CidadesCultura

Oficina trabalhará artesanato tradicional e identidade de Caicó

Artesãos do Seridó já podem se inscrever para participar da oficina “Caicó Criativa”, que pretende estimular a economia criativa e a produção associada ao turismo na região. O projeto é idealizado pela agência Referência com apoio da FUNARTE e integra programação do “Fórum Festa de Sant’Ana de Caicó – Patrimônio Cultural Brasileiro”.

A oficina será desenvolvida pela artista visual Layanne Santos, que é designer formada pela UFRN e doutoranda em design pela Universidade de Lisboa. Sua pesquisa e trabalho relacionam design, artesanato e antropologia. “Artesanato tradicional é o artesanato produzido manualmente, com saberes, materiais e técnicas passados de geração para geração. Com a oficina, queremos contribuir para fortalecer artesãos de Caicó e região”, explica Layanne.

Devido à pandemia do coronavírus, a programação será remota e acontecerá de 11 a 21 de julho de 2020, através das plataformas WhatsApp e Google Meet.

As inscrições são gratuitas e estão abertas até o próximo dia 10 de julho, pelo link: https://forms.gle/MHQkfGMhUiY8Dw1o8

Oficina Caicó Criativa

CulturaInterior

Julho: Mês de Sant’Ana

Mês de Julho já chegou, o mês da Senhora Sant’Ana, excelsa Padroeira de Caicó, nossa avó celestial, protetora e intercessora de todos nós.

O ano de 2020 está sendo diferente por causa da pandemia, e esse mês Julho será mais ainda, sem a Festa de Sant’Ana presencial.

Mas, seguimos com a nossa Fé, com o Coração cheio de esperança em dias melhores, rogando a Sant’Ana: “Abrigai-nos docemente, dentro em vosso coração”.

Rezemos a Sant’Ana pelo fim da pandemia.

Cultura

Potiguar é selecionada pelo Itaú Cultural em edital de apoio à Literatura

A escritora potiguar Leticia Torres Ortencio foi selecionada pelo Itaú Cultural em um Edital de Emergência voltado para escritores que tiveram sua rotina modificada neste momento de pandemia e necessidade de suspensão social.

O trabalho de Leticia ficou entre os 200 selecionados de 12.982 inscritos.

O tema do edital é A Vida pós-Pandemia em Prosa e Poesia. Assim, a provocação é pensar como será o mundo quando a crise causada pela covid-19 estiver sob controle.

Leticia é neta de Manoel Torres e Dona Oscarina, filha da médica Lígia Torres.

Cultura

Henrique Araújo participa de exposição virtual da Fundação Louis Vuitton

O artista multidisciplinar Henrique Araújo foi selecionado e está participando de uma exposição do Museu de Arte Contemporânea da Fundação Louis Vuitton.

Henrique está entre os artistas classificados da semana.

E ganhou destaque no perfil da Fundação.

Sobre Henrique Araújo
É um artista, formado pela UFRN, natural de Caicó, mas residente em Natal.

Se destaca tambem no mundo da moda. Em meados de 2015, Henrique colaborou e fez as ilustrações de uma coleção cápsula de Adriana Degreas, vendida nos EUA (Harrod’s) e Europa (le bonmarche). Foi usada no Brasil por Sabrina Sato, Flora Gil, Narcisa, dentre outras famosas.

Sobre a Fundação Louis Vuitton
É um Museu inaugurado em outubro de 2014, localizado em um dos mais charmosos endereços de Paris, no Bosque Bois de Boulogne. É administrado como uma entidade sem fins lucrativos, legalmente separada, como parte da promoção de arte e cultura da LVMH, holding francesa especializada em artigos de luxo. Foi formado pelas fusões dos grupos Moët et Chandon e Hennessy e, posteriormente, do grupo resultante com a Louis Vuitton.

Cultura

Livro: O romance de Geraldo Melo

O ex-governador e ex-senador Geraldo Melo está nos detalhes finais para lançar um livro.

É um romance: “Luzes e Sombras do Casarão”.

