Inframerica mostra aeroporto de São Gonçalo em evento do setor aéreo no Canadá

14 de fevereiro de 2019 por antonioroberto

A Inframerica, administradora dos aeroportos de Brasília e de Natal, está no Quebec, Canadá, onde participa da Routes America 2019. O fórum reúne os principais representantes do setor aéreo para rodadas de negócios e apresentação de oportunidades de rotas.

No total, mais de 300 representantes de aeroportos, 80 companhias aéreas e 800 agentes de todo o mundo participam do evento. A conferência oferece palestras e debates entre os participantes, além de outras oportunidades para as empresas expandirem suas redes de contatos.

roberto luiz de oliveira

Esta é a quinta vez que a concessionária participa do encontro. Para o gerente de Negócios Aéreos da Inframerica, Roberto Luiz (foto), que palestrou no Fórum de Turismo do RN no ano passado, esta é uma chance de apresentar o trabalho que vem sendo realizado nos aeroportos sob a administração da concessionária.

“O evento é uma ótima oportunidade para apresentar projetos e criar relacionamentos com os mais influentes profissionais da região. A reunião de tantas empresas e profissionais é uma oportunidade real para que se desenvolvam novas rotas entre aeroportos e se amplie a ligação entre as cidades e países”, comenta o executivo, que está na cidade representando a Inframerica.

Hotel Escola Barreira Roxa será reinaugurado nesta noite

14 de fevereiro de 2019 por antonioroberto

ba 3

Voltado para a formação de profissionais do segmento turístico, o “novo” Hotel Escola Barreira Roxa será reinaugurado oficialmente durante solenidade festiva nesta noite (14). Depois de ser concebido há 33 anos pelo Governo do Rio Grande do Norte e já ter sido encampado pelo Sebrae, o centro de ensino, sob a bandeira do Senac, teve investimento de R$ 36,2 milhões e passa a contar com 8.600 metros quadrados de área construída.

O Centro de Educação Profissional do Hotel Escola Barreira Roxa ganhou um edifício exclusivo. A estrutura conta com duas cozinhas pedagógicas, laboratório de panificação e confeitaria e laboratório de alimentos e bebidas. Este espaço gastronômico tem o nome de Jessé Freire, em referência ao único potiguar a ocupar a presidência da Confederação Nacional do Comércio (CNC).

Foram construídas seis salas de aula com vista para o mar e uma biblioteca com os principais títulos dos segmentos de turismo, hospitalidade, gastronomia e lazer. Este espaço presta homenagem ao mestre Luís da Câmara Cascudo, folclorista e pesquisador potiguar conhecido internacionalmente.

Outra novidade será o lançamento do Senac Microsoft SmartLab, sala multidisciplinar que possibilitará a implementação de estratégias didáticas inovadoras para o desenvolvimento de habilidades exigidas pelo mercado de trabalho 4.0.

O novo Centro de Educação Profissional construído no Complexo Barreira Roxa permitirá a expansão da capacidade de atendimento do Senac no segmento de turismo, hospitalidade e lazer em mais de 40%, podendo chegar a duas mil matrículas por ano, somente em Natal. Também serão lançadas novas capacitações, permitindo expansão do portfólio da instituição no segmento.

Com três pavimentos, o hotel Barreira Roxa possui 52 unidades habitacionais e configuração para até 150 leitos. Dispõe de salão de jogos, academia de ginástica, espaço infantil e ampla área de lazer com piscina. Todos os ambientes são preparados para receber pessoas com dificuldades de acessibilidade.

ba 2

Um dos principais segmentos trabalhados pelo portfólio de cursos do Senac, a gastronomia será o carro-chefe do Barreira Roxa. Na área de Alimentos e Bebidas, destaque para o restaurante Navarro, que homenageia um dos grandes nomes da cultura potiguar: o dramaturgo, poeta, desenhista e pintor Newton Navarro.

Com capacidade para 120 pessoas, o Navarro oferece um cardápio que privilegia ingredientes da gastronomia regional, com releituras a partir de técnicas da cozinha contemporânea. Outro ícone da cultura local, o artista plástico Dorian Gray nomeia o Café com vista para o Parque das Dunas. A proposta é que o espaço ofereça uma versão potiguar do tradicional e britânico chá das cinco.

O novo Barreira Roxa possui também um Centro de Eventos, com área verde para celebrações corporativas ou sociais, como casamentos e confraternizações. Dispõe ainda de auditório modulável com capacidade para cerca de 300 pessoas, três salas de conferências com capacidade para até 50 pessoas e foyer com área para até duas secretarias simultâneas.

ba 4

A história do Hotel Escola Barreira Roxa remonta a 1986, quando foi criada a Escola de Hotelaria e Turismo de Natal, que tinha como foco a formação em nível básico de profissionais como garçons e cozinheiros. Em 1993 a escola passou a ser administrada por um grupo suíço, o Instituto Internacional de Treinamento em Hotelaria e Turismo.

