Abav Nacional lança campanha de valorização do agente de viagem

22 de abril de 2021 por antonioroberto

A Abav Nacional lança hoje, no Dia do Agente de Viagens, uma campanha de valorização profissional que será dividida em três fases e prosseguirá até 31 de maio.

O objetivo é mostrar o valor do segmento – e dos profissionais que atuam nele – e expressar o respeito do trade, o  reconhecimento do governo enquanto atividade com alta capacidade de geração de empregos e renda, além da confiança do consumidor.

A iniciativa visa estabelecer maior compreensão sobre o real papel do agenciamento nas interlocuções institucionais e do agente e consultor de viagens na relação direta com fornecedores e o consumidor final. Sobretudo neste momento de tantos desafios, os agentes têm exercido uma função imprescindível de apoio e orientação para milhares de passageiros.

Na fase que marca o lançamento da campanha, o foco é o resgate da autoestima do profissional que atua no segmento e que a cada dia vem se transformando, com resiliência e eficiência, para se adaptar a um novo momento do turismo.

Agentes e consultores de viagens de todo o Brasil serão estimulados a adotar o selo da campanha (Orgulho de Ser), também estampado em assinaturas de email e no envelopamento das redes sociais das cinco entidades que dão apoio à campanha.

Braztoa revela que volume de viagens internacionais em 2020 regrediu 30 anos

21 de abril de 2021 por antonioroberto

O Anuário Braztoa 2021 divide o protagonismo de superações, conquistas e crescimento de uma década com números que refletem o impacto da pandemia da Covid-19 no setor de Turismo. O estudo realizado pela Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo), cujas associadas representam estimados 90% das viagens de lazer comercializadas pela cadeia produtiva do Brasil, mostra, em números, o contexto econômico nacional e internacional do segmento de viagens de lazer e do comportamento do turista.

Segundo dados da Organização Mundial do Turismo, 2019 fechou com 1,5 bilhão de viagens internacionais, o terceiro maior exportador global. As chegadas internacionais em 2020, que estavam previstas para 1,5 bilhão seguindo as tendências de 2019, não ultrapassaram os 350 mil. Assim, o ano de 2020 regrediu a atividade turística aos patamares de 30 anos atrás.

O Anuário Braztoa 2021 não se limita a 2020. Todo o conteúdo é apresentado traçando paralelos e análises que contextualizam as mudanças da última década e os entraves que fizeram cair os números e linhas dos gráficos dessa atividade, que empregou 330 milhões de pessoas no mundo todo em 2019. Só no Brasil esse número foi de 7 milhões de pessoas.

Olhar para os números dos últimos 10 anos de faturamento dos associados Braztoa mostra que o caminho previsto no começo do ano passado era positivo. No período, houve um crescimento de 143%, saindo de R$ 6,2 bilhões e alcançando a marca de R$ 15,1 bi em 2019. Entretanto, como já era previsto, o atípico ano de 2020 apresentou uma redução de 66,8% em relação ao ano anterior, alcançando R$ 4 bilhões em faturamento.

O volume de passageiros transportados na última década foi mais regular, saindo de 4,8 milhões em 2010 para 6,52 milhões em 2019. Ao observar o embarque de passageiros durante 2020, a redução foi de 49,9% em comparação a 2019, embarcando 3,3 milhões de passageiros. Do total de turistas embarcados, mais de 3,16 milhões foram para destinos dentro do Brasil. Ou seja: 96% do total. A porcentagem de turistas para destinos internacionais foi de 4%. Cerca de 140 mil brasileiros viajaram para fora do país em 2020.

Anuário das operadoras posiciona Natal como segundo destino mais vendido no ano passado

20 de abril de 2021 por antonioroberto

Lançado hoje (20) via plataformas digitais, o Anuário da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa) 2021 posiciona Natal entre os três principais destinos do Brasil escolhidos pelos viajantes no ano passado. O documento reúne dados estatísticos e estratégicos sobre o cenário econômico do turismo durante o ano atípico de convívio com a pandemia. 

