Poder

TCE condena desembargadores aposentados e mais oito pessoas por dano no setor de precatórios do TJRN

O Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) condenou os desembargadores aposentados Rafael Godeiro e Osvaldo Cruz, a ex-chefe do setor de precatórios do Tribunal de Justiça do RN, Carla Ubarana, e mais 8 pessoas por dano ao erário no valor de R$ 14,1 milhões, em decorrência de irregularidades ocorridas na gestão de precatórios da Corte de Justiça.

Com o resultado, Carla Ubarana, George Leal, Rafael Godeiro, Osvaldo Cruz, João Batista Pinheiro Cabral, Wilza Dantas Targino, Carlos Alberto Fasanaro Júnior, Cláudia Sueli Silva de Oliveira, Carlos Eduardo Palhares e Tânia Maria da Silva foram condenados por dano ao erário e estão impedidos de ocupar cargo público em comissão ou função de confiança.

Carla Ubarana e George Leal foram condenados ao ressarcimento de R$ 14,1 milhões. Rafael Godeiro terá de devolver R$ 5,4 milhões e Osvaldo Cruz, R$ 3 milhões. Além deles, Wilza Dantas (R$ 6,2 milhões), João Batista Pinheiro Cabral (R$ 3,5 milhões), Carlos Fasanaro (R$ 8,2 milhões), Carlos Eduardo Palhares (R$ 2,2 milhões), Cláudia Sueli Silva (R$ 1,3 milhões) e Tânia Maria da Silva (R$ 330 mil) terão de devolver dinheiro aos cofres públicos. Eles terão de pagar também multas que variam de 3% a 35% dos valores devolvidos.

Política

Relatório de Rogério Marinho evita aumento abusivo dos planos de saúde para idosos

O deputado federal Rogério Marinho (PSDB) apresentou nesta quarta-feira (18) o seu relatório em que reformula a legislação dos planos de saúde no país. O projeto, cercado de grande expectativa, tem como ponto principal evitar o aumento abusivo dos valores de planos de saúde para os idosos, como ocorre em muitos casos atualmente. O projeto deve ser votado na comissão especial no dia 8 de novembro.

Hoje, quando o beneficiário do plano de saúde atinge 59 anos recebe um forte aumento na sua mensalidade, já que o Estatuto do Idoso proíbe reajustes acima dessa idade. Em alguns casos, o acréscimo chega a ser de 100% no valor pago pelo usuário.

“O que estamos propondo é um parcelamento desse aumento que já existe normalmente. Ao invés do idoso, que pagava mil reais, passar a pagar dois mil no mês seguinte, pagará apenas mil e duzentos, recebendo, no máximo, 20% de aumento, parcelando-se os 100% ao longo de 20 anos, ou seja, o aumento em razão da mudança de idade será diluído e pago a cada 5 anos. Estamos reduzindo o impacto do aumento dos planos de saúde para os idosos, possibilitando que permaneçam no sistema, impedindo que o aumento exponencial expulse essas pessoas do sistema”, disse Rogério.

O parecer define ainda que a aplicação de cada uma dessas etapas quinquenais não pode ser superior a 20% do reajuste total que incidiria na última faixa. No documento, Marinho ressalta que não pretende modificar a regra segundo a qual o reajuste dado aos 59 anos não pode ser superior a seis vezes o valor da primeira faixa (de 0 a 18 anos).

Confira abaixo mais algumas mudanças propostas por Rogério Marinho favoráveis ao usuário dos planos de saúde. O relatório completo está disponível no site da Câmara dos Deputados.

