A qualidade da água no município de Natal foi tema de audiência pública no plenário da Câmara Municipal de Natal, nesta quinta-feira (03). A proposição foi do vereador Professor Luis Carlos (PMDB).

Uma das questões abordadas na audiência foi o alto nível de nitrato encontrado no reservatório de água da capital. Um estudo da Agência Reguladora de Serviços de Saneamento Básico do Município de Natal (Arsban) divulgado em 2010, registrou um total de 41 poços com índice de nitrato acima de 10 mg/l, nível considerado perigoso para o consumo humano, de um total de 72 poços analisados.

No ano passado, a Caern divulgou que o índice de contaminação vem diminuindo após a instalação da adutora do Jiqui. Bairros como Pirangi, Ponta Negra, Guarapes e Mãe Luiza estariam com concentração inferior a 3 mg/l.

Para o diretor técnico da Arsban Aristotelino Monteiro, a contaminação por nitrato vem diminuindo, mas não é a única ameaça para a qualidade da água de Natal. “A população produz resíduos que, se não tratados de forma adequada, vão atingir esse lençol e contaminar a água. O principal foco para reverter esse problema é investir em saneamento básico”, apontou.

O deputado estadual Hermano Morais (PMDB) também participou do debate.