Com pompas, circunstâncias e prestígio de quem pode…o jornalista e deputado estadual Agnelo Alves, lançou na noite desta quinta-feira (28), mais um livro de sua autoria: “Carta ao Humano”.

O livro é uma coletânea de crônicas escritas por Agnelo entre os anos de 1974 e 1982 no jornal Tribuna do Norte. O título é o mesmo da coluna publicada na época, período em que o jornalista e deputado assinava as crônicas sob o pseudônimo de AZ e se dirigia a um personagem fictício, Neco.

Seus textos versam por temas dos mais diversos, desde Política até fatos corriqueiros e personagens de Natal e do Estado. Isto numa época em que Agnelo Alves estava com seus direitos políticos cassados pela ditadura então instalada no país.

“Carta ao Humano” tem 280 páginas e foi editado pela Z Comunicação, editora do jornalista Osair Vasconcelos, também autor da orelha. O projeto gráfico é da Mariz Comunicação, o prefácio, do jornalista Woden Madruga e a apresentação, do jornalista Ticiano Duarte.

Celina e Agnelo; Rosalba e Carlos Augusto Rosado

Fotos: Márlio Forte

Agnelo ao lado da esposa, do filho Carlos Eduardo e dos colegas-deputados Fábio Dantas e Gustavo Fernandes

Agnelo recebeu o irmão-senador Garibaldi Alves

Os comentários estão fechados.