1) As operadoras serão obrigadas a promover programas de promoção da saúde e de prevenção de riscos e de doenças, inclusive de epidemias que estejam em curso no País, e apresentar relatórios à ANS sobre os resultados dessas campanhas, nos termos do regulamento;

2) Inclusão da obrigatoriedade de procedimentos preventivos no plano-referência de assistência à saúde e possibilidade de desconto para os beneficiários que aderirem a esses programas;

3) Obrigatoriedade de reparar lesões decorrentes de atos cirúrgicos realizados sob a cobertura dos seus planos, quando a reparação não for obrigação do médico que realizou o procedimento cirúrgico, utilizando-se de todos os meios, procedimentos técnicos e produtos médicos necessários para o restabelecimento da área lesionada, independentemente da sua previsão no plano de saúde contratado;

4) Obrigatoriedade de cobertura de vacinas solicitadas pelo médico assistente, desde que devidamente registradas pela autoridade sanitária, quando essas vacinas não constarem do calendário nacional de imunização vigente do Ministério da Saúde ou da Relação Nacional de Ações e Serviços de Saúde, ou, se constarem, quando forem restritas a determinado grupo de pessoas;

5) Obrigatoriedade de inscrição de filho adotivo, adotando e criança ou adolescente sob guarda, aproveitando os períodos de carência já cumpridos pelo consumidor adotante ou guardião. Faculdade na inscrição de enteados do beneficiário menores de idade desde que comprovada a dependência financeira;

6) Portabilidade imediata, sendo aproveitados os períodos de carência, devendo a faixa de preço do plano de destino ser igual ou inferior à que se enquadra o seu plano de origem, considerada a data da assinatura da proposta de adesão;

7) Na rescisão unilateral de plano coletivo cujo beneficiário seja idoso, a operadora fica obrigada a manter o beneficiário, passando o contrato a ser regido pelas mesmas regras dos planos individuais;

8) As operadoras de planos privados de assistência à saúde deverão divulgar as tabelas com os valores pagos pelas consultas e procedimentos contratados nos seus portais corporativos na rede mundial de computadores;

9) Obrigatoriedade de oferecimento de plano individual para todas as operadoras, exceto autogestões;

10) Cobertura de despesas de acompanhante, no caso de pacientes menores de dezoito anos, pessoas idosas, parturientes e pessoas com deficiência;

Política

Walter Alves destina R$ 55 milhões para a Segurança Pública do RN

O deputado federal Walter Alves (PMDB) definiu hoje (18) a destinação de emenda de bancada, no valor de R$ 55 milhões, para o combate à violência no Rio Grande do Norte. O valor será destinado à secretaria de Segurança Pública do Estado. “Os números da escalada da violência são assustadores. Somos um dos estados mais violentos do país. A população está com medo e é preciso de investimentos no setor”, explica o parlamentar.

A proposta do deputado Walter é a de que a maior parte do montante – R$ 35 milhões – seja aplicada na aquisição de material (coletes balísticos, viaturas, armas, munições, entre outros), e o restante – R$ 20 milhões – fique disponível para reforma das unidades de segurança (presídios, delegacias e outros prédios).

Diversos

Turbina de avião com potiguares pega fogo na Europa

Um avião da TAP que levava um grupo de 65 potiguares de Roma para Lisboa, ontem (17), apresentou um problema em uma das turbinas, que pegou fogo cerca de 20 minutos após a decolagem. A aeronave retornou à Roma e nesta quarta-feira (18), os passageiros foram realocados em novos voos.

O grupo religioso tinha 11 padres do RN entre os 65 integrantes, que foram participar em Roma da Canonização dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu.

O cônego José Mário de Medeiros estava na comitiva.

Todos passam bem.

Parte da comitiva potiguar que estava no voo

Parte da comitiva potiguar que estava no voo

Estado

Presidente da Caixa garante continuidade do Minha Casa Minha Vida no RN em reunião com Agripino, Garibaldi, Felipe e Walter

Os senadores José Agripino Maia e Garibaldi Filho, mais os deputados federais Felipe Maia e Walter Alves, estiveram reunidos nesta quarta-feira (18), em Brasília, com o presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Gilberto Occhi, para discutir soluções urgentes para a continuação das obras do Minha Casa Minha Vida, principalmente no Rio Grande do Norte.

