José Odécio, presidente da ABIH-RN: “Perdas na hotelaria potiguar poderão chegar a R$ 750 milhões até o final do ano”

27 de julho de 2020 por antonioroberto

Comentários 0

Odécio teme desemprego cada vez maior na hotelaria

Odécio teme desemprego cada vez maior na hotelaria

O presidente da ABIH-RN, José Odécio, comentou a situação da hotelaria e do turismo hoje no Rio Grande do Norte: “Nos últimos quatro meses o setor vem enfrentando uma crise jamais vivida. E isso teve um impacto avassalador na saúde financeira das empresas, o que gerou, conforme pesquisa entre os nossos associados, o desemprego de mais de 60% da mão de obra do setor. Hoje estamos ainda com mais de 60% dos hotéis fechados. E os que abriram têm baixíssima taxa de ocupação, não superando os 10%. Estimamos, até agora, uma perda de receita de mais de R$ 300 milhões e projeção de perdas de mais R$ 450 milhões até o final do ano se a crise perdurar, com o risco de falência de muitas empresas”.

A hotelaria enfrenta algumas dificuldades para a retomada, haja vista o alto custo dos hotéis para voltar à operação. São quatro meses de paralisação e protocolos a adotar, além dos custos operacionais. “Nessa retomada teremos somente o turismo regional, que não sustenta a demanda que possuímos. Assim, mesmo que os hotéis estejam abertos, até que voltemos a ter mais voos e, em consequência, os turistas de outros estados mais distantes, os hotéis, se abertos, irão operar no prejuízo, razão pela qual os grandes hotéis não vêem perspectiva de abertura e aguardam condições mais favoráveis”, destacou José Odécio.

Questionado sobre a expectativa para recuperação econômica do setor, o presidente da ABIH-RN explicou que o Turismo, em especial a hotelaria, terá uma curva de recuperação em L. Ou seja, irá passar um tempo maior para voltar aos patamares de antes da crise. “A Fundação Getúlio Vargas projeta uma plena retomada somente em novembro de 2021. Até lá teremos de conviver com uma realidade bem difícil, de baixa ocupação, com alguns picos, mas sem muita relevância. Os empresários precisam ter muita consciência do momento para manter suas empresas vivas”, enfatiza Odécio.

Quando abordado sobre o que o RN precisa fazer para reerguer o turismo, o presidente da ABIH-RN ressaltou a importância de um trabalho de divulgação e marketing. “Uma grande campanha para atrair turistas combinada com ações em parceria com as operadoras e também com as companhias aéreas, visando estimular essa retomada, já que as atividades começaram a retornar e o setor já está preparado para receber os turistas, observando os protocolos sanitários que foram estabelecidos. Até agora ainda não temos nada de concreto. Há uma discussão de uma ação junto à Azul Viagens, que devemos contar com a parceria da ABIH-RN com o Governo do Estado e prefeituras de Natal, Tibau do Sul e Maxaranguape”.

José Odécio ressaltou que todos os hotéis associados à ABIH-RN estão cumprindo os protocolos exigidos pelas autoridades sanitárias, além da capacitação dos colaboradores, seja em treinamentos internos e/ou capacitações oferecidas pelo Senac. Sobre a realidade das pequenas cidades do RN que dependiam basicamente do Turismo, como Tibau do Sul e São Miguel do Gostoso, Odécio disse “já era hora de retomarmos nossas atividades e esses municípios vivem basicamente do Turismo e não poderiam se manter fechados, pois o custo social e econômico foi bastante impactante. Contudo, não podemos abrir mão dos protocolos de segurança sanitárias para mantermos essa abertura de forma a permitir que não tenhamos retrocesso. É preciso que todos, empresários, população e turistas, tenham consciência do nosso papel nesse processo de retomada da economia”.

Presidente desde 2015 da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIH-RN), advogado e empresário hoteleiro no município de Tibau do Sul/Pipa-RN, José Odécio Júnior é também diretor da ABIH Nacional e do grupo G8, que reúne associações do setor de turismo em nível nacional, abrangendo hotéis, resorts, parques, navios, eventos, agências de viagens e destinos.

Faça um comentário

Comentários e pings estão fechados no momento.

Os comentários estão fechados.