Com direito a marketing no ônibus, RN promove roadshow em Pernambuco e na Paraíba

16 de julho de 2019 por antonioroberto
Caravana da hotelaria do RN promove roadshow com ônibus adesivado

Caravana da hotelaria do RN promove roadshow com ônibus adesivado

A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIH-RN) promove até quinta-feira (18) roadshow com workshop e rodadas de negócios nas cidades de Recife e Caruaru, em Pernambuco; e Campina Grande e João Pessoa, na Paraíba. O público alvo é formado por operadores e agentes de viagem. A ação conta com a parceria do Governo do RN, através da Emprotur, Prefeitura de Natal, Sebrae-RN, Fecomércio-RN e ASHTEP/Preserve PIPA.

Participam dessa ação de capacitação e promoção do destino os hotéis Antibes Residence, Bello Mare, Costa do Atlântico, Divi Divi, e-Suites Vila do Mar, Best Western Majestic, Natal Dunnas, Ocean Palace, Pipa Lagoa, Ponta do Madeiro, Porto Suites Natal, Praia Bonita, Praiamar Natal/Praiamar Express/Holiday Inn, Safari, Serhs, Sol Praia Marina e Valencia Flat.

Ontem (15) o evento foi realizado no hotel Ramada Recife. Nesta terça, também entre as 19h e 22h, acontecerá no City Hotel Premium, em Caruaru. Amanhã (17) começa a promoção na Paraíba, com jantar no Campina Grill, em Campina Grande. O roadshow se encerra na quinta-feira (18), em João Pessoa, com worhshop no Hotel Aram (antigo Ouro Branco).

Fecomércio RN começa a traçar conjunto de propostas para o Turismo potiguar

4 de julho de 2019 por antonioroberto
Reunião contou com a presença das principais lideranças empresariais do Turismo do RN

Reunião contou com a presença das principais lideranças empresariais do Turismo do RN

O presidente da Fecomércio RN, Marcelo Fernandes de Queiroz, coordenou no início da tarde desta quinta-feira (4), no Hotel-Escola Senac Barreira Roxa, reunião da Câmara Empresarial do Turismo da Federação, que teve, na pauta, os primeiros debates para a construção de um conjunto de propostas para dar suporte à atividade turística em Natal e no Rio Grande do Norte.

O coordenador da Câmara Empresarial do Turismo, George Costa, chamou a atenção para a importância destas propostas, que devem ser elencadas e detalhadas pelas entidades que compõem a entidade (16 no total, entre elas ABIH RN, Natal Convention, Abav RN, Sindetur e Abrasel).

“Quando este documento estiver pronto, e que pudermos entregar tanto ao Governo quanto à Prefeitura, será um enorme serviço que iremos prestar ao nosso estado. Devemos agir alinhados aos entes públicos para que possamos voltar a ver o desenvolvimento da atividade”, disse Costa.

“Estamos começando a construir um trabalho consistente, fruto do conhecimento profundo que todos os membros desta Câmara têm da realidade vivida pela atividade turística do Rio Grande do Norte”, ressaltou Marcelo Queiroz, destacando que nunca é demais lembrar que o setor terciário – incluindo Comércio e Serviços, entre os quais se insere o Turismo – responde por mais de 70% dos empregos formais gerados e por quase 65% do PIB deste estado.

Nordeste terá liberações para a construção de marinas. Entenda o Programa Bandeira Azul

28 de junho de 2019 por antonioroberto
RN precisa de marinas. Chegou a hora?

RN precisa de marinas. Chegou a hora?

Em reunião realizada nesta ontem (27), no Ministério do Turismo, em Brasília, os integrantes do júri nacional do Programa Bandeira Azul recomendaram a certificação internacional de 13 praias e seis marinas que atenderam aos pré-requisitos do projeto. Além de atestar a qualidade da água com exames periódicos de balneabilidade, infraestrutura, segurança e acessibilidade, as candidaturas apresentaram uma série de compromissos das comunidades com o meio ambiente e a sustentabilidade dos destinos turísticos durante a temporada 2019/2020.

A coordenadora-geral de Sustentabilidade e Turismo Responsável do Ministério do Turismo, Gabrielle Andrade, que integra o júri, comemorou a ampliação do programa para além do Sul e Sudeste, onde se concentra a maior parte das praias e marinas certificadas desde 2005. Na temporada passada, 15 indicações foram aprovadas em todo o Brasil.

Os nomes das 13 praias e seis marinas só vão ser divulgados em outubro, após a apreciação do júri internacional, que vai se reunir em Copenhague, na Dinamarca, em setembro. Os destinos brasileiros que forem contemplados com a certificação poderão hastear a Bandeira Azul já em 1º de novembro, podendo usufruir da certificação durante toda a temporada de verão. Alguns destinos, principalmente do Nordeste, onde o sol brilha o ano inteiro, pleitearam a certificação anual. As marinas contempladas pelo programa também hasteiam a bandeira o ano todo.