A Caixa garantiu a continuidade do programa. Enquanto espera a decisão do Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (CCFGTS) sobre a liberação de R$ 10 bilhões para empréstimos e financiamentos habitacionais, o banco reservará R$ 8 bilhões para programas da construção civil, entre eles o Minha Casa, Minha Vida. O conselho deve se reunir dia 24 de outubro.

“O anúncio de que o programa estaria sendo ameaçado de sofrer alguns cortes estabeleceu um clima de terror entre construtores e aqueles que vão receber as casas. Que fique claro: o Minha Casa Minha Vida não vai acabar. Estive na Caixa e posso afirmar com absoluta tranquilidade que uma das maiores preocupações do banco é encontrar um caminho para compatibilizar as exigências para o prosseguimento das obras”, frisou Agripino.

Estado

Assembleia homenageia Hospital Varela Santiago e profissionais pelo centenário

Iniciativa do pediatra Manoel Varela Santiago Sobrinho, que em 1917 concretizou seu sonho humanitário de prestar assistência médico-social gratuita à infância desamparada do Rio Grande do Norte, o Hospital Infantil Varela Santiago completa um século de serviços prestados ao povo potiguar e a data foi comemorada na Assembleia Legislativa, em sessão solene na manhã desta quarta-feira (18), Dia do Médico. A iniciativa foi do deputado Hermano Morais (PMDB), que também rendeu homenagens a médicos e profissionais da instituição.

Na ocasião, o presidente do Legislativo do RN, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), anunciou a aquisição de exemplares do livro “Varela Santiago – A Visão de um homem”, coordenado pela pediatra Maria Zélia Fernandes, cuja venda será revertida para o hospital.

Foram homenageados Cândido Varela (sobrinho do dr. Varela), Maria Zélia Fernandes (pioneira no tratamento de câncer), Iolanda Nepomuceno (presidente da casa de Apoio Nazinha Lamartine), dr.Paulo Xavier Trindade (diretor superintendente do hospital e representado por dra.Maria da Penha Cavalcante), Manoel de Medeiros Brito, e em memória Dr. Silvio Lamartine de Faria, (representado por Otávio Lamartine) e Aluízio Alves.

Manoel de Brito falou em nome dos demais homenageados. Ele é o atual presidente do Instituto de Proteção à Infância (entidade mantenedora do hospital), e fez um relato histórico, no qual destacou a importância da atitude do então governador da época, Aluízio Alves, que transformou o ambulatório em hospital, no início da década de 60. Contou que Dr. Varela, o fundador, voltou a Natal recém formado, imbuído do seu sonho, contando com o auxílio de dois colegas de turma: Valdemar Antunes e Neto Tavares.

Foto: Eduardo Maia

Foto: Eduardo Maia

Política

Fátima garante emenda de comissão no valor de R$ 400 milhões para construção do Canal Apodi-Mossoró

A Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado, presidida pela Senadora Fátima Bezerra, aprovou, nesta quarta-feira, uma emenda de comissão para a construção do ramal do Apodi-Mossoró. A emenda, valor de R$ 400 milhões, será encaminhada à Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização, que analisa o Projeto da Lei Orçamentária Anual de 2018.

A proposta partiu de uma solicitação do Fórum Oeste Potiguar da Integração das Águas do São Francisco à presidente da CDR, no início deste ano. O relator das emendas na CDR, senador Paulo Rocha, acolheu quatro emendas de apropriação e quatro de remanejamento, das 136 emendas apresentadas pelos parlamentares.

“Palavra dada é palavra cumprida. Acabamos de aprovar na CDR uma emenda para a construção do ramal Apodi/ Mossoró. Temos também o compromisso do senador Dário Berger, presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO), de acatar a emenda da Comissão na LOA de 2018. Seguimos firmes na luta”, disse.

Bancada 
Durante a reunião da bancada do Rio Grande do Norte, a senadora Fátima Bezerra defendeu, na terça-feira, a apresentação de emendas de bancada para a questão hídrica do estado, como a construção do Ramal do Apodi e a conclusão da barragem de Oiticica.

