O Diário Oficial do Estado traz uma portaria assinada pelo promotor Gláucio Pinto Garcia, titular da promotoria de Jardim do Seridó, tornando público o inquérito em que investiga a contratação do advogado Thiago Cortez pela Prefeitura de Ouro Branco.

O promotor Gláucio Pinto alega que a contratação de Cortez se deu sem processo licitatório.

Já o advogado rebate dizendo que o promotor investiga o caso por ter questionado a conduta do membro do MP.

“Essa é uma posição isolada de um promotor que não admite ser questionado”, afirmou Thiago Cortez ao Portal Noar.