Segundo o Anuário, os destinos de sol e mar mantiveram a preferência dos viajantes. Salvador, Natal, Maceió, Rio de Janeiro e São Paulo foram as cidades mais vendidas, pela ordem. O Nordeste foi responsável por quase 70% das vendas das operadoras. 

“Os números refletem o resultado de um esforço de promoção do destino, tanto com ações para o trade turístico como para o público final”, explica o presidente da Emprotur, Bruno Reis.

Emprotur e Interamerican farão webinar sobre RN no Dia do Agente de Viagem

20 de abril de 2021 por antonioroberto

O turismo potiguar aproveita este atual momento, digamos, de incertezas, para divulgar as atrações do Estado para operadores e agentes de viagem de todo o Brasil. Sempre de forma virtual, obviamente.

Na próxima quinta-feira (22), Dia do Agente de Viagens, a Emprotur e a operadora Interamerican promovem um webinar totalmente dedicado ao turismo do Rio Grande do Norte.

O evento será interativo e contará com três prêmios no final, incluindo uma viagem para Natal e outras experiências no Estado.

Largada do I Rally de Kitesurfe do Mundo será em Gostoso

19 de abril de 2021 por antonioroberto
Litoral potiguar é propício ao kitesurfe

Litoral potiguar é propício ao kitesurfe

O I Rally de Kitesurfe do Mundo, competição considerada inédita, está confirmado. A equipe técnica do evento já está fazendo o reconhecimento do percurso, que abrange os litorais do Rio Grande do Norte e do Ceará.

O evento será realizado de 8 a 14 de outubro deste ano, de São Miguel do Gostoso/RN até Preá/CE, num percurso de 500 quilômetros. Cinco municípios potiguares integram o trajeto, além de Gostoso: Pedra Grande, São Bento do Norte, Macau e Areia Branca.

“O kitesurfe é um dos esportes que mais cresce no mundo e o Rio Grande do Norte possui as condições perfeitas para a prática durante o ano inteiro. Essa é uma importante ação de promoção do Governo do RN, que conseguiu trazer a largada do Rally”, ressalta Aninha Costa, secretária de Turismo do RN.

Tap não inclui Natal nas rotas de retomada. Fortaleza, Recife e Maceió ganharam voos

19 de abril de 2021 por antonioroberto

Desde sexta-feira passada a Tap voltou a voar de Lisboa para o Brasil. Natal, contudo, que chegou a ter voos quase diários da capital portuguesa, não está contemplada na malha da retomada.

Os 25 voos semanais anunciados pela Tap estão assim distribuídos: dois para Brasília, dois para Belo Horizonte, três para Fortaleza, seis para o Rio de Janeiro (um com partida do Porto), seis para São Paulo, dois para Recife, dois para Recife/Maceió e dois para Salvador.

Atenção às regras: os passageiros que chegam em território português por via aérea têm que apresentar um teste RT-PCR de resultado negativo para a covid-19, desde que realizado 72 horas anteriores ao momento do embarque. Crianças com menos de 24 meses estão isentas desta cobrança.

Os passageiros provenientes do Brasil têm ainda que cumprir uma quarentena de 14 dias em Portugal, no domicílio ou em local indicado pelas autoridades de saúde. Quem comprou bilhete com data de voo até 31 de maio tem direito a remarcação gratuita.

Malha aérea em abril recua para 37 por cento da oferta de voos de março

18 de abril de 2021 por antonioroberto

abear

A Associação Brasileira da Empresas Aéreas (Abear) revela que a malha aérea doméstica, em abril, recuou para 36,8% da oferta de voos no início de março de 2020, antes das medidas de isolamento social e de fechamento de fronteiras. Atualmente, as empresas aéreas nacionais registram uma média de 882 partidas diárias, número muito próximo ao que se verificava em setembro do ano passado, quando havia 864 decolagens por dia, ou 36% da oferta regular.

É o terceiro mês consecutivo de encolhimento da malha aérea doméstica, após as empresas aéreas terem registrado, desde maio de 2020, uma retomada gradual da operação, alcançando o pico de 1.798 decolagens diárias em janeiro, ou 75% da oferta diária de partidas em relação ao período pré-pandemia.