Ao blog, enviou a foto da capa e disse que em virtude da pandemia, vai disponibilizar também na Amazon e eBook, além da edição impressa.

Sem dúvida…vai fazer muito sucesso.

Geraldo tem uma mente brilhante.

Cultura

Morre o advogado, jornalista e escritor Murilo Melo Filho

Faleceu nesta quarta-feira (27), em um hospital no Rio de Janeiro, o potiguar Murilo Melo Filho, 91 anos, advogado, jornalista e escritor, membro titular da Academia Norte-Riograndense de Letras, onde ocupava a Cadeira nº 19 e da Cadeira nº 8 na Academia Brasileira de Letras.

Aos 12 anos, já começou a escrever comentários no Diário de Natal. Depois foi para A Ordem onde trabalhou com Otto Guerra, Ulysses de Góes e José Nazareno de Aguiar, e em A República, com Valdemar de Araújo, Rivaldo Pinheiro, Aderbal de França, Luís Maranhão e Luís da Câmara Cascudo.

Aos dezoito anos foi para o Rio de Janeiro e começou a trabalhar no Correio da Noite. Em seguida, passou pela Tribuna da Imprensa com Carlos Lacerda; pelo Jornal do Commercio com Elmano Cardim, San Thiago Dantas e Assis Chateaubriand pelo O Estado de S. Paulo com Júlio de Mesquita Filho e Prudente de Moraes Neto e pela revista Manchete com Adolpho Bloch.

Sempre em missões jornalísticas, acompanhou os ex-presidentes Juscelino Kubitschek a Portugal; Jânio Quadros a Cuba; João Goulart aos Estados Unidos, ao México e Chile; Ernesto Geisel à Inglaterra e à França; e José Sarney a Portugal e aos Estados Unidos.

Cobriu a Guerra do Vietnã, com o fotógrafo Gervásio Baptista, em 1967, e foi o primeiro jornalista brasileiro a cobrir a Guerra do Camboja, com o fotógrafo Antônio Rudge, em 1973, tendo chegado a Saigon e Phnom-Penh, via Tóquio.

Casado com D. Norma, têm três filhos: Nelson, Fátima e Sérgio.

Murilo Melo Filho escreveu e lançou diversos livros.

Foto:  Academia Brasileira de Letras

Foto: Academia Brasileira de Letras

Cultura

João Maia comemora aprovação de projeto que irá contribuir com ações emergenciais na área da Cultura

O deputado federal João Maia votou sim, nessa terça-feira (26) na Câmara dos Deputados, o PL que irá liberar R$ 3 bilhões de reais para ações emergenciais destinados à área da cultura, enquanto durar a pandemia do Covid-19. “Tivemos o apoio de todos os partidos. Agora aguardamos o posicionamento do Senado Federal”, comemora João Maia.

O deputado postou em suas mídias sociais a boa notícia e comentou: “Precisamos reconhecer o trabalhador cultural com todo o seu valor histórico, e dar suporte à uma classe, que fomenta a economia do País durante todo o ano, das mais diversas formas possíveis”, disse.

A Lei ainda tem a chance de ser batizada de “Aldir Blanc”, para homenagear o artista que morreu vítima do Covid-19 no início deste mês.

Deputado João Maia no plenário da Câmara

Cultura

Live Baile do Dan

As lives foram as formas encontradas pelos artistas para a realização de shows virtuais durante a pandemia do Coronavírus.

Dan Castro, cantor natalense, possui seu projeto solo desde o ano de 2015.

A experiência musical iniciou-se muito cedo, juntamente com os parceiros musicais e produtores Bruno Figueira e Daniel Abreu.

Juntos, desde os anos 2000, participaram de bandas de vários estilos musicais (pagode, samba, swingueira, axé, forró, entre outros estilos).

