Economia

Midway Mall oferece estação de carregamento para carros elétricos e híbridos

O Shopping Midway Mall passa a oferecer ao seu público, a partir desta quinta-feira, 25, um grande diferencial relacionado à mobilidade elétrica e sustentabilidade: uma estação de recarga para veículos elétricos em seu estacionamento.

São duas vagas com carregadores que estão localizadas no piso G5, próximo ao acesso do teatro Riachuelo. A novidade é uma parceria do Midway com a BMW PG Prime, e permitirá que os visitantes carreguem seus veículos enquanto realizam suas compras no shopping.

O Midway é o primeiro shopping a oferecer o serviço no estado. As estações de carregamento são universais e podem ser utilizadas por veículos elétricos de qualquer marca, atendendo os requisitos de segurança, mantendo a performance e longevidade da bateria.

O Grupo Guararapes segue investindo em inovação e novas tecnologias que estão aos poucos se tornando realidade no mercado. São ações voltadas para a comodidade dos clientes e que beneficiam o meio ambiente.

Midway 01

Economia

CDL Natal emite nota sobre aumento de casos de Covid-19

Nota

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal defende o amplo funcionamento do comércio, e informa que retomará o projeto SOS Protocolos, com orientação a comerciantes e população sobre os cuidados preventivos ao novo Coronavírus.

O momento é de união de esforços a favor  do bem da população, uma vez que o Rio Grande do Norte voltou a níveis preocupantes em relação a pandemia, com filas de espera para leitos e UTIs, principalmente na região metropolitana. A entidade é sensível aos problemas econômicos e de saúde. Defende a manutenção do funcionamento das atividades econômicas, o cumprimento dos protocolos, fiscalizações e punições para quem não cumprir os protocolos devidos.

É urgente uma maior fiscalização quanto ao cumprimento dos decretos, ao distanciamento social, uso de máscaras e do álcool em gel.  A população também precisa contribuir e evitar aglomerações.

A entidade afirma não ser o comércio o responsável pelo aumento da contaminação da população, e sim, a falta de empatia de algumas pessoas que descumprem a orientação do distanciamento social. Fato que todos observam desde a campanha eleitoral, que se repetiu nas festas de fim de ano e agora mais recente no carnaval.

A CDL Natal destaca que assim como todo o setor produtivo, desde o começo da Pandemia tem trabalhado e se esforçado para evitar a proliferação da doença. Realizou campanha para aquisição de respiradores e doou aos hospitais. Ajudou a elaborar o plano de retomada das atividades comerciais. Fez ampla campanha de orientação e capacitação no comércio com o SOS Protocolos, com mais de 3 mil pontos comerciais visitados em todas as regiões da capital potiguar.  Distribuiu máscaras e álcool em gel.

José Lucena – Presidente da CDL Natal

EconomiaTurismo

Entidades estaduais vão apresentar sugestões para economia e turismo do RN

NOTA CONJUNTA

Antes de mais nada é importante ressaltar que o setor turístico e a Fecomércio RN sempre foram a favor da vida. O recrudescimento dos casos de Covid-19 é um tema grave e precisa seguir sendo encarado com toda a responsabilidade. Nossa postura de atuar na formatação do Plano de Retomada da Economia, do Plano de Retomada do Turismo, dos cursos de capacitação e qualificação para implantação de normas de biossegurança (a imensa maioria deles, gratuita) e no projeto SOS Protocolos, realizado pela Fecomércio RN em parceria com o Sebrae e a CDL Natal, são algumas das provas incontestes deste nosso posicionamento.

O que nos causa preocupação é que, ao limitar, de maneira generalizada, o funcionamento do setor de bares e restaurantes, os decretos (estadual e das principais prefeituras do estado), punem, injustamente, um segmento que já vem sendo um dos mais prejudicados com toda a crise e do qual dependem dezenas de milhares de famílias.

Importante destacar, que defendemos os estabelecimentos que trabalham cumprindo todos os protocolos de biossegurança. E, podemos garantir, eles são a imensa maioria deste universo, por isso a generalização é tão injusta, a nosso ver. Ressalte-se, ainda, que não há nenhuma contaminação comprovada em bares e restaurantes que cumprem os protocolos de biossegurança.

Diante disso, estamos formatando, no âmbito da Câmara Empresarial de Turismo da Fecomércio, um pacote de sugestