Sem categoria

Rosalba deverá mesmo apoiar Rogério Marinho

Ninguém se iluda, nem se engane…

A governadora Rosalba Ciarlini (DEM), deverá apoiar mesmo a candidatura do deputado federal Rogério Marinho (PSDB), a prefeito de Natal.

Mesmo todos sabendo que, HOJE, Rogério ainda precisa ganhar muita musculatura para chegar a um possível segundo turno.

Mas até lá…TUDO pode mandar.

Governo é Governo.

Sem categoria

Secretaria de Cultura divulga os projetos contemplados no Edital Carnaval Potiguar 2012

Saiu o resultado do Edital do Carnaval 2012 do Governo do Estado. Se inscreveram 183 projetos em todo o Estado oriundos de 31 municípios. Divididos nas categorias de Blocos (A, B, C e D), Escolas de Samba (A e B), Festa Carnavalesca e Tribos de Índio, de todos os inscritos, 82 estava aptos a receber recursos que variam de R$ 50 mil; R$ 8 mil; R$ 6 mil e assim por diante até chegar a R$ 1 mil. As cidades campeãs em apresentação de projetos foram Natal, com 31 projetos, seguida de Macaíba, com seis e Ceará-Mirim que apresentou 5 projetos. O resultado pode ser consultado na página www.cultura.rn.gov.br, no link Editais – Resultado.

Dez Escolas de Samba da categoria A receberão R$ 8 mil; enquanto que quatro aprovadas na catergoria B receberão R$ 5 mil. A categoria Festa Carnavalesca contemplou dois grandes eventos que levarão a quantia de R$ 50 mil cada: o Carnaval Tradição de Alexandria e a Ala Ursa do Poço de Santana, de Caicó (Bloco do Magão). Seis Tribos de Índio levarão a quantia de R$ 4 mil na categoria A e três levarão R$ 2 mil na categoria B. Os bailes e eventos carnavalescos tiveram a seguinte premiação, quatro receberão R$ 6 mil e seis receberão a quantia de R$ 3 mil. Foram aprovados oitos Blocos da categoria A e cada um receberá o valor de R$ 6 mil; os 13 Blocos da categoria B receberão R$ 3 mil, enquanto os da C, que foram 25 blocos, receberão R$ 2 mil; a categoria D, contemplou apenas um bloco, no valor de R$ 1 mil, o Sassaricando da cidade de Angicos.

O Edital Carnaval 2012 da Secultrn/FJA, só para citar algumas cidades, financiará a folia de Momo em cidades como Natal, Santa Cruz, Areia Branca, Macaíba, Ceará-Mirim, Alexandria, Caicó, São Gonçalo do Amarante, Jardim do Seridó, Bom Jesus, Baía Formosa, Lagoa de Pedra, Açu, Brejinho, São Tomé, Angicos, Barcelona, Monte Alegre, Parnamirim, Pedro Velho, Acari, Campo Grande, Grossos, Goianinha, Extremoz, Macau, Lajes, Mossoró, Janduis e Cruzeta.

 

Sem categoria

Coronel Araújo: o aniversariante do dia

O blog canta vivas de parabéns nesta terça-feira (07), ao Coronel Araújo, comandante da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, que tão bem desempenha suas funções.

Saúde, Paz e Sucesso ao aniversariante.

Foto: Canindé Soares

Coronel Araújo

Sem categoria

Associação dos distribuidores e atacadistas do RN oferece workshop sobre liderança

A Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Rio Grande do Norte – Adarn – realiza no sábado, 11, mais um evento voltado para a qualificação no mercado, o Workshop “O PAPEL DO NOVO LÍDER”. O evento tem duração de três horas com início previsto para as 9h, no auditório da Adarn.

O Workshop gratuito conta com 20 vagas ao todo e será coordenado por Márcia Ávila, palestrante, consultora empresarial e executiva da Associação. “A ideia principal do nosso trabalho é refletir sobre liderança. Vamos trabalhar assuntos como: O que é ser um líder?  Qual o papel do novo líder? O que é delegar?”,  explica Márcia Ávila.

Os interessados deverão fazer suas inscrições na ADARN, por e.mail: adarn.natal@gmail.com ou pelo telefone (84) 3107.1801 com a secretaria da entidade. Os participantes deverão ter em mãos: bloco de anotações e caneta.

 

Sem categoria

Vivaldo e a indireta a João Maia?

“Alguém está querendo se aproximar do governo, criando esses factóides”.

Com essa afirmação, o deputado estadual Vivaldo Costa soltou uma indireta ao deputado federal João Maia?

Que recentemente se aliou a governadora?

Sem categoria

Após culpar o Governo do Estado pelo desgaste de Nildson, Vivaldo diz que estão criando factóides para afastá-lo de Rosalba

Em seu programa na Rádio Caicó desta terça-feira (07), o deputado estadual Vivaldo Costa quis justificar o injustificável…

Após afirmar, no último sábado (04), que seu prefeitável Nildson Dantas (DEM), está desgastado porque o Governo do Estado não está estruturando o Hospital Regional do Seridó, dirigido por Nildson, Vivaldo diz que estão criando factóides para afastá-lo de Rosalba.

“Alguém está querendo se aproximar do governo, criando esses factóides”, disse o Papa-Jerimum.

 

Sem categoria

Capitã Magna: a aniversariante da segunda

Ainda em tempo de registrar o aniversário da Capitã Magna, ocorrido nesta segunda-feira (06).

Recentemente, Capitã Magna foi promovida para ser ajudante de ordens da governadora Rosalba Ciarlini.

Ao final da tarde, a aniversariante ganhou festa na Governadoria.

Sem categoria

Insegurança se alastra em Natal

A cada dia…assaltos, roubos, arrombamentos.

Ônibus assaltados, supermercados, lotéricas, bancos, empresas…

Coincidentemente, após a fuga de Alcaçuz.

A Insegurança Pública se alastra de forma súbita, nos últimos dias, na capital dos Magos.

Vamos ter mais atenção para evitar que sejamos a próxima vítima.

Sem categoria

Tucanos em procissão

Ontem (05), entre os vários políticos que acompanharam a procissão de Nossa Senhora da Esperança, padroeira do bairro Cidade da Esperança, estava o deputado federal Rogério Marinho, pré-candidato a prefeito de Natal pelo PSDB.

O prefeitável estava acompanhado pelo deputado estadual Dibson Nasser e pelo vereadorável Dickson Nasser Júnior.

Dibson Nasser, Rogério Marinho e Dickson Júnior

Sem categoria

Lotérica do Nordestão da Salgado Filho é assaltada

Três homens aramados com pistolas assaltaram no início da noite desta segunda-feira (06), a lotérica do supermercado Nordestão, localizado na Av. Salgado Filho, em Lagoa Nova.

Até o momento, a Polícia Militar não sabe quanto foi levado.

Durante a ação dos bandidos, o pânico se espalhou na parte interna do supermercado, chegando ao ponto de várias pessoas procurarem abrigo no frigorífico.

Não foram registrados ferimentos físicos, apenas emocionais.

 

Sem categoria

Fábio Faria tem encontro com Kassab

O deputado federal Fábio Faria, vice-líder do PSD na Câmara dos Deputados, teve um encontro nesta segunda-feira (06), com o presidente nacional do partido, Gilberto Kassab.

Em pauta, a política nacional e do Rio Grande do Norte.

Fábio estava acompanhado pelo líder do partido na Câmara, Guilherme Campos.

 

Sem categoria

Rosalba: bem relacionada com os aliados de Dilma

É de causar impressão o bom relacionamento da governadora Rosalba Ciarlini (DEM), com integrantes do PT, como é o caso da deputada federal Fátima Bezerra.

Durante a visita do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, a governadora a todo instante esteve perto de Fátima…conversando, cochichando e sorrindo.

“Por isso que Rosalba, apesar de ser do DEM, consegue tudo que deseja com o Governo Dilma. Seu carisma conquista a todos”, comentou um PTista do baixo clero, que acompanhava a visita do ministro-comunista, que rasgou elogios a governadora DEMocrata.

