O advogado Dayvson Moura e o Movimento Brasil Livre do Rio Grande do Norte (MBL-RN), decidiram protocolar um novo pedido de impeachment na Assembleia Legislativa contra a governadora Fátima Bezerra (PT).

A denúncia é que, durante a crise causada pelo novo coronavírus, a governadora cometeu crimes de responsabilidade e improbidade administrativa ao contratar leitos de UTI da rede privada por valores acima do esperado. Além disso, o pedido denuncia também o adiantamento indevido de dinheiro público sem qualquer contrato assinado para aquisição de respiradores pelo Consórcio Nordeste.

Segundo a denúncia, no dia 7 de abril a governadora enviou 4,9 milhões para o Consórcio Nordeste sem haver nenhuma assinatura prévia de contrato para garantir a aquisição de 30 respiradores, que não foram entregues. O contrato somente veio a ser assinado no dia 22 de abril, já depois do repasse ter sido realizado.

Impeachment de Fátima

Os comentários estão fechados.