NÃO existe “a hora da onça beber água!”

25 de janeiro de 2012 por gramaticando

Comentários 5

PODE PARECER ESTRANHO OU ABSURDO, mas onça não tem hora [rsrs] nem relógio; logo, a hora NÃO É da onça, certo?

Bem, ironias à parte, na verdade – o emprego dessa frase que se popularizou para indicar uma hora ou momento específico em que algo esperado estará para acontecer, MERECE UMA CORREÇÃO.

O CERTO É: “Chegou a hora DE A ONÇA beber água!”

Gramaticalmente falando, NÃO PODE HAVER SUJEITO PREPOSICIONADO. Portanto, nessa frase o SUJEITO é A HORA DE A ONÇA BEBER ÁGUA, ou seja, essa HORA CHEGOU. A hora de alguém fazer algo, no caso,  A ONÇA é esse alguém.

PENSO QUE FICA “EXTREMAMENTE FÁCIL” se invertermos a frase:

A HORA DE A ONÇA BEBER ÁGUA CHEGOU!

Isso equivale a dizer como se diz nesta oração:

“O fato DE A UNIVERSIDADE PÚBLICA ser gratuita atrai muita gente”.

Isso ficou claro, ou CLARÍSSIMO?

NÃO DIGA/ESCREVA mais que chegou a hora DA ONÇA beber água, “tá combinado?”

Até amanhã!!!

Faça um comentário

Você pode deixar uma resposta, ou trackback a partir do seu próprio site.

2 Comentários para “NÃO existe “a hora da onça beber água!””

  1. Verana Salustino disse:

    Professor, gostaria que comentasse a função do “que” nas frases.

  2. Reinaldo disse:

    Gostaria de parabenizar o professor Silvio pelo fato de poder contribuir para o aumento dos meus conhecimentos.

Comentário