Como os músicos foram os primeiros a sentir os efeitos da pandemia e serão os últimos a voltarem à normalidade, Dan decidiu realizar o #BailedoDAN com o objetivo de arrecadar recursos para os profissionais envolvidos.

https://www.youtube.com/c/DanCastro

Baile do Dan

Cultura

Live Diálogos Culturais mostra a carreira de Dodora Cardoso

O projeto Diálogos Culturais deste sábado (23), a partir das 17h, promovido pela Fundação José Augusto, traz a cantora Dodora Cardoso que cantará e contará histórias de 40 anos de carreira dedicados aos clássicos da Música Popular Brasileira.

A transmissão será realizada no perfil @culturarn do instagram e pelo Facebook da FJA. A ação integra o projeto #toemcasatonarede que incentiva as pessoas a ficarem em suas residências para o enfrentamento à pandemia da COVID 19.

Considerada um ícone da música norte-riograndense, Dodora é natalense, mas radicou-se muitos anos em Caicó. Consolidou sua carreira participando das principais bandas de baile dos anos 70, 80 e 90.

Durante sua trajetória se apresentou em todas as capitais do Nordeste e em 90% dos municípios norte-riograndenses. Atualmente em carreira solo, se apresenta nos principais palcos da cidade de Natal, como uma das mais prestigiadas cantoras de samba do Estado.

Realizou a abertura dos shows de grandes nomes da música nacional, como Martinho da Vila, Toni Garrido, Fafá de Belém e Benito de Paula. A cantora tem sete CDs gravados até o momento.

Dodora Cardoso

Cultura

Coronavírus faz igreja adaptar Festa de Sant’Ana para formato virtual no Seridó

O espetáculo de Fé no Sertão do Seridó que levava pelas ruas de Caicó e Currais Novos será virtual em 2020.

A igreja decidiu adaptar a realização das Festas de Sant’Ana das duas cidades seridoenses em virtude da pandemia do Coronavírus.

Em Caicó, a Festa de Sant’Ana Virtual será entre 22 de julho e 02 de agosto.

Já em Currais Novos, entre os dias 16 e 26 de julho.

É a primeira vez em 260 anos que não vai ocorrer as festividades presenciais da Festa de Sant’Ana de Caicó, Patrimônio Imaterial do Brasil.

Cultura

Regina Duarte deixa a Secretaria Nacional de Cultura e vai assumir Cinemateca em SP

A atriz Regina Duarte deixou a Secretaria Nacional de Cultura na manhã desta quarta-feira (20), após reunião com o presidente Jair Bolsonaro.

Ela vai assumir o comando da Cinemateca em São Paulo.

“Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o governo e a cultura brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP. Nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias”, postou Bolsonaro em seu twitter.

Cultura

Cultura como instrumento para enfrentar a pandemia

A cultura é uma das áreas que mais recebe atenção da Prefeitura de Natal e mesmo com a estrutura da administração municipal voltada ao combate à pandemia da Covid-19, a Secretaria Municipal de Cultura segue atuando para movimentar o setor e oferecer à população boas opções de arte e lazer sem sair de casa. O projeto Cultura na Cidade é um deles. Lançado em abril pelo canal oficial da Prefeitura do Natal no Youtube (https://www.youtube.com/natalprefeitura), dá acesso a um rico acervo de shows nacionais, palestras, debates literários, DVDs e CDs de artistas potiguares, mostras, shows de humor, artes visuais e dança.

O conteúdo disponibilizado forma o conjunto com todas as produções e conteúdos nas áreas artísticas patrocinadas pela Prefeitura nos últimos anos, através de editais, leis de incentivo, Fundo Municipal de Cultura e eventos tradicionais realizados. “É um trabalho de resgate e valorização da nossa cultura. Ao longo dos anos valorizamos a produção local e colocamos a cultura em lugar de destaque. Temos um material de alta qualidade que vai agradar em cheio. É uma forma de deixar em evidência também os nossos cantores, compositores, artistas plásticos, atores, atrizes, dançarinos, grafiteiros e todos que militam na cultura”, define o secretário municipal de Cultura, Dácio Galvão.

A gestão municipal também lançou um edital de chamamento para que artistas possam, de forma colaborativa, também expor e divulgar seus trabalhos dentro do programa “Cultura na Cidade”. Um dos conteúdos disponibilizados foi cedido pela família do músico potiguar Tico da Costa.