O agravamento da crise sanitária no Brasil já havia impactado a quantidade de voos em fevereiro, quando a média diária recuou para 1.469, o que equivale a 61,2% da malha aérea pré-crise. Em março, a oferta diária de voos domésticos teve novo recuo, com 1.177 decolagens, ou 49% da oferta regular de voos.

Agentes de viagem do RN têm nova capacitação virtual sobre turismo potiguar

16 de abril de 2021 por antonioroberto

emp

A Secretaria de Turismo do RN e a Empresa Potiguar de Promoção Turística (Emprotur), em parceria com a Associação Brasileira de Agências de Viagens do RN (Abav-RN), realizaram ontem (quinta-feira, 15) uma capacitação virtual sobre as potencialidades do destino. O evento contou com a participação de 47 agentes de viagem. A próxima rodada será na quinta-feira da próxima semana (22).

“A capacitação veio nesse importante momento, no qual nos aquecemos para a retomada do turismo mais uma vez. Dialogando com agentes de viagem do nosso estado, ampliamos as fronteiras e chegarmos aos agentes do Brasil inteiro. Já obtivemos êxito com essa proposta em 2020 e estamos convictos que teremos também nesse momento”, comenta o diretor-presidente da Emprotur, Bruno Reis.

Para a presidente da Abav/RN, Michelle Pereira, o momento é de seguir redescobrindo o Rio Grande do Norte. “Nada melhor do que acúmulo de conhecimento sobre o nosso destino, permitindo assim que os agentes realizem vendas mais direcionadas ao perfil de cada turista”, afirma.

Secretário de Turismo de Galinhos: “Aqui não se mora, aqui se vive”

16 de abril de 2021 por antonioroberto

IMG-20210415-WA0175

Confira abaixo a entrevista com o turismólogo Saulo Leão (foto), secretário de Turismo de Galinhos, publicada em nossa coluna desta sexta-feira na versão impressa da TRIBUNA DO NORTE.

Ele desenvolve um trabalho reconhecido (e cuidadoso) no município há cerca de quatro anos. Houve uma interrupção de seis meses no ano passado, por ele ter se candidatado nas eleições, mas a pasta ficou “em casa”. Assumiu a também turismóloga Jaciana Leão, esposa de Saulo.

IMG-20210415-WA0181

Mas, afinal, o que mudou no turismo de Galinhos, que viveu seu apogeu de agosto do ano passado a março deste ano, quando esteve aberto aos turistas? O destino virou moda? É tendência efêmera do turismo interno ou emplacou de vez? E como equilibrar desenvolvimento e preservação num território arenoso, ventilado, simples e por isso mesmo convidativo?

Na verdade já é um destino badalado, porém com forte identidade e sem griffe. É turismo raiz. A simplicidade dá o tom por lá. É majestosa. Quem encara, se esbalda, Quem ainda não pisou naquela areia de rara magia, deve estar se programando para quando a pandemia passar, convenhamos…

No bate-papo abaixo, Saulo Leão aborda o difícil e delicado desafio de inserir Galinhos na mídia e no mercado, sem contudo perder o charme que emana de sua própria simplicidade. Um fato é inquestionável e serve de parâmetro para os turistas: Menos é mais na península-paraíso.

IMG-20210415-WA0182

Galinhos fechou para o turismo em março deste ano?

Já fechamos de março a agosto do ano passado e também seguimos à risca o decreto estadual de março deste ano. Acrescentamos até alguns detalhes, visando mais controle. A geografia nos permite bloquear a entrada de visitantes, com barreiras. Além do toque de recolher nos domingos, antecipamos essa medida preventiva para os sábados até o final de semana passado. A partir de agora o toque de recolher será só aos domingos. 

Pousadas e restaurantes estão funcionando?

As pousadas e restaurantes não fecharam, pois recebem funcionários da eólica. Mas só reabrimos para o turismo no último dia 6.

IMG-20210415-WA0180

Quantos meios de hospedagem e restaurantes Galinhos possui?

