A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lançou nesta quarta-feira (18), a Campanha da Fraternidade de 2015.

O combate à corrupção deve ser um dos objetivos da Igreja Católica em 2015.

Integrante da Coalizão pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas, a Igreja Católica apoia a proibição de financiamento de candidatos por empresas (pessoas jurídicas) e a implantação do financiamento democrático, público e de pessoas físicas; a adoção do sistema eleitoral chamado “voto transparente”, proporcional, em dois turnos; a promoção da alternância de homens e mulheres nas listas de candidatos dos partidos; e o fortalecimento da democracia participativa, com plebiscito, referendo e projeto de lei de iniciativa popular.