A adoção das medidas de isolamento social teve um forte impacto na vida cultural da cidade. De uma hora para outra, muitos artistas se viram sem ter de onde tirar o sustento, em virtude da suspensão dos shows e apresentações. Atenta a essa realidade, a Secult articulou junto à Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas) um suporte na questão da segurança alimentar e suporte nutricional da classe artística. A Sociedade dos Amigos e Amigas do Beco da Lama e Adjacências (Samba) também está auxiliando esse trabalho de cadastramento dos artistas. Apoio que foi prestado ainda ao segmento dos Povos de Terreiro e praticantes de religiões de matriz africana da cidade.

A Prefeitura de Natal também já executa o planejamento visando ao término das medidas de isolamento social. Uma série de equipamentos culturais serão entregues em todas as regiões. O Espaço Cultural Jesiel Figueiredo, no Gramoré, zona norte, foi recuperado. O espaço tem sido um ponto forte de produção cultural nas áreas de Hip-Hop, Repente e palco para apresentações de Bandas de Garagem. O anfiteatro do local também passou por uma requalificação. A área também conta agora com painéis de grafite desenhando a por artistas natalenses.

Outro grande ponto de efervescência cultural recuperado pelo Prefeitura é o Espaço Cultural Ruy Pereira, na Cidade Alta. Histórico reduto da boemia natalense, o equipamento foi repaginado, ganhou novo passeio público, uma cobertura, painéis de grafite e um palco fixo. A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) coordena esse trabalho.

“A cultura tem sido um forte indutor da nossa economia. Se pegarmos o período de novembro do ano passado até março deste ano, o setor fez circular mais de R$ 150 milhões na economia natalense. É uma marca expressiva. Esse período de pandemia não tem sido fácil, mas estamos trabalhando, e muito, para manter acesa a chama da cultura e da economia criativa da cidade”, destaca o secretário Dácio Galvão.

Espaço Cultural Ruy Pereira em obras de revitalização - Foto: Manoel Barbosa

Espaço Cultural Ruy Pereira em obras de revitalização – Foto: Manoel Barbosa

Cultura

“Acho muito difícil a Festa de Sant’Ana acontecer em Julho”, afirma Bispo da Diocese de Caicó

Maior Festa Religiosa, Social e Cultural do Rio Grande do Norte, a Festa da nossa Excelsa Padroeira de Caicó, a Senhora Sant’Ana, não deverá ocorrer em Julho.

 “Acho muito difícil a Festa de Sant’Ana acontecer em Julho”, afirmou o Bispo Bom Antônio Carlos, que também pensa o mesmo para a Festa de Sant’Ana de Currais Novos.

O Bispo adiantou que se quiserem fazer em Julho, a festa será virtual, adiantando que até se ter uma vacina contra o Coronavírus, os eventos de massa vão estar comprometidos.

A declaração ocorreu durante o programa Panorama 95 desta segunda-feira (11), apresentado por Marcos Dantas na 95 FM de Caicó.

Cultura

Cantor e compositor caicoense residente em São Paulo lança primeiro sucesso nacional

Andrey Dantas, de nome artístico Androla, é um caicoense que tem talento de sobra para o sucesso nacional que já começa a fazer.

Cantor e compositor desde novo, mora hoje em São Paulo, foi selecionado e faz parte do elenco do Midas Music, gravadora de propriedade de Rick Bonadio.

“Até Já” é a primeira música gravada. Fala sobre uma história de amor intensa, porém, incerta.

O Artista
Androla começou na música aos 8 anos por influência do pai, o bancário Ivanildo Júnior (já falecido) e tendo o estímulo da mãe, a empresária do grupo AGraciosa, Ana Maria Santiago. Aos 12 anos já começou a compor as primeiras músicas e tocava violão.

A música está disponível no YouTube, Spotify e Deezer.