Além do Ministério do Turismo, integram o júri do programa no Brasil os ministérios da Educação e do Meio Ambiente, a Secretaria do Patrimônio da União, a Associação Náutica Brasileira, a Agência Brasileira de Gerenciamento Costeiro, a Fundação SOS Mata Atlântica e a Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático.

A Bandeira Azul incentiva autoridades locais, gestores de praia, de marinas e operadores de barcos de turismo sustentável a buscarem padrões elevados de gestão em seis categorias: qualidade da água, gestão ambiental, educação e informação ambiental, segurança e serviços, responsabilidade social e operações responsáveis em torno da vida selvagem.

Conheça alguns destinos e empresas que terão estande na Abav Expo, em setembro

27 de junho de 2019 por antonioroberto
Solenidade de abertura da Abav Expo no ano passado

Solenidade de abertura da Abav Expo no ano passado

A 47ª Abav Expo e 52º Encontro Comercial Braztoa, principal feira do setor de negócios de viagens e turismo, que acontece no Expo Center Norte (SP) entre os dias 25 e 27 de setembro, apresenta alguns dos seus expositores já confirmados. O Rio Grande do Norte já garantiu espaço no evento.

Destinos, resorts, armadoras, empresas aéreas, parques temáticos, locadoras de veículos e empresas de tecnologia estão entre os segmentos que já garantiram presença nesta edição. O evento promove a reunião de empresas com diferentes perfis de atuação, mostrando cada vez mais a diversidade e a força do turismo.

Essenciais para a promoção turística, representantes de destinos internacionais marcarão presença na Abav Expo, indicando aposta na recuperação do fluxo do mercado brasileiro. Entre os já confirmados estão os estreantes Camarões e Câmara Árabe Brasil, assim como as Ilhas Maldivas, Argentina, Bolívia, Cuba, Itália, Marrocos, Peru, República Dominicana, Taiwan e Uruguai.

O setor de cruzeiros, que no final da temporada 2018/2019 registrou impacto de R$ 2 bilhões na economia nacional, segundo levantamento da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Clia Brasil), estará presente por meio da própria entidade e de suas empresas marítimas associadas, entre as quais a MSC Cruzeiros, que reforçará sua presença também com uma área independente do estande cooperado.

Na hotelaria, destacam-se Iberostar Hotels & Resorts, cadeia líder de hotéis na Espanha, Caribe e Mediterrâneo; a rede mexicana Oasis Hotels & Resorts; e a Associação Brasileira de Resorts (ABR), com 53 resorts distribuídos em 13 estados brasileiros.

Os parques de diversões Beto Carreiro World (SC) e Beach Park (CE), este de volta à feira após cinco anos, prometem apresentar novidades e condições exclusivas. A maior OTA (Online Travel Agency) da América Latina, a Decolar, participará do evento com seu Programa de Afiliados, que prevê comissão em vendas para agentes que utilizarem a sua plataforma e tarifas. A Bancorbrás, um dos maiores conglomerados de turismo do Brasil, também terá estande.

O setor de locação de veículos tem garantida a participação das três maiores marcas do mercado – Localiza, Movida e Unidas. Empresas prestadoras de serviços na área de tecnologia e TI especializadas em soluções para agências de viagem, garantindo maior eficácia nas operações do dia a dia, também marcam presença com a participação da Monde Sistemas, Travelport, Americanet, Juniper, Ideas Fractal TravelSolutions, WEX e WTS.

Completam a lista de expositores confirmados a startup Vivalá, especializada em roteiros combinados com serviço voluntário; a Silver Tour, receptivo local no Egito e Oriente Médio; a agência de viagens corporativas UniglobeTravel e a montadora Mercedez-Benz, com a tradicional apresentação de linhas de produtos ideais para atender ao mercado de turismo.

As empresas que desejam expor na feira podem entrar em contato com a equipe da ABAV Expo pelo e-mail vendas@abavexpo.com.br, por WhatsApp (11) 9-4307-9688, ou pelo site www.abavexpo.com.br.

Encontro dos Profissionais do Turismo comemora oito anos com três palestras nesta noite

26 de junho de 2019 por antonioroberto

banner encontro Natal (1)

O Encontro dos Profissionais de Turismo comemora oito anos nesta noite. A partir das 19h, no salão Catalunya do Serhs Natal Grand Hotel, haverá uma edição especial do evento, com três palestrantes: o secretário de Turismo de Natal, Fernando Fernandes; o secretário de Turismo de Extremoz, Francisco Soares Jr; e o coordenador da Câmara Empresarial de Turismo da Fecomércio-RN e empresário do setor de receptivo (Luck Natal), George Costa.

