O ABC ainda tentou uma reação, com cabeçada de Cleiton em direção ao gol, mas Leandro Santos espalmou. Na jogada seguinte, Lenon cruzou da linha de fundo, e Pipico, de cabeça, liquidou a fatura no Brinco de Ouro: 6 a 0.

Deixe um comentário