Em 1996, o governo estadual desapropriou as antigas instalações e, via contrato de concessão, o Sebrae RN passou a administrar e escola. Criou-se, em consequência disso, um novo estabelecimento: a Escola de Turismo e Hotelaria Barreira Roxa. O Sebrae RN administrou o espaço por quase oito anos. O Senac RN assumiu a gestão do Hotel-Escola Barreira Roxa em 2004.

Projeto de Lei beneficia veículos de Turismo; conheça

13 de fevereiro de 2019 por antonioroberto

ney

Tramita na Câmara Municipal um Projeto de Lei, de autoria do vereador Ney Lopes Júnior (foto), que autoriza os veículos de transporte turístico a circular nos corredores de ônibus, no município de Natal. A medida só é valida para os automóveis devidamente cadastrados na atividade.

De acordo com o projeto, os veículos só podem transitar nos corredores se estiverem com passageiros. Os usuários do transporte turístico também poderão embarcar e desembarcar nos pontos de ônibus e nas imediações de hotéis e pousadas. O objetivo da lei é implantar uma política de valorização e incentivo ao turismo.

O vereador explica que o projeto foi um pedido da categoria. “A proposta atende um pleito trazido pelos profissionais. Nossa meta é valorizar o turismo através de incentivos. A proposição também é uma forma de movimentar a economia e o desenvolvimento do setor na capital”, explicou.

Projeto de resort em Baía Formosa é apresentado por grupo polonês à governadora do RN

12 de fevereiro de 2019 por antonioroberto
Diretores do grupo Six Sense em reunião com a governadora e o secretariado

Diretores do grupo Six Sense em reunião com a governadora e o secretariado

Os investidores responsáveis pelo projeto Eco Estrela apresentaram à governadora Fátima Bezerra e ao secretariado do Governo do RN o plano de investimentos do grupo em Baía Formosa. O projeto poderá ser o maior investimento em turismo no Rio Grande do Norte. Segundo os empresários poloneses, o aporte será da ordem de 1,5 bilhão de dólares, com geração de mais de quatro mil empregos diretos e indiretos.

˜Precisamos buscar cada vez mais investidores para o Rio Grande do Norte. A cadeia produtiva do turismo gera emprego e renda de forma muito eficaz. Porém isso precisa ser feito dentro de todos os trâmites legais e ambientais. Essa foi a primeira visita oficial do grupo polonês à nova gestão do Governo do RN˜, explica a secretária de Turismo do RN, Ana Maria Costa.

RN fará ações promocionais em Recife, Cuiabá e Goiânia

12 de fevereiro de 2019 por antonioroberto

azul 1

O Governo do Rio Grande do Norte, através da Secretaria de Turismo e da Empresa de Promoções Turísticas do RN (Emprotur), estará presente nos workshops da campanha de vendas da Azul Viagens, “Tudo Começa Azul”, nas cidades de Recife (próxima quinta), Cuiabá (19) e Goiânia (20). A gerente de Promoção Nacional da Emprotur, Ana Rita Couto, será a representante do Governo do Estado nos três eventos.

A campanha, realizada pela Azul Viagens, conta ainda com a parceria da ABIH-RN, Prefeitura de Natal e Prefeitura de Mossoró. Foi iniciada em setembro de 2018 e será finalizada no final deste mês.

De acordo com a secretária de Turismo do RN, Ana Maria Costa, o Governo também fechou uma parceria com a Azul Linhas Aéreas para a divulgação do destino na revista de bordo da companhia aérea durante quatro meses, de janeiro a abril.

A campanha da Azul, por sua vez, tem como objetivo incrementar as vendas para Natal e Mossoró, cujos quatro voos semanais foram lançados em junho de 2018 e são operados em ATR-72 configurado para 70 passageiros.

RN promove capacitações na Convenção Anual da CVC, em Porto de Galinhas

11 de fevereiro de 2019 por antonioroberto
CVC promete anunciar novidades na Convenção, que começou hoje pela manhã

CVC promete anunciar novidades na Convenção, que começou hoje pela manhã

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria Estadual de Turismo e Emprotur, está presente na Convenção Anual da CVC, que prossegue até amanhã no Enotel Resort, em Porto de Galinhas(PE). O RN participa do evento com recursos do projeto Governo Cidadão, através do contrato de empréstimo do Banco Mundial .

Na convenção estão sendo divulgados o potencial turístico e as atrações dos cinco polos turísticos do RN. O destaque fica por conta dos destinos mais vendidos pela CVC no estado, Natal e Pipa. Serão realizadas, durante a Convenção, 15 capacitações sobre o turismo potiguar. Estarão a cargo da diretora de marketing da Emprotur, Suyane França.