Temos 19 pousadas e nove restaurantes, além de 19 trailers em Galinhos e Galos. São 490 leitos e capacidade máxima de 300 pessoas nos restaurantes.

Quantos óbitos por Covid Galinhos registrou?

Apenas um óbito por Covid, recentemente. 

IMG-20210415-WA0178

Para Galinhos despontar, houve um trabalho de captação e promoções no mercado. Qual foi a principal ação de marketing?

Quando abrimos em agosto dp amo passado fizemos ações junto à Abav e tivemos resultados muito positivos. Os agentes de viagem de Natal conheceram o produto e passaram a vender mais o destino. A mídia também foi muito importante. Viramos notícia.

E a biossegurança?

Os cursos de biossegurança do Senac e do Sebrae foram muito valorizados por aqui, porém vale lembrar que há ex-pescadores que viraram pequenos empresários e alguns deles não têm acesso à internet. Não sabem como participar de cursos on-line. 

IMG-20210415-WA0179

Como a informação chegou até eles, então?

Dividimos os segmentos em charretes, buggys, barcos, pousadas e restaurantes. Em alguns casos, aplicamos pessoalmente a capacitação. Foi a antiga secretária, Jaciana Leão, quem cuidou disso e visitou os pequenos investidores para relatar detalhadamente as medidas de prevenção necessárias.

O visitante bate-e-volta é bem vindo a Galinhos?

Sim, claro. O turista de fim de semana gira a roda das pousadas. O visitante de um dia incrementa os passeios, consome também. Os dois turistas são importantes. Não adianta, porém, receber uma carga maior e não podermos atender. Temos um diálogo muito bom com as empresas de receptivo de Natal. Elas sempre informam com antecedência quantos turistas irão enviar, para podermos nos preparar.

IMG-20210415-WA0183

Próximos passos?

Queremos entrar no Del Turismo do Senac RN. Estamos muito atentos à capacitação. Pretendemos também participar de feiras de turismo dentro e fora do estado. E queremos nos aproximar mais dos municípios de Guamaré, Caiçara e São Bento do Norte. O protagonismo de Galinhos pode ajudar os visitantes a chegeram aos produtos deles. A regionalização começa por aí.  

Houve interesse em um grande empreendimento no lado continental de Galinhos. Poderá se efetivar?

Fomos procurados por um empreendedor para a possibilidade de construir um condomínio na área continental. Mas já temos nosso plano diretor. Temos lei municipal, com orientação sobre ocupação geográfica. O nosso plano diretor foi feito para proteger e não para abrir oportunidades maiores de investimento. Quem chegar é sempre bem vindo, desde que se adapte ao nosso modo de viver. Em Galinhos, aliás, não se mora. Em Galinhos se vive…

Serhs Natal promove evento inspirado no Master Chef

15 de abril de 2021 por antonioroberto

paella

O Serhs Natal Grand Hotel foi palco nesta semana da primeira temporada do “Grand Chef Serhs”, inspirado no programa “Master Chef”. Participaram 12 colaboradores durante três dias. O evento contou com a presença de três jurados especializados, que avaliaram alguns aspectos importantes ao degustar os pratos preparados pelos competidores, desde o sabor à apresentação e à harmonização. Integraram o júri a professora de Gastronomia do Senac/ UnP, Tulyane Bezerra, o chef do hotel Visual, Fabiano Ferreira, e a Miss RN e Miss Brasil 2009, Larissa Costa.

Segundo a diretora de RH do Sehrs Natal, Samara Câmara, o concurso idealizado por ela foi uma ação motivacional com o objetivo de explorar as habilidades e técnicas dos cozinheiros do hotel. O vencedor do concurso foi Margson Ytalo, cujo prato – paella de frutos do mar (foto) – será inserido nos cardápios dos dois restaurantes do Serhs Natal: Tapiro e Marenostrum. Os três finalistas receberam do diretor do Serhs no Brasil, Willian Lass vouchers de hospedagem para o Serhs Villas da Pipa Hotel, que integra a rede.