O pré-candidato a governador pelo PDT, Carlos Eduardo, cobrou o pagamento do 13o salário do funcionalismo estadual do ano passado, em atraso há 223 dias completados nesta segunda-feira(30/7). “Cadê o 13o de 2017? Cadê? Um absurdo causado pela irresponsabilidade desse desgoverno” acentuou Carlos Eduardo em Apodi, a 282 km de Natal, quando participava do lançamento da pré-candidatura da ex-prefeita Goreti Silveira(MDB) para deputada estadual.

A cobrança e a crítica de Carlos Eduardo aconteceram minutos antes de o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho anunciar em suas redes sociais o pagamento de julho em dia com reajuste para policiais e professores. O post de Coutinho: “Nesta segunda-feira(30) e terça-feira(31/7), pagamento do funcionalismo sempre dentro do mês trabalhado. Dividido de julho a dezembro, todo o pessoal da segurança (Polícia Civil, PM, Ag Penitenciário, Bombeiros) terá mais 5%. Já o Magistério terá de 15% a 21% para dobrar a remuneração de dezembro/2014.”