A Escola Municipal Santos Reis já está abrigando 40 pessoas em situação de rua que foram deslocadas para o local pela Prefeitura de Natal durante esse período emergencial de combate a proliferação da Covid-19 na capital potiguar. O espaço foi todo preparado pela equipe da secretaria municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas) que manterá um grupo com profissionais de diversas especialidades para atender aos usuários. O prefeito Álvaro Dias acompanhou a instalação do abrigo provisório na manhã desta quarta-feira (25), ao lado da titular da Semtas, Andréa Dias, e do secretário municipal de Governo, Fernando Fernandes.

No local, os usuários contam com alimentação, banheiros, lavanderias, fornecimento de álcool gel, máscaras faciais de proteção descartáveis e material informativo sobre a Covid-19, além de material de higiene pessoal. Além da Escola Municipal Santos Reis e o Centro de Convivência Santos Reis, a Escola Municipal Celestino Pimentel e o Albergue Municipal também vão acolher 143 pessoas registradas em situação de rua, ofertando a mesma estrutura física e material.

“Foi um esforço muito grande da gestão municipal em preparar essa estrutura. A população em situação de rua é muito vulnerável e precisa de uma atenção especial. Não poderíamos deixa-los ao relento, contando com a própria sorte para escapar de uma possível contaminação contra o coronavírus. Determinamos e a Semtas executou com maestria esse trabalho que estamos vendo aqui. Todos bem acolhidos, assistidos, alimentados e protegidos”, destacou o Álvaro Dias.

A ideia é ampliar ainda mais esses espaços destinados a população que vive em situação de rua no município. Para isto, o prefeito esteve na manhã desta quarta-feira com o vice-almirante, Alan Guimarães Azevedo, comandante do 3º Distrito Naval, e com General, Ulisses de Mesquita Gomes, comandante 7ª Brigada de Infantaria Motorizada do Exército Brasileiro, para solicitar o apoio logístico e material das Forças Armadas para executar esses serviços.

Além disso, o chefe do executivo municipal inspecionou mais uma vez os trabalhos de montagem do Hospital de Campanha que a Prefeitura está instalado nas dependências do antigo Hotel Parque da Costeira, na Via Costeira. Ele foi informado que o trabalho de dedetização do espaço será finalizado ainda hoje, bem como a retirada do mobiliário obsoleto dos quartos foi intensificado. Após 24 horas, as equipes de limpeza e manutenção vão atuar na higienização dos dormitórios. “Estamos trabalhando com um prazo de 20 dias para entregar os primeiros leitos prontos, mas quero uma força-tarefa para diminuir e entregar o quanto antes”, revelou Álvaro. A unidade hospitalar provisória esteja pronta te capacidade projetada para instalar de início 109 leitos, com possibilidade de ampliação para até 500, caso seja preciso.