A elite do atletismo do país compete na 35ª edição do Troféu Brasil Caixa 2016, desta quinta-feira (30.06) até domingo (03.07), com uma motivação a mais: os Jogos no Rio de Janeiro. O torneio será a última oportunidade de os atletas alcançarem os índices exigidos para as Olimpíadas. Com cerca de 800 inscritos por 107 clubes de 17 estados e do Distrito Federal, o evento terá como palco pelo segundo ano consecutivo o Centro de Treinamento Professor Oswaldo Terra, em São Bernardo do Campo (SP).

Até agora, a seleção brasileira tem 40 atletas qualificados e nove oficialmente convocados para os Jogos. Destes 49, sem contar os que serão chamados para compor os revezamentos, 42 estão inscritos no Troféu Brasil, garantindo forte competitividade nas provas. O torneio também fechará o prazo de referência do ranking brasileiro para efeito de convocação dos revezamentos 4×100 e 4x400m no masculino e feminino, provas em que o país já garantiu participação nas Olimpíadas.

Além dos cinco atletas com índice que não foram inscritos pelos clubes – Jonathan Riekmann (50 km marcha), Marilson Gomes dos Santos, Paulo Roberto de Paula, Marily dos Santos e Graciete Moreira Santana (maratona) -, não participarão as velocistas Ana Cláudia Lemos, cumprindo suspensão e sem clube, e Franciela Krasucki (Pinheiros), que se recupera de uma lesão muscular, sofrida durante o evento-teste da modalidade no Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro.

“Voltei aos treinos há uma semana e estou muito feliz e confiante. Mas não estou liberada pelos médicos para competir ainda pelo risco de voltar a sentir a contusão neste momento”, disse a atleta, dos 100, 200 e 4x100m.

Além dos atletas brasileiros, a competição reunirá convidados aceitos pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) de sete países: Angola, Argentina, Bolívia, Chade, Chile, Paraguai e Venezuela.

Primeiro dia

Serão realizadas seis finais nesta quinta-feira: 100m, 10.000m e lançamento do martelo, no masculino e no feminino. Nas eliminatórias dos 100m, estão inscritos Bruno Lins (CT Piauí), Aldemir Gomes Junior (Vasco da Gama), Rosangela Santos (Pinheiros), Vitória Cristina Silva (EMFCA) e Kauiza Venâncio (Pinheiros), todos qualificados para os Jogos Rio 2016. No lançamento do martelo, Wagner Domingos, o “Montanha” (BM&FBovespa), também com índice, compete como favorito.

Já nas finais dos 10.000m, Solonei Rocha da Silva (Orcampi/Unimed) e Adriana Aparecida da Silva (Pinheiros) estão convocados para a maratona olímpica. Na mesma prova, correrá Tatiele Roberta de Carvalho (Orcampi/Unimed), qualificada nos 10.000m as Olimpíadas.

Em outras qualificatórias e semifinais, mais pré-convocados desfilarão pela Arena Caixa. Darlan Romani (BM&FBovespa) competirá no arremesso do peso, Eliane Martins (Pinheiros) e Keila Costa (BMF&Bovespa), no salto em distância, Thiago André (BM&FBovespa), nos 1.500m, Flávia Maria de Lima (ASA São Bernardo), nos 800m, Geisa Coutinho e Jailma Lima (BM&FBovespa), nos 400m, e Hederson Estafani (Pinheiros), nos 400m masculino.

Em todas as provas, vários atletas continuam em busca dos índices. Caso de Mauro Vinícius da Silva, o Duda (BM&FBovespa), e Jéssica Carolina dos Reis (ASA São Bernardo), ambos no salto em distância. Os dois estão muito perto da marca mínima. Duda saltou este ano 8,14 m (0.4), no dia 28 de fevereiro, no Rio de Janeiro, ficando a um centímetro do índice. Jéssica tem 6,68 m (1.0), obtidos no dia 22 de abril, em São Bernardo, a apenas dois centímetros do exigido.

» Confira a programação

Luta pelo Título

O Troféu Brasil é considerado o mais importante campeonato interclubes do esporte da América Latina. Deste modo, além de competir por si os inscritos vão atrás dos resultados para ajudar as suas equipes. Três clubes paulistas, que certamente lutarão pelo troféu de campeão, inscreveram o maior número de atletas na competição: Orcampi/Unimed, de Campinas, terá 70 representantes, sendo 44 homens e 26 mulheres; Pinheiros, de São Paulo, com 55 (21 e 34) e; BM&FBovespa, de São Caetano do Sul, com 52 (31 e 21).Este último busca o 15º título consecutivo do torneio.

A Arena Caixa fica no Centro de Atletismo Professor Oswaldo Terra na Rua Tiradentes, 1.840, na Vila do Tanque, antiga sede do Volks Clube. A entrada para o público é gratuita, não havendo necessidade de apresentação de ingresso para acesso às arquibancadas do estádio.

Rede Nacional

O Ministério do Esporte está estruturando em todo o país a Rede Nacional de Treinamento, que no caso do atletismo, contará com dois centros nacionais, uma delas, a Arena Caixa – Centro de Treinamento de Atletismo Oswaldo Terra, em São Bernardo do Campo (SP).

Com pista nível 1, certificada pela IAAF (Associação Internacional das Federações de Atletismo, na sigla em inglês), e quase 30 mil m² de área construída, a Arena Caixa se consagra como uma importante base para a modalidade no país.

Inaugurada em 2014, a instalação está entre os mais modernos centros de treinamento da América Latina e recebe, atualmente, 80 atletas de alto rendimento, além de 150 jovens de escolinhas e de categorias de base. A arquibancada comporta até 1,5 mil pessoas e há, ainda, áreas para a imprensa. Em outro prédio, de três andares, ficam áreas de aquecimento e salas de apoio.

O complexo é resultado de uma parceria entre o município e o Ministério do Esporte. Somente na obra e equipagem, foram investidos um total de R$ 32,5 milhões, com R$ 19,5 milhões de recursos federais. Além da parceria, a Caixa Econômica Federal, patrocinadora da modalidade, fornece materiais e ajuda no custeio aos atletas que treinam no local.

Além disso, o Governo Federal investe na construção e na recuperação de 47 pistas oficiais da modalidade, com padrões olímpicos, em 39 cidades. Os projetos receberam investimentos de R$ 301,8 milhões do Ministério do Esporte.

Deixe um comentário