STJD: Flamengo e Palmeiras vão a julgamento final sobre briga no DF

O Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol confirmou para a próxima quinta, dia 01 de setembro, o julgamento do recurso envolvendo Flamengo e Palmeiras pelos incidentes ocorridos no Estádio Mané Garrincha. Punidos em primeira instância, os clubes tentam reverter a multa e perda de mando de campo recebidas, enquanto a Procuradoria pede o aumento das penas. A sessão está agendada para iniciar às 10h no plenário do STJD do Futebol.

Entenda o caso:

Pela Série A do Campeonato Brasileiro, o Flamengo mandou a partida contra o Palmeiras no Estádio Mané Garrincha no dia 5 de junho. Na súmula  o árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva narrou o atraso de 12 minutos no início do segundo tempo devido gás de pimenta espalhado no campo de jogo que, “segundo informações da segurança privada do estádio, informou que devido a um princípio de tumulto entre as torcidas na parte externa do Estádio chegando ao seu interior”, escreveu o árbitro.

Além dos relatos na súmula, imagens divulgadas nas mídias mostraram uma briga entre torcedores, prejudicando o andamento da partida e a segurança de todos os presentes no local do evento. Imagens juntadas a denúncia demonstram torcedores arremessando cadeiras, mesas e outros objetos contra policiais, que revidaram com bombas de efeito moral e spray de pimenta. O episódio encerrou com torcedores e policias feridos e um torcedor do Flamengo em estado grave.

Em julgamento realizado no dia 13 de junho, os Auditores da Primeira Comissão Disciplinar do STJD do Futebol aplicaram multa total de R$ 51 mil ao Flamengo e perda de um mando de campo e multa de R$ 80 mil e perda de um mando de campo com portões fechados ao Palmeiras. Após a decisão ser proferida em primeira instância, Procuradoria e clubes recorreram e tentarão no Pleno do STJD modificar as punições.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.