Fotos: Márlio Forte

Sem categoria

Ministro do Esporte confirma evolução da Arena das Dunas

Após o almoço com a classe política e empresarial do Estado, no Restaurante Camarões, o ministro e comitiva seguiram para o canteiro de obras da Arena das Dunas.

A visita faz parte de um procedimento adotado pelo ministro de promover avaliações periódicas trimestrais às cidades-sede da Copa do Mundo.

“Não tenho duvidas de que as obras serão concluídas no cronograma previsto. Daremos continuidade a todas as obras de infraestrutura, mobilidade urbana e transporte. O Governo Federal sabe que Natal dará um exemplo de organização e eficiência, à altura do que o Brasil e o mundo esperam de uma sede de uma Copa do Mundo”, afirmou o ministro.

Rebelo emendou dizendo que conhece a história do Rio Grande do Norte e sabe da capacidade resolutiva nos momentos essenciais. “Conheço o RN desde a época que era líder estudantil e sei da capacidade de realização e sei o quanto o Brasil deve ao Rio Grande do Norte. Daqui saíram lideranças como Câmara Cascudo, o índio Poti, Nísia Floresta e muitos intelectuais. O Brasil conhece o Rio Grande do Norte por causa do episódio da Rebelião de 35e pela libertação dos escravos. Então, por que haveríamos de duvidar da capacidade do Estado de ser uma cidade-sede da Copa do Mundo? O Arena das Dunas é uma grande obra, mas comparada às proezas que o RN já deu ao Brasil, é apenas mais uma obra”, falou.

A governadora Rosalba Ciarlini lembrou o esforço do Governo para garantir Natal como uma das cidades-sede.

Fotos: Márlio Forte

A fala do ministro…

A fala da governadora…

O presidente da Assembleia, deputado Ricardo Motta, acompanhou toda a agenda do ministro

Sem categoria

Em Natal, Ministro do Esporte almoçou com a classe política e empresarial do RN

O Ministro do Esporte, Aldo Rebelo, foi recepcionado em Natal pela governadora Rosalba Ciarlini, com um almoço no Restaurante Camarões Potiguar, em Ponta Negra.

Além da governadora, o ministro dividiu mesa com os deputados federais Rogério Marinho, João Maia, Paulo Wagner, Fátima Bezerra e Sandra Rosado; Deputados Estaduais Ricardo Motta, Hermano Morais, Tomba, Poti Junior, Gilson Moura; Secretários de Estados e empresários.

Sem categoria

Governo do RN vai apoiar o XI Congresso Nacional de Direito do Consumidor

A governadora Rosalba Ciarlini recebeu no início da tarde desta segunda-feira (06) representantes do Instituto Brasileiro de Política e Direito do Consumidor – Brasilcon, que vão promover em Natal, entre os dias 22 e 25 de maio, o XI Congresso Nacional de Direito do Consumidor.

“Vocês estão de parabéns em se preocuparem com isso, principalmente porque teremos um evento muito importante, que é a Copa do Mundo”, disse a governadora Rosalba Ciarlini aos representantes do Instituto, Hector Valverde e Valter Moura. O Governo do Estado vai apoiar o evento através da Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania (Sejuc), ligada ao Procon.

Também participaram da reunião o presidente do Brasilcon no RN, promotor José Augusto Peres; secretário-chefe do Gabinete Civil, Anselmo Carvalho; e os secretário de Estado Fábio Hollanda (da Justiça e da Cidadania) e Betinho Rosado (da Agricultura, da Pecuária e da Pesca).

Sem categoria

Deífilo Gurgel foi sepultado agora há pouco

Terminou agora há pouco, no Cemitério Morada da Paz, o sepultamento de Deífilo Gurgel, professor universitário, folclorista, poeta e escritor,que faleceu no início da tarde desta segunda-feira (06), vítima de Falência Múltipla de órgãos.

A atividade intelectual de Deífilo sempre foi pautada pela simplicidade, sabedoria e integridade.  Escritor incansável, não deixou de registrar detalhes preciosos das tradições, especialmente das danças do nosso povo até os últimos instantes de vida. Dentre os vários trabalhos produzidos, cabe ressaltar que o intelectual presenteou a sua terra natal com a obra “Areia Branca – A Terra e a Gente”.