Fátima defendeu ainda a apresentação de emendas para as universidades federais do Rio Grande do Norte, Ufersa e UFRN, o Instituto Federal do RN e para a universidade estadual, UERN. “As instituições de ensino são um dos nossos maiores patrimônios”, defendeu.

Também foram solicitadas emendas para modernização e recuperação dos Portos do RN, para melhoria da infraestrutura rodoviária, segurança pública e outros temas de interesse de diversas prefeituras.

Fátima

Estado

Em reunião com bancada federal, CODERN solicita R$ 20 milhões de emenda para os Portos do RN

A bancada federal do Rio Grande do Norte esteve reunida nesta terça-feira (17), em Brasília, com entidades e instituições do Estado para a discussão em torno das emendas coletivas ao Orçamento de 2018. Mais uma vez, a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) participou do diálogo e reivindicou emenda no valor de R$ 20 milhões, sendo R$ 15 milhões para o Terminal Salineiro de Areia Branca e R$ 5 milhões para o Porto de Natal.

Na reunião, o diretor-presidente da CODERN, Emerson Fernandes enfatizou a importância dos Portos para a economia: “Os Portos são estratégicos para o desenvolvimento da economia potiguar e do Brasil. E reivindicamos mais recursos para o Terminal Salineiro pela necessidade maior de investimento e recuperação de equipamentos. Vale ressaltar que o sal é um produto fundamental para a indústria química e o Rio Grande do Norte é o responsável pela produção de 95% do sal produzido no país”.  Os diretores Emiliano Rosado (Técnico-Operacional) e José Adécio Filho (Administrativo e Financeiro) também acompanharam a reunião.

A necessidade de recursos para a CODERN hoje chega a R$ 150 milhões, pela ausência de repasses orçamentários, já que desde 2014 não ocorre o que era previsto para a Companhia. “Mas nós entendemos o atual momento e a impossibilidade da bancada enviar o valor total que necessitamos, por isso solicitamos a prioridade dos R$ 20 milhões”, ressaltou Emerson.

Até o final do ano, serão investidos R$ 7 milhões no Porto-Ilha, assegurados pelo senador José Agripino Maia, através de uma emenda do relator no Senado ainda para o orçamento de 2017. E durante a reunião, todos da bancada reconheceram a necessidade de recursos aos Portos do Estado: os senadores José Agripino, Fátima Bezerra e Garibaldi Filho, bem como os deputados federais Antônio Jácome, Beto Rosado (representado pela assessoria), Fábio Faria, Felipe Maia, Rafael Motta, Rogério Marinho, Walter Alves e Zenaide Maia.

Reunião bancada entidades 02

Estado

Estado quer teto para renumeração dos servidores e editar Medidas Provisórias

Os deputados estaduais receberam na manhã desta terça-feira (17) o governador em exercício do Rio Grande do Norte, Fábio Dantas (PCdoB). Ele fez um balanço das dificuldades enfrentadas pelo Governo e apresentou um pacote de projetos a ser analisado pelo Poder Legislativo. Ao todo, foram apresentados nove projetos.

As propostas dispõem sobre o escalonamento em três anos do reajuste das alíquotas do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado (Ipern), a partir de 2018; autorização para o Governador do Estado editar medida provisória para leis ordinárias; obrigação aos poderes arcarem com os próprios déficits previdenciários; equiparação do teto salarial do servidor ao subsídio do Governador; instituição de subsídio único para o serviço público estadual; prioridade à promoção de praças da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros ao pessoal que está em serviço na tropa; abertura de crédito suplementar para o Ipern no exercício de 2017; criação do Programa de Recuperação de Créditos – Refis no âmbito do Idema, Procon/RN e Tribunal de Contas do Estado e Refis do IPVA e ITCD.

