Homem, de 25 a 34 anos, ensino superior completo e renda mensal de até R$ 3.500 reais. Esse é o perfil do turista que visitou Natal durante o período de carnaval. Esse levantamento foi feito e divulgado pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IPDC), entidade ligada a Federação de Comércio, Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte (Fecomércio-RN), nesta segunda-feira (09), em um café da manhã para os associados da instituição e a imprensa que contou com as presenças do prefeito de Natal, Carlos Eduardo, e do presidente da Fecomércio-RN, Marcelo Queiroz. A pesquisa também apontou o sucesso do carnaval em números, estimando que durante a realização da festa natalenses e turistas movimentaram mais de R$ 54 milhões de reais.

A pesquisa entrevistou 600 pessoas e se aprofundou sobre mais outros temas e mostrou também que os foliões aprovaram o carnaval da capital potiguar, dando uma nota de 8,1 para a festa. Outro dado expressivo detectado no estudo foi que 87,% dos entrevistados recomendariam o carnaval de Natal a seus amigos e familiares. A rede hoteleira da cidade que ficou 100% ocupada durante o reinado de momo foi o item melhor avaliado na pesquisa com um índice de satisfação que chegou a nota 9,0. O gasto médio dos turistas na cidade foi de R$ 1.774,04 reais por pessoas, sendo um gasto médio diário de R$ 295,67 reais para os turistas e de R$ 82,12 reais para os natalenses.

Carlos Eduardo comemorou o resultado da pesquisa e afirmou que ficou muito satisfeito com a comprovação em números do sucesso do carnaval de 2015 em Natal. O prefeito disse que não foi fácil organizar uma festa do nível da que houve na cidade, pois o momento de crise vivido em todo país poderia ter inviabilizado os investimentos, mas a atual gestão enfrentou as dificuldades e em 60 dias planejou e elaborou uma programação de sucesso: “Não poderíamos deixar de fazer esse carnaval. Essa que é uma festa da unidade nacional, faz parte da cultura do brasileiro. Ficamos muito felizes com os números divulgados que extrapolou todas as nossas expectativas” O chefe do executivo municipal lembrou o retorno gerado em dividendos para a cidade. A gestão investiu R$ 4,5 milhões de reais e a movimentação da economia da cidade superou em 10 vezes esse valor.

Comentários do Facebook

Os comentários estão fechados.