A governadora Rosalba Ciarlini encaminhou nota de pesar à imprensa pela morte do intelectual.

Sem categoria

Congresso Nacional gasta R$ 6 bi com cargos de confiança

Do Congresso em Foco

No ano passado, os funcionários comissionados ligados diretamente a deputados e senadores custaram ao Congresso Nacional cerca de R$ 6 bilhões. A estimativa foi levantada em estudo inédito, publicado agora pelo Congresso em Foco, desenvolvido pelo professor Fabrício Pessato Ferreira, mestre em economia e coordenador de cursos do grupo Ibmec Educacional.

O cálculo foi feito com base em normas internas das duas Casas legislativas. Cada um dos 81 senadores pode contratar até 50 funcionários comissionados, o que totalizaria 4.050 ligados diretamente aos parlamentares. Na Câmara dos Deputados, o número é quase o triplo: o limite é de 12.825 cargos de confiança para 513 deputados. Ou seja, cada parlamentar pode contratar até 25 funcionários.

Para se ter uma ideia, o montante total gasto é mais da metade do orçamento para 2012 do programa Minha Casa, Minha Vida, fixado em R$ 11 bilhões, montante necessário para construir cerca de 109 mil casas este ano. No caso das rodovias, por exemplo, o orçamento previsto é de R$ 6 bilhões, mesmo valor gasto com os cargos em confiança, que são apenas R$ 3 bilhões menor do que os investimentos no exterior que a Petrobrás pretende fazer em 2012, estimado em R$ 9 bilhões.

E o valor, na verdade, pode ser ainda mais alto. Apesar do resultado bilionário, Pessato considera que os números são conservadores, pois não englobam o total de funcionários comissionados que realmente trabalham no Congresso Nacional. “Não há o número exato dos comissionados no Congresso como um todo. É uma caixa preta. A gente não tem como estimar, por exemplo, se o presidente do Senado ou o presidente da Câmara indicou alguém para exercer um cargo de confiança em outro setor que não o gabinete dele. Isso faz com que as nossas estimativas sejam bastante conservadoras, porque a gente não consegue identificar todos os nomeados. Temos certeza de que esse número é maior”, explica Pessato.

O pesquisador defende que a solução para diminuir o alto custo seria a contratação de servidores concursados. “Eu defendo a extinção dos cargos comissionados em qualquer esfera de poder. O funcionário que foi indicado para alguma vaga pode não estar comprometido com o interesse público. Muitas vezes ele está ali somente para fazer favores ou defender interesses particulares. Não significa que todos tenham o mesmo comportamento, mas sabemos que a grande maioria é contratada para isso”, afirma Pessato, que acrescenta: “O servidor público trabalhará em prol de um bem comum, pois não estará vinculado diretamente ao parlamentar. Ele pode até desvirtuar de sua função e acabar fazendo favores, mas esse não seria o comportamento da maioria”. Para ele, apenas em casos de necessidade de notório saber é que deveria existir um cargo em comissão, ainda assim, temporário. “O cargo existiria apenas até a possibilidade de realização de concurso público para a área específica”, diz.

Loteamento

O estudo desenvolvido por Fabrício Pessato pesquisou também o impacto econômico dos cargos comissionados na esfera dos três poderes, Legislativo, Executivo e Judiciário no âmbito estadual e municipal. No entanto, o estudo não inclui os cargos comissionados dos atuais 38 ministérios, nem os salários dos secretários das pastas estaduais e municipais, tampouco os de autarquias e empresas estatais.

No caso, os valores calculados chegam a R$ 21 bilhões de reais. Excluído o montante do Congresso Nacional, o país paga cerca de R$ 15 bilhões com pessoas que exercem funções comissionadas. “Esses resultados comprovam o custo de uma democracia representativa que não está dando certo. Estados e Municípios reproduzem o modelo de governo de coalizão da esfera federal, centralizado não em projetos de governo que visem ao interesse público, mas, sim, na mera distribuição de cargos e salários e no loteamento do poder político. Dessa forma, os parlamentos – Congresso Nacional, Assembleias Estaduais e Distrital e Câmaras de Vereadores – aprovam os projetos de interesse do poder Executivo, não por convicção política, mas em função da pura e simples barganha econômica”, argumenta Pessato.