Definido: voos da Corendon para Natal começam 3 de novembro

8 de fevereiro de 2019 por antonioroberto
Governadora recebeu a diretoria da Corendon e empresários do turismo potiguar

Governadora recebeu a diretoria da Corendon e empresários do turismo potiguar

Os voos a cargo da empresa charteira e operadora holandesa Corendon para Natal já têm data definida. Começam em 3 de novembro e vão durar seis meses, com duas frequência semanais. Serão cerca de 360 passageiros da Holanda, Bélgica e Oeste da Alemanha no Rio Grande do Norte, por semana. Deverão injetar cerca de R$ 56,6 milhões na economia local, segundo cálculos da ABIH-RN. A operação foi lançada em janeiro, durante a feira Vakantibeurs, em Utrech, na Holanda.

O presidente da Corendon, Atilay Baty, está em Natal. Ele garante que a empresa já possui mais de 100 reservas para o primeiro voo, mesmo a nove meses da operação. “A nossa ideia não é deixar o voo apenas por seis meses. Queremos continuar operando. Para isso contamos com o apoio do Governo e demais atores do setor”, ressaltou.

A diretoria da Corendon Linhas Aéreas participou de reunião, ontem à tarde, com a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, além de representantes de entidades de classe do turismo potiguar. Atilay Baty lembrou à governadora que a opção pelo Rio Grande do Norte ocorreu devido às inúmeras potencialidades do destino.

“Natal voltará a ser um destino para os europeus fugirem do inverno. Quando a Europa está no inverno naturalmente procuramos o sol. Outro benefício da capital potiguar é o fato de ser um destino internacionalmente já conhecido. Por isso enxergamos um imenso potencial, que já foi vivido no passado e pode ser retomado”, explicou.

RN no novo Mapa do Turismo Brasileiro. Veja novas diretrizes

7 de fevereiro de 2019 por antonioroberto
Pipa é categoria A no Mapa do Turismo Brasileiro

Pipa é categoria A no Mapa do Turismo Brasileiro

No último dia 27 de dezembro de 2018, através da portaria 192, o Ministério do Turismo estabeleceu novos critérios para a atualização do Mapa do Turismo Brasileiro. Os municípios que possuem atrativos turísticos e desejam participar do Mapa precisam cumprir alguns critérios legais.

Este será um dos temas do Encontro de Gestores Municipais de Turismo, que integrará a programação do 10º Fórum de Turismo do RN, em 29 e 30 de março, no Centro de Convenções de Natal. As explanações e detalhamentos ficarão a cargo de técnicos do Ministério do Turismo.

Entre as normas já estavam a comprovação da existência de um órgão ou entidade responsável pela pasta de turismo no município; a comprovação da existência de orçamento destinado ao turismo na Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) e a apresentação de um termo de compromisso, assinado pelo prefeito municipal e pelo dirigente responsável pela pasta de turismo.

A nova portaria acrescenta ainda a necessidade de trazer junto a comprovação da existência de Conselho Municipal de Turismo ativo. Os municípios também precisam possuir prestadores de serviços turísticos de atividades obrigatórias registrados no Cadastur.

Os municípios do Rio Grande do Norte deverão apresentar a documentação à Setur/RN, em oficinas que serão realizadas a partir de março deste ano, em cada polo turístico. Precisam também mostrar a comprovação que cumprem os critérios exigidos a serem validados pela Setur/RN e Mtur e, assim, garantirem o cadastro no Mapa do Turismo Brasileiro.

A participação do Mapa está diretamente ligada às políticas públicas de turismo, como planejamento e pesquisas, ações voltadas à capacitação, promoção e divulgação do destino e até melhorias em infraestrutura, sendo executadas por meio da Secretaria de Turismo do RN e também através dos editais do próprio Ministério do Turismo.

Confira entrevista com Leandro Martins, diretor da DataShow

6 de fevereiro de 2019 por antonioroberto

Leandro-Di-Martins 1

O empresário Leandro Martins (foto), diretor da DataShow, aborda o atual momento do mercado de eventos no Rio Grande do Norte. Vale a pena conferir.

O segmento de eventos está se reinventando no RN?

A adaptação aos novos tempos é inevitável. É uma questão de vida e morte para as empresas em qualquer segmento. Seguindo esta linha,o segmento de eventos do RN tem trabalhado forte para surpreender os clientes na qualidade dos seu produtos e serviços, em capacidade de resposta aos desafios de todo tipo, bem como na capacitação dos profissionais envolvidos neste mercado que segue como um dos que mais crescem no país, com alto índice de empregabilidade. A abertura e modernização recente de novos espaços para eventos contribui para que o estado esteja preparado para receber eventos de diversos portes, fortalecendo a realização de negócios para os mais de 20 segmentos envolvidos neste segmento no estado do RN.