CulturaNatal

Obras do Espaço Cultural Ruy Pereira entram em fase de conclusão

Estão em fase final as obras de revitalização do Espaço Cultural Ruy Pereira, na Cidade Alta. O objetivo é fazer daquele trecho a primeira via exclusiva para pedestres na cidade. A área passou pela troca do novo pavimento, tratamento de drenagem e esgoto, iluminação subterrânea, mudança da entrada para a avenida Princesa Isabel e a instalação de um palco permanente para a realização de manifestações artísticas e a aplicação de cobertura termoacústica que já começou a ser instalada. Além disso, foram implementados painéis de grafite nos muros do espaço. Essa é mais uma iniciativa que a Prefeitura de Natal executa para revitalizar o Centro Histórico da capital potiguar. A expectativa é de que o local seja aberto até o início de maio.

Os painéis de grafite foram produzidos sob a supervisão do artista Dicesarlove, que pintou um painel com a imagem do homenageado Ruy Pereira. A produção local também foi prestigiada com a pintura de painéis por 30 artistas potiguares do grafite artístico, grafitando 120 metros de muro. Cada um deles trabalhou em um painel de 4m x 5m. Todos eles foram selecionados por meio de editais da Secretaria Municipal de Cultura (Secult).

A revitalização do Espaço Ruy Pereira seguiu os mesmos moldes do projeto do Beco da Lama e promete repetir o sucesso da primeira empreitada. O local também é um reduto da cultura e boemia da cidade que está ávida pra voltar a frequentar o local.

“Seguimos com a nossa política democrática de abertura de editais para fomentar a cultura. Esse espaço já é um ponto tradicional de manifestações artísticas de todos os gêneros e, com as adequações que estamos finalizando, a previsão é amplificar essas ações para gerar emprego, renda, valorizar os artistas locais e trazer um novo olhar para a Cidade Alta”, aposta o secretário Dácio Galvão, titular da Secult.

A Cidade Alta tem recebido uma atenção especial da gestão do prefeito Álvaro Dias. Na parte cultural, além do Beco da lama e do Espaço Cultural Ruy Pereira, a região já recebeu shows do Natal em Natal, Carnaval, apoiou o projeto Choro do Caçuá (praça Padre João Maria), implementou um projeto especial de iluminação no período natalino e viabilizou a Travessa Pax, que abriga o Espaço Cultural K-Ximbinho. Na parte estrutural, a Prefeitura também investiu no recapeamento da rua Ulisses Caldas e da avenida Rio Branco.

Tantos investimentos fizeram com que o Centro Histórico de Natal resgatasse sua força como ponto turístico. Antes da adoção das medidas de isolamento por causa da pandemia de Covid-19, diversas empresas estavam vendendo pacotes de passeios pela região que tem uma rica história com igrejas antigas, praças e museus. E que agora ganha mais atrativos a partir das ações empreendidas pela Prefeitura.

Espaço Cultural Ruy Pereira em obras de revitalização - foto Manoel Barbosa

Espaço Cultural Ruy Pereira em obras de revitalização – Foto: Manoel Barbosa

Cultura

Cantor Moraes Moreira morre no Rio de Janeiro

Faleceu nesta segunda-feira (13), no Rio de Janeiro (RJ), o cantor Moraes Moreira, aos 72 anos.

Foi encontrado sem vida no apartamento onde morava.

A causa da morte ainda não foi conhecida.

Moraes Moreira começou tocando sanfona de doze baixos em festas de São João e outros eventos de Ituaçu, o “Portal da Chapada Diamantina”. Na adolescência aprendeu a tocar violão, enquanto fazia curso de ciências em Caculé, Bahia. Mudou-se para Salvador e lá conheceu Tom Zé, e também entrou em contato com o rock n’ roll. Mais tarde, ao conhecer Baby Consuelo, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão, formou o conjunto Novos Baianos, onde ficou de 1969 a 1975.

Saiu em carreira solo no ano de 1975, e desde então já lançou mais de 20 discos. Na sua carreira solo, destacou-se como o primeiro cantor de trio elétrico, cantando no Trio de Dodô e Osmar, e lançou diversos sucessos de músicas de carnaval, no que se convencionou chamar de “frevo trieletrizado”.