Para o pesquisador, o modelo federal também serve como parâmetro para as outras esferas de poder, ou seja, o número de cargos comissionados que um deputado estadual ou distrital pode ter é calculado com base no teto da verba de gabinete dos parlamentares do Congresso Nacional. O mesmo raciocínio funciona para os vereadores dos 5.567 municípios do país. “Com base na estimativa da verba de gabinete federal, eu consegui calcular o quanto se gasta com esse tipo de funcionário nos outros âmbitos de poder e percebi que as estruturas dos municípios e dos estados acabam reproduzindo a estrutura de poder do governo federal”, argumenta Pessato.

Para o poder Legislativo estadual, foram levantados os números de deputados estaduais e distritais e a verba de gabinete para cada parlamentar, no teto de R$ 45 mil por mês – anualizado, inclusive com 13º e adicional de férias. Para os municípios, o cálculo desses gastos no poder Legislativo leva em conta o número de vereadores, de acordo com a Emenda Constitucional nº 58 de 2009 e a respectiva verba de gabinete utilizada para a contratação de assessores dos parlamentares, estimada em R$ 30 mil por mês por vereador para cidades com mais de 200 mil habitantes e R$ 15 mil por mês por vereador para os municípios menores. No poder Executivo das cidades, foi feita a estimativa conservadora de apenas oito secretarias e, para cada uma delas, apenas três assessores por secretário municipal. Na conta, estão excluídos os salários dos próprios secretários municipais. Quanto aos cargos comissionados para o poder Judiciário, a projeção foi entre dois e 15 funcionários, de acordo com o tamanho do município. O total foi de R$ 11,67 bilhões, sendo R$ 9 bilhões para o Legislativo, R$ 5,8 bilhões para o Executivo e R$ 523 milhões para o Judiciário.

 

Sem categoria

Valor Econômico destaca: Oposição reconhece Carlos Eduardo e Wilma como favoritos em Natal

Cristian Klein | De São Paulo/Valor Econômico

Reduzida progressivamente desde a chegada do PT à Presidência em 2003, a oposição fará suas maiores apostas na disputa municipal deste ano em capitais do Norte e Nordeste. São justamente as duas regiões que se transformaram em redutos eleitorais dos petistas e de fortes aliados, como o PSB.

A concentração de candidaturas nestas “regiões minadas” pode tornar a sobrevivência dos adversários do governo federal nas capitais uma missão ainda mais difícil. Hoje apenas uma entre as 26 cidades é administrada pela oposição: São Luís, no Maranhão.

Sérgio Guerra (PSDB-PE), deputado federal e presidente do maior partido da oposição, aponta sete capitais como a linha de frente nas expectativas dos tucanos. Seis delas estão nestas regiões: João Pessoa, Maceió, Teresina e São Luís, no Nordeste; e Rio Branco e Belém, no Norte. A outra é Goiânia, no Centro-Oeste.

As maiores esperanças do DEM, segunda maior sigla oposicionista, estão em seis candidaturas, cinco das quais no Norte e Nordeste. Seu presidente nacional, o senador José Agripino Maia (RN), destaca as chances nas nordestinas Salvador, com o deputado federal ACM Neto; Aracaju, com o ex-governador João Alves; Fortaleza, com o ex-deputado federal Moroni Torgan; e Recife, com o deputado federal Mendonça Filho, além de Macapá, com o deputado federal Davi Alcolumbre, no Norte. A sexta cidade, como para o PSDB, também está no Centro-Oeste: Campo Grande, com o deputado federal Mandetta.

Na quinta-feira, os dois partidos anunciaram uma aliança em quatro capitais do Nordeste. Em três delas, Aracaju, Fortaleza e Salvador, a chapa será encabeçada pelo DEM, e em Natal, pelo PSDB, com o deputado federal Rogério Marinho. A capital potiguar, contudo, é a única entre as nove da região que não foi apontada como promissora pela oposição. Ali, os favoritos são o ex-prefeito Carlos Eduardo (PDT) e a ex-governadora Wilma de Faria (PSB).