As empresas de evento do RN investem devidamente em tecnologia?

Entendemos que eventos são experiências e, claro, a tecnologia é um dos principais aliados nesta área. A tecnologia estimula os convidados para que uma marca, um conteúdo ou uma ação sejam lembrados. E que sua mensagem seja realmente fixada. O uso correto destas tecnologias contribui para que os participantes tenham total foco no tema central do evento. A criatividade e a tecnologia caminham juntas para conseguir entrar em contato com o lado emocional do público. Sendo assim, é primordial investir e desenvolver tecnologias que auxiliem e facilitem na realização de eventos. Entender as necessidades do organizador e sugerir as tecnologias apropriadas para cada ambiente do evento. A criação destas interações irá proporcionar uma imersão do participante, seja com o tom da luz do ambiente, a escolha da música correta, a decoração visual através das tecnologias para exibições de conteúdo ou com as facilidades de totens de autoatendimento, sinalização digital e totens de carregamentos de telefones móveis, dentre outros.

Dá para sobreviver só com a demanda local? Como conquistar novos mercados?

Acredito ser necessário, primeiramente, estabelecer um foco de atuação. Após esta etapa, cabe observar e entender, seja em qualquer área, quais as soluções que poderiam ser criadas para facilitar nas atividades do seu cliente, proporcionando algo único e exclusivo. Temos que sempre estar atentos às mudanças, capacitando e contagiando a equipe de colaboradores com os objetivos que a empresa deseja alcançar. Por fim, coloco a criatividade como pilar fundamental para qualquer empresa. Fazer muito com pouco.

A Data Show tem franqueadas ou representações pelo Brasil?

Nossa empresa possui duas sedes: Natal e Fortaleza. A partir destas unidades, atendemos em todo o território nacional. Buscamos ao longo dos anos desenvolver tecnologias com produtos e serviços exclusivos e com uma qualidade exemplar. Somos especializados no segmento de congressos científicos e eventos corporativos. Com este perfil alinhado, fomos ganhando a confiança e fidelizando nossos clientes, que se sentem seguros, surpreendidos e encantados a cada evento realizado.

São Paulo terá “stopover” de até três dias. Ou seja: conexão prolongada gratuita

5 de fevereiro de 2019 por antonioroberto
Estação Júlio Prestes, no Centro de Sampa

Estação Júlio Prestes, no Centro de Sampa

O principal destino emissor do Brasil vai ganhar 490 novos voos para 21 estados e “stopover” de até três dias. O anúncio foi feito nesta terça-feira (5) pelo governador de SP, João Dória; pelo secretário Nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo do MTur, Aluizer Malab; e por representantes das companhias áreas Latam, Gol, Azul e Avianca.

Essas são as contrapartidas do mercado para garantir a redução da alíquota do ICMS sobre o combustível da aviação (QAV) de 25% para 12% no estado que, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), concentra 44% do mercado de aviação civil do Brasil.

Pelo estudo apresentado pelo secretário de Turismo do Estado de SP, Vinicius Lummertz, ex-ministro do Turismo, se 2,5% dos passageiros que passam pelos três aeroportos de SP entenderem a conexão com o “stopover”, um total de R$ 6,9 bilhões serão injetados na economia do estado e 59 mil empregos serão criados.

A medida segue o modelo já testado em outros destinos como Lisboa, em Portugal, com a Tap; Istambul, na Turquia, com a Turkish Airlines; e Abu Dhabi, no Emirados Árabes, com a Emirates.

“Com a redução do ICMS sobre o querosene, queremos aumentar o fluxo turístico para todas as regiões do Estado de São Paulo utilizando a malha dos aeroportos regionais que farão parte do programa São Paulo para Todos. Vamos ainda estimular que as empresas estudem tarifas mais acessíveis para seus consumidores. Essas medidas terão reflexo na geração de empregos e de renda”, afirmou o governador João Dória.

No caso de São Paulo, a perda de arrecadação estimada em R$ 205 milhões com a redução de 25% para 12% no ICMS sobre o QAV será superada com o aumento do turismo e do abastecimento de aviões no estado com as novas rotas. Segundo estudo da Abear, no fim das contas o estado de São Paulo vai ganhar R$ 111 milhões a mais por ano com a medida. Os novos voos e stopover estarão funcionando plenamente em até 180 dias.

Para o presidente da Abear, Eduardo Sanovickz, a medida corrige uma distorção histórica. “Esta é uma atitude corajosa e histórica que corrige três décadas no modelo tributário brasileiro, que fez com que a aviação crescesse em 18 estados, mas em São Paulo teve incremento, apenas, de fraco a moderado”, comentou. Vale lembrar que das 27 unidades da Federação, 18 (RN inclusive) já praticam alíquota de até 12%.