O candidato (a) a governador (a) que tiver o apoio do deputado estadual Agnelo Alves (PDT), deve ficar consciente de, após eleito, não falar em herança maldita.

Agnelo diz que o próximo governante deve estar consciente da situação financeira do Rio Grande do Norte: “Quem pleitear ser governador, deve estar consciente de que vai receber o Estado em uma situação financeira caótica, porém, é inadmissível o discurso de herança maldita. Veja a situação que Carlos Eduardo recebeu a Prefeitura de Natal e não ficou reclamando, ao contrário, foi em busca de atender a vontade do povo, e está atendendo”.

“Se o governador que receber meu apoio e meu voto for reclamar de herança maldita, serei o primeiro aliado a romper”, anunciou Agnelo Alves.

Recado dado.

z