José Agripino Maia considera uma “mera circunstância” a concentração geográfica. “A oposição não é nordestina, está bem distribuída, como os outros partidos”, diz o senador, embora aponte a criação do PSD, pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, como uma das explicações. Kassab saiu do DEM e levou dele parte importante. “Em Santa Catarina, se não tivéssemos sido abandonados, seríamos hegemônicos em Florianópolis. [O PSD] nos tirou essa expectativa sulista. O próprio prefeito de São Paulo foi eleito pelo Democratas”, justifica Maia. Em Santa Catarina, o governador Raimundo Colombo levou praticamente todos os integrantes do DEM para o PSD.

Pela primeira vez com uma política de alianças mais flexível, o pequeno PSOL – que faz oposição à esquerda do governo federal do PT – pode surpreender neste ano. E seus dois trunfos estão na região Norte. A legenda lidera em Belém, com o ex-prefeito e ex-petista Edmilson Rodrigues, e tem chances com o vereador Clécio Luís, em Macapá, que conta com o senador e correligionário Randolfe Rodrigues como cabo eleitoral.

O PPS – que nas últimas quatro eleições só fez o prefeito de duas capitais, Boa Vista e Porto Alegre, em 2004 – é o único que aponta uma cidade do eixo Sul-Sudeste: Vitória, com o deputado estadual Luciano Rezende, além de Belém, com o federal Arnaldo Jordy.

“É curioso esse dado, porque o Norte e o Nordeste são os lugares onde fomos massacrados [na corrida presidencial] e os vitoriosos foram Lula e Dilma. E no Sul, onde ganhamos, a oposição tem fragilidades”, surpreende-se o deputado federal Roberto Freire, presidente do PPS.

O declínio tem sido progressivo. O retrospecto das siglas da oposição nas últimas eleições tem mostrado um processo de definhamento nas capitais das regiões Sul e Sudeste, as mais ricas do país.

Em 2004, quatro das seis cidades conquistadas pela oposição estavam nessas regiões: São Paulo (José Serra), Curitiba (Beto Richa) e Florianópolis (Dário Berger), com o PSDB, e Rio de Janeiro (Cesar Maia), com o PFL.

A diminuição acompanha a do cômputo geral: de seis capitais, em 2004, passou para cinco, em 2008, e hoje chega a uma. A perda em relação à última disputa municipal deve-se à saída de Kassab do DEM e à dança das cadeiras depois da eleição para os governos estaduais, em 2010.

Em virtude disso é que Sérgio Guerra argumenta que o PSDB detém apenas uma capital, pois dos quatro prefeitos eleitos em 2008, três deles – os de Cuiabá, Teresina e Curitiba – decidiram tentar a eleição para governador. Dois perderam – Wilson Santos e Silvio Mendes – e um ganhou, Beto Richa. “No Paraná, não temos mais a prefeitura, mas ganhamos o governo do Estado”, ressalta.

Com tantas fichas postas em regiões dominadas por PT e PSB, o deputado minimiza a possibilidade de o resultado da corrida municipal representar novo golpe para a oposição.

“O central não é a eleição de prefeitos; é a [disputa] proporcional, para vereadores”, diz. Guerra alega que a conquista de prefeituras tem o potencial de aumentar a bancada dos partidos na Câmara dos Deputados, mas não necessariamente influencia a corrida presidencial.

Apesar disso, o líder tucano acredita que a legenda aumentará seu número de prefeituras. Nas sete capitais citadas, Guerra diz que os candidatos do PSDB são favoritos. No entanto, esta condição nem sempre se confirma – seja pelas pesquisas ou pelo cenário eleitoral que se desenha.

É o caso de João Pessoa, na Paraíba. Ali, a esperança é de vitória do senador Cícero Lucena. Ele lidera, mas terá pela frente a candidatura da secretária de Planejamento da capital, Estelizabel Bezerra (PSB) – que representa as máquinas estadual e municipal, ambas comandadas pelo PSB -, e o ex-governador José Maranhão (PMDB), que perdeu a reeleição em 2010 por 53,7% a 46,3% para Ricardo Coutinho.

Foto: Márlio Forte

Wilma e Carlos Eduardo: favoritos em Natal