A jornalista promotora, Cristina Lira, lembra que o evento é no sistema jantar por adesão. A participação de cada um custa R$ 55, por pessoa. O pagamento deverá ser feito em espécie, na recepção do hotel. Estão incluídos, além das palestras, a entrada, o jantar, a sobremesa e uma bebida não-alcoólica. Também haverá sorteios de diárias do hotel.

Outras versões do evento já foram realizadas em Gramado e em Foz do Iguaçu, entre outras cidade brasileiras. No exterior, o Encontro já esteve em Roma e em Lisboa, onde emplaca o quarto ano consecutivo em 2020. Cristina Lira comenta que uma das novidades do próximo ano poderá ser a realização do evento em uma cidade da Alemanha.

Gol anuncia mais de dois mil voos extras e novas rotas. Fortaleza-Campinas e Recife-Santiago estão entre as novidades

25 de junho de 2019 por antonioroberto
Boeing 737-800

Boeing 737-800

A Gol Linhas Aéreas Inteligentes anuncia para a alta temporada de julho 2.320 voos extras, o equivalente a mais de 400 mil assentos adicionais. Serão rotas exclusivas e novas opções de voos partindo de 39 aeroportos operados pela companhia.

“Nossa operação de alta temporada está focada principalmente nos destinos de lazer que registram aumento de demanda neste período. Realizamos diversas mudanças na nossa malha. Adicionamos voos diretos conectando diferentes cidades, reduzindo o tempo total de viagem e permitindo que o cliente voe sem conexões ou escalas, afirma Rafael Araújo, diretor de planejamento de malha da Gol.

A companhia reforçou, no mercado doméstico, as operações em 37 aeroportos brasileiros, com foco principalmente nas cidades do Nordeste. As decolagens são concentradas, em sua maioria, no Sudeste. Além dos voos extras nacionais disponibilizados, a Gol criou 15 novas rotas.

Dentre os aeroportos com maior concentração de voos extras estão São Paulo (Congonhas e Guarulhos), Rio de Janeiro (Galeão e Santos Dumont), Brasília, Salvador e Maceió. Entre as rotas inéditas para a alta temporada o destaque são os voos diretos de Campinas para Fortaleza e Salvador.

No mercado internacional, a Gol terá, a partir de 3 de julho, voos diretos para Bariloche, com decolagens duas vezes por semana do aeroporto internacional de Guarulhos. O novo destino foi criado exclusivamente para a alta temporada de inverno, atendendo à demanda de clientes que viajam para aproveitar as estações de ski argentinas.

Além disso, a companhia aumentou o número de voos com saídas do Rio de Janeiro para Rosário e Santiago. A capital chilena também terá aumento de oferta nas saídas de São Paulo. No dia 6 de julho, a companhia inicia a rota com operações regulares de Recife para Santiago.

Governo do RN oficializa novas regras de incentivo para querosene de aviação

24 de junho de 2019 por antonioroberto
Secretária de Turismo do RN, Ana Maria da Costa explica as novas medidas para auditório lotado

Secretária de Turismo do RN, Ana Maria da Costa explica as novas medidas para auditório lotado

As medidas para concessão de isenção ao consumo do querosene de aviação foram mostradas hoje pela manhã no auditório da Governadoria. A iniciativa é resultado de debates com as bancadas parlamentares federal e estadual, através de audiências públicas, com as empresas que operam o turismo e com as federações do Comércio e Serviços e da Indústria.

As novas regras estabelecem a redução da base de cálculo em cinco alíquotas: 12%, 9%, 5%, 3% e 0%. Em contrapartida, as companhias aéreas devem cumprir metas para assegurar a redução. As operadoras que não cumprirem as regras terão de devolver o imposto retroativo não recolhido ao Estado.

Cada faixa de redução requer uma contrapartida específica: como aumentar um voo nacional ou regional para cidades do Rio Grande do Norte; manter um voo internacional regular e direto semanal; incrementar em 15% o número total de voos; aumentar os voos em 30% e em 50%.

Para ter direito à alíquota 0% a companhia aérea terá de realizar no período de 12 meses um voo internacional regular a cada semana; realizar 30 voos internacionais; e ampliar voos domésticos em 50%. Em todos os casos, a quantidade de assentos deve ser equivalente ao número de voos e não conta como incremento os voos fretados.

Desde 2017, a base de cálculo do ICMS foi reduzida de 18% para 12% no geral. Pela regra anterior a companhia aérea Gol desfruta da alíquota de 9% por manter um voo internacional (Buenos Aires) a partir do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante. Já a Azul e a Latam operam com a alíquota de 12%.

Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão deverão incrementar o turismo brasileiro

24 de junho de 2019 por antonioroberto
Americanas, australianas? Sejam bem vindas...