Fábio Dantas afirmou aos deputados que a previsão é de mais crise.“A gente sempre fica esperando que alguém faça uma mágica e resolva os problemas do Estado. A verdade é que o pior momento ainda vai chegar”, disse o governador, ressaltando que no primeiro ano do atual Governo, os salários só foram pagos em dia graças à Assembleia Legislativa, e que agora só terão chance de serem pagos se o empréstimo for liberado. “Todos os meses faltam R$ 80 milhões para completar a folha, o que dá quase R$ 1 bilhão em um ano”, afirmou.

Foto: Rayane Mainara

Foto: Rayane Mainara

Política

Mineiro critica projetos do Governo entregues à Assembleia Legislativa

No pronunciamento durante a sessão plenária desta terça-feira (17), o deputado Fernando Mineiro (PT) criticou o teor dos projetos do Executivo levados à Casa nesta manhã pelo governador em exercício, Fábio Dantas (PCdoB). Mineiro afirmou que a solução para os problemas financeiros do Estado não passam pelo “sacrifício dos servidores”.

“O vice-governador em exercício repete uma fórmula que se tornou constante nesse Estado. Quando se fala em crise ou se busca soluções para os problemas, ele acha que podem ser resolvidos fazendo com que os servidores públicos paguem por essa crise, a tradição do vice-governador é essa, trazer à Assembleia Legislativa projetos que tratam exclusivamente da questão dos servidores, que não podem pagar essa conta”, criticou o parlamentar.

Fernando Mineiro afirmou que os projetos apresentados pelo Executivo se constituem em “velhas medidas” e que, se os servidores estão sendo responsabilizados e penalizados, mas mesmo assim não tem solução, “alguma coisa está errada”, concluiu o deputado, que ainda questionou a autoria dos projetos, se do vice ou do governador do Estado.

“Há uma transferência de responsabilidade na questão da crise. Fábio Dantas trouxe projetos que na visão dele contribuem para enfrentar a crise, mas espero que ele traga sugestões, ideias e alternativas para o nosso Estado”, afirmou Mineiro.

O deputado reforçou a necessidade de prestação de contas dos recursos recebidos pelo Governo do RN através do projeto Governo Cidadão, antes denominado RN Sustentável. “O que está sendo feito com os recursos disponibilizados pelo projeto através do Banco Mundial? Temos R$ 400 milhões de reais, mas como está sendo a execução, em que estão sendo aplicados e qual a eficácia das medidas, por exemplo, com relação à Segurança?”, indagou o parlamentar.

Mineiro ainda cobrou informações sobre os recursos aplicados nos projetos para minimizar os efeitos da seca, na área da saúde, educação e segurança.

Foto: Eduardo Maia

Política

Garibaldi assume comando do PMDB na sexta (20)

O PMDB do Rio Grande do Norte realiza na próxima sexta-feira, dia 20, a partir das 9 horas, a sua convenção estadual. Na ocasião, o senador Garibaldi Filho será aclamado o novo presidente da agremiação. A reunião será realizada na sede do partido, na avenida Everton Dantas Corês, 1440, no Tirol, em Natal. Na pauta, a escolha do novo diretório, da comissão executiva e dos delegados que representarão o RN na convenção nacional de novembro, em Brasília.

“Uma das prioridades da minha gestão será a revitalização do PMDB no Rio Grande do Norte. Vamos promover uma campanha de filiação para que cada vez mais a população potiguar possa manifestar suas ideias e posições através da nossa legenda. Queremos ampliar nossa atuação como caixa de ressonância do eleitor. Nesse momento em que o Brasil vive importantes transformações, o PMDB está preparado para dar sua parcela de contribuição para o aperfeiçoamento de nossas instituições”, afirmou Garibaldi Filho.

Política

Senado rejeita medidas cautelares contra Aécio Neves e senador retoma mandato

O Plenário tornou sem efeito nesta terça-feira (17) a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que havia afastado do mandato e determinado o recolhimento noturno do senador Aécio Neves (PSDB-MG). Foram 44 votos contra e 26 a favor das medidas cautelares impostas pela Primeira Turma da Corte. Houve ainda 9 ausências, sem contar o próprio Aécio, que estava com o mandato suspenso e não podia votar. A Constituição exige que a decisão seja tomada por maioria absoluta, pelo menos 41 votos.

De acordo com a Secretaria-Geral da Mesa do Senado, a decisão do Plenário tem efeito imediato e será comunicada ao STF nesta quarta-feira (18). Com isso, Aécio Neves, que estava afastado temporariamente do mandato desde 26 de setembro, já está de volta ao exercício do cargo. A Procuradoria-Geral da República (PGR) denunciou o senador por corrupção passiva e obstrução de Justiça, com base em delações premiadas do grupo empresarial J&F. Ele foi gravado pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista.

Antes da votação do Plenário, o senador Aécio Neves enviou uma carta aos parlamentares. Ele pediu o apoio dos colegas e disse estar sofrendo uma “trama ardilosamente construída”. Aécio escreveu:

“Talvez você possa imaginar a minha indignação diante da violência a que fui submetido e o sofrimento causado a mim, à minha família e a tantos mineiros e brasileiros que me conhecem de perto em mais de trinta anos na vida pública”.

Política

Prefeito em exercício de Natal, Álvaro Dias pede recursos para saúde e infraestrutura em reunião com bancada

O prefeito em exercício de Natal, Álvaro Dias(PMDB) pediu à bancada federal potiguar que inclua entre as emendas que apresentará ao Orçamento da União de 2018, recursos para a saúde e obras de pavimentação e drenagem em Natal. A reunião da bancada ocorreu no início da noite desta terça-feira (17) e contou com a presença dos deputados e senadores.

Além de Natal, Mossoró também está pleiteando a inclusão do município entre os beneficiários de emendas parlamentares. Na mesma situação estão a Liga Contra o Câncer, e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, entre outros. Todos os deputados federais e senadores estiveram na reunião.

O senador Garibaldi Filho falou sobre o desafio que a bancada federal enfrentará para definir suas emendas, já que os pedidos são maiores que a disponibilidade de recursos. Ele afirmou que os parlamentares buscarão a melhor forma de atender o máximo possível. Amanhã, em horário ainda a ser definido, deputados e senadores voltarão a se reunir para o acerto final.

ÁLVARO 002

Estado

FIERN emite nota de solidariedade aos empresários Nevaldo e Flávio Rocha

A Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN), divulgou na manhã desta terça-feira, 17, nota pública e oficial de solidariedade aos empresários potiguares Flávio Rocha e Nevaldo Rocha.

Assinada por seu presidente, Amaro Sales de Araújo, a nota destaca a importância dos dois empreendedores para o Rio Grande do Norte, considera equivocada a apresentação de ações judiciais contra a Guararapes e contra Flávio Rocha e apresenta irrestrita solidariedade aos dois empreendedores.

Leia abaixo a íntegra da nota:

Flávio Rocha é um dos mais importantes empreendedores brasileiros e, destacadamente, um dos mais relevantes da história do Rio Grande do Norte. Ao sair em defesa da indústria Guararapes Confecções e do Pró-Sertão, o fez legitimamente na salvaguarda de sua empresa e de um projeto, cuja iniciativa gera milhares de empregos formais no interior potiguar.

O Ministério Público do Trabalho merece o respeito de todos nós, mas não podemos nos calar diante da apresentação equivocada de ações judiciais contra a Guararapes e, agora, diretamente contra o líder empresarial Flávio Rocha.

Assim sendo, é devida a irrestrita e pública solidariedade da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte a Flávio e a Nevaldo Rocha, além de um apelo para que, mesmo diante de tais circunstâncias, continuem trabalhando e investindo no Rio Grande do Norte.

A injustiça e a insensibilidade de alguns não diminuem a estima e o respeito que a maioria reconhece dever aos líderes e aos colaboradores do Grupo Guararapes, merecedores do nosso apoio e aplauso.

Amaro Sales de Araújo

Presidente do Sistema FIERN

Política

Carlos Eduardo lidera pesquisa Certus/98 FM para Governo e Senado em Natal

O instituto Certus divulgou pesquisa de intenção de votos dos natalenses para as eleições de 2018, nesta segunda-feira (16), na 98 FM. Foram ouvidos 606 eleitores nos últimos dias 07 e 08.

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), lidera a intenção de votos para Governo e Senado:

Governo (Estimulada)

Carlos Eduardo (PDT) – 22,77%

Fátima Bezerra (PT) – 17,66%

Robinson Faria (PSD) – 3,14%

Cláudio Santos (Sem partido) – 2,97%

Não Sabe e Nenhum – 52,80%

Senado (Estimulada)

Carlos Eduardo (PDT) – 10,23%

Garibaldi Filho (PMDB) – 8,82%

José Agripino (DEM) – 7,81%

Zenaide (PR) – 7,34%

Ney Lopes (PSD) – 5,45%

Robinson Faria (PSD) – 2,72%

Cláudio Santos (Sem partido) – 1,28%

Não Sabe e Nenhum – 49,42%

Política

Gestão de Carlos Eduardo é aprovada por 52% e a de Robinson é desaprovada por 81%

A pesquisa Certus/98 FM que ouviu 606 eleitores em Natal entre os dias 07 e 08 de outubro, ainda mediu a avaliação administrativa das gestões de Carlos Eduardo (PDT) e Robinson Faria (PSD).

Avaliação do Governo de Carlos Eduardo:

Aprova – 52,15%

Desaprova – 44,39%

Não Sabe – 2,97%

Não respondeu – 0,5%

Avaliação do Governo de Robinson Faria:

Aprova – 13,04%

Desaprova – 81,85%

Não Sabe – 4,62%

Não respondeu – 0,5%

Política

Lula lidera intenção de voto para presidente e rejeição em Natal

Segundo o instituto Certus, após ouvir 606 eleitores entre os dias 07 e 08 de outubro, o ex-presidente Lula lidera a intenção de votos para presidente em 2018 e a rejeição.

Presidente (Estimulada)

Lula (PT) – 37,29%

Bolsonaro – 15,51%

Nenhum – 26,4%

Não Sabe – 29%

Marina Silva – 5,61%

Ciro Gomes – 5,12%

João Doria – 3,14

Álvaro Dias – 2,15%

Alckmin – 1,32%

Presidente (Rejeição)

Lula – 19,47%

Bolsonaro – 10,23%

Marina Silva – 5,12%

Alckmin – 4,79%

Ciro Gomes – 4,62%

Dória – 3,96%

Senador Álvaro Dias – 1,32%

Rejeita todos – 24,09%

Rejeita Nenhum – 14,03%

Outros – 9,41%

Não Sabe – 2,97%

Estado

Militares estaduais definem ações contra atraso dos salários

Devido aos constantes atrasos dos salários, por parte do Governo do RN, os servidores da segurança estudam medidas para reivindicar a regulamentação do pagamento. Nesta próxima quarta-feira (18), às 15h, haverá uma Assembleia Geral Unificada, que reunirá todas as entidades representativas dos policiais e bombeiros militares para discutir as estratégias de participação da categoria nas mobilizações por um calendário de pagamento.

A reunião acontecerá no Clube Tiradentes, sede da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN (ASSPMBMRN), localizada no bairro Alecrim. “Na Assembleia Geral vamos decidir se participaremos das atividades de reivindicação, e como será essa participação”, relata o subtenente Eliabe Marques, presidente da ASSPMBMRN, citando ainda o ato marcado para este próximo dia 24, em que servidores estaduais do RN se reunirão em frente à Governadoria. A atividade é organizada pelas entidades que compõe o Fórum dos Servidores do RN.

Desde fevereiro de 2016 que o Governo do Estado não cumpre com o art. 28 da Constituição Estadual que estabelece o último dia de cada mês para o pagamento de salário.