Telhas quebradas, portão sem fechadura, infestação de cupins, infiltração nas paredes e risco de desabamento.

Esses são alguns dos problemas que os estudantes que moram nas Casas do Estudante de Caicó enfrentam.

São duas casas: uma feminina e outra masculina.

As duas necessitam de reforma urgente, principalmente, a masculina que está para desabar.

A Associação cogita até vender um terreno que pertence à Casa do Estudante e não tem utilidade no momento. O espaço seria para construção de um espaço para lazer.