Americanas, australianas? Sejam bem vindas…

Uma nova fase surge para o Turismo brasileiro com a liberação, na semana passada, do visto de entrada para visitantes dos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão. Em 2018, os brasileiros deixaram US$ 18,2 bilhões no exterior, enquanto os estrangeiros gastaram US$ 5,9 bilhões, gerando um déficit na balança comercial de US$ 12,3 bilhões.

A facilitação de vistos é uma demanda histórica dos empresários do setor. No último ano, quando o Brasil adotou o visto eletrônico para facilitar a entrada de turistas dos mesmos quatro países, foi registrado um incremento de 15,73% na chegada de visitantes dessas nacionalidades. De acordo com o perfil de gasto e permanência desses viajantes, trata-se de um incremento de R$ 450 milhões na economia.

Além da isenção de vistos, o Brasil tem adotado uma série de medidas para fomentar o setor de viagens. Entre elas, estão a abertura total das aéreas ao capital estrangeiro e a aprovação, pela Câmara dos Deputados, da transformação de Embratur em agência.

De acordo com a Organização Mundial de Turismo, medidas de facilitação de viagens podem gerar um aumento de até 25% no fluxo de viajantes entre os países. Outro dado técnico que embasou a decisão do governo brasileiro em isentar países estratégicos da exigência de visto foi um levantamento realizado durante a Olímpiada 2016. Para 82,2% dos turistas estrangeiros dos quatro países beneficiados com a medida, a isenção de vistos facilita o retorno ao país.

As nações beneficiadas foram selecionadas com base em critérios técnicos. São países que têm baixo risco migratório e com viajantes com elevados gastos nos destinos. Todos os procedimentos dos postos de controle da Polícia Federal estão mantidos.

Turismo com mordomia na África? Ilha do Sal, é claro…

23 de junho de 2019 por antonioroberto

25

Os resorts de Santa Maria, capital da Ilha do Sal, fascinam. Surpreendem pela imensidão. O Riu é o mais exuberante. Já a rede Meliá tenta “tomar conta” do pedaço: tem três unidades (uma exclusiva para adultos), que somam quase 1.600 quartos. Ao contrário destes, o Hilton não aderiu ao sistema all inclusive. Os cerca de 30 mil leitos de Cabo Verde (a metade fica na Ilha do Sal) são muito procurados por britânicos, alemães, suecos, franceses, holandeses, belgas e portugueses. Ainda há poucos brasileiros por lá.

23

Os passeios por Santa Maria são bem variados. De cara, há toda uma estrutura náutica que propicia, entre outras aventuras, mergulho em águas realmente transparentes, jet ski, wind surfe e kite surfe, entre outros “meios de transporte marítimo”. A vida noturna também é intensa, à base de restaurantes e bares com design criativo e adequado ao clima da ilha. Há lojinhas de artesanato (onde não há?) e um cassino bastante frequentado.

24

Passeios mais distantes (a cerca de 30 quilômetros), porém compensadores, levam a dois emblemas da Ilha do Sal: a Buracona, cujos rochedos aprisionam as águas e propiciam a visão única e pitoresca de um “olho”, digamos, luminoso no mar; e as salinas, que emprestam o próprio significado do nome da ilha. Vale lembrar que tudo começou em 1830, quando a ilha foi descoberta e logo se tornou grande exportadora de sal.

21

Música e educação: patrimônios de Cabo Verde

22 de junho de 2019 por antonioroberto

13

E como viajar é vivenciar a cultura local, é interessante sentir a musicalidade caboverdiana. Alguém já ouviu falar em Cesária Évora? Pois lá é o “pelé” da canção. A “seleção” conta ainda com Sara Tavares, Tito Paris e Mayra Andrade, entre tantos outros muito executados nas rádios e nos bares. Música estrangeira? Em Cabo Verde há resistências. São radicais musicais.

14

Na verdade, querem mesmo é dançar seus próprios rirmos, como Morna (mais lento), Funaná (romântico e melancólico), Kuduro, Kizomba e Batuque. A batida tem que ser afro. Uma dica é ir ao Quintal da Música, na Cidade da Praia, entre quarta e domingo à noite. Tem música ao vivo por lá. Claro que é apenas música local. O ambiente é simples, serve jantar e é decorado com fotos de músicos locais. Com muito orgulho.

2

Dizem que também há craques no pincel e no barro em Cabo Verde. E nas letras. Sim, há poetas. São os versos e reversos de um povo. A cultura nutre! E a educação, quem diria, vai razoavelmente bem no arquipélago, segundo os próprios ilhéus. Já há três universidades e o ensino de Inglês e Francês é obrigatório nas escolas públicas.

12

O Turismo, afinal, que já responde por 20% do PIB do arquipélago, pode estar ainda mais a caminho. Uma diferença básica entre lá e cá: no país africano de cerca de 600 mil habitantes, cortar verba na Educação seria considerado um tiro no futuro.

42