CNC revela que hotelaria nacional cresceu 7% em março

9 de maio de 2019 por antonioroberto

Comentários 0

hotelaria

Estudo inédito elaborado pela Confederação Nacional do Comércio, Bens, Serviços e Turismo (CNC) apontou que, no mês de março, o faturamento real do turismo nacional cresceu 1,5% em comparação com fevereiro, graças aos aumentos verificados nos segmentos de hospedagem (7%), cultura e lazer (11,7%) e alimentação (11,8%). Os dados foram apresentados na abertura do 61º Congresso Nacional de Hotéis (Conotel), realizado pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH Nacional) em Goiânia.

Ao apresentar dados de faturamento e empregabilidade do turismo no mês de março, o presidente da CNC, José Roberto Tadros, elogiou medidas governamentais como a isenção de vistos para cidadãos australianos, americanos, canadenses e japoneses, além da nova política de gestão turística do patrimônio mundial e dos encaminhamentos para a aprovação da modernização da Lei Geral do Turismo.

“Vamos defender a manutenção da isenção dos vistos no Congresso. São turistas de alto poder aquisitivo que não temos porque restringir. É no setor de turismo que temos que nos apoiar para reduzir o déficit de empregos do país. Precisamos pensar em como podemos impulsionar o nosso processo de desenvolvimento por meio dessa atividade”, ressalta Trados.

O Conotel deve atrair um público estimado em cinco mil pessoas durante os três dias de programação, que se encerra nesta sexta-feira (10). Realizado simultaneamente à Equipotel Regional – feira que reúne as principais empresas e compradores do setor da hospitalidade –, o evento promove o encontro de agentes da indústria do turismo e fomenta discussões técnicas, legislativas e jurídicas nos segmentos da hotelaria e turismo. No próximo ano o evento será realizado em Gramado (RS).

Este ano, o encontro tem como tema “Tendências e Inovações no Segmento Hoteleiro”. O perfil itinerante do evento democratiza a discussão de políticas e formas inovadoras que desenvolvam o turismo em cada região do Brasil. A programação inclui seminários, palestras, painéis e mesas redondas sobre inovação, gastronomia, sustentabilidade, acessibilidade, questões trabalhistas, ferramentas de competitividade, acesso ao crédito e tecnologia em turismo, entre outros temas.

Faça um comentário

Comentários e pings estão fechados no momento.

Os comentários estão fechados.