O deputado federal Beto Rosado (PP) já está – de fato e de direito – reeleito.

Seu nome já consta no sistema da justiça eleitoral entre os eleitos, no lugar de Fernando Mineiro (PT), que tinha entrado pelo fato do Tribunal Regional Eleitoral não ter contabilizado os votos de Kerinho, que foi candidato a deputado federal pela coligação de Beto e “por erro do judiciário”, segundo o próprio Ministro Jorge Mussi, causou esse problema.

Beto ficou em sétimo lugar com 71.092 votos e eleito após novo cálculo do quociente eleitoral.

TSE