A educação transforma realidades, sociedades, cidades.

E isso tendo como ponto de início a particularidade envolvendo o cuidado que se tem com o começo do processo, com os degraus iniciais que direcionam o cidadão ao topo.

Pensando dessa maneira, a Prefeitura de Mossoró está proporcionando o impulso que se espera do poder público. Isso se for analisado o trabalho que vem sendo realizado desde o primeiro dia de 2017 até agora.

Para se ter ideia, a taxa de aprovação saiu de 88,9% em 2017 para 94% em 2019. A distorção idade-série reduziu para 14,6% e a evasão escolar, que estava em 0,88% em 2017, caiu para 0.5% dois anos depois. Tudo isso fruto de um trabalho pensado, esquematizado, organizado e direcionado pela gestão Rosalba Ciarlini para transformar a realidade de quem é assistido pela rede municipal de ensino.

Se o percentual de aprovação está ligado ao avanço nas notas obtidas pelas escolas da rede municipal de ensino no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), Mossoró vive momento especial nesse quesito. É que o município de Mossoró apresentou crescimento substancial nas notas do IDEB, superando a média nacional.

O município de Mossoró obteve média de 5.9 nos anos iniciais, de 1° ao 5° ano (a média nacional da rede pública é de 4.9). Já nos anos finais, de 6° ao 9° ano, Mossoró obteve média de 4.7 (a média estadual foi 2.9).

E isso implica dizer, na análise que se faz, que das 16 maiores notas obtidas pelo Rio Grande do Norte, oito são de escolas municipais de Mossoró. Isso também implica reafirmar que a gestão Rosalba Ciarlini segue no caminho certo.