O deputado estadual reeleito Agnelo Alves (PDT), começou a terça-feira na Tribuna do Norte comentando em seu espaço livre sobre o “super-empréstimo” que está para ser votado pela Assembleia Legislativa.

E durante a sessão ordinária da Assembleia, Agnelo, que é pai do prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), se posicionou contrário a votação do empréstimo de R$ 850 milhões encaminhado pelo Governo do Estado, ainda na atual gestão.

“Se quem vai usar o dinheiro é o próximo Governo, devemos apreciar esse pedido de empréstimo somente quando o novo governador assumir. Até para sabermos: vai ser gasto em quê?”, questionou Agnelo.

Em aparte, o deputado Kelps Lima (SDD) argumentou que antes de Carlos Eduardo assumir a Prefeitura de Natal, a Câmara Municipal aprovou um empréstimo garantindo as obras de mobilidade.

“Mas se sabia que o dinheiro era para as obras de Mobilidade, por sinal, já todas feitas. E esses R$ 850 milhões vai ser destinado pra que?”, respondeu Agnelo.

Agnelo e Kelps são membros da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa, onde o empréstimo será votado nesta quarta-feira (26).

Alves já adiantou que vai pedir vistas: “Sem revanche político, ao contrário, desejo que Robinson faça um bom Governo pelo bem do Rio Grande do Norte. Mas é preciso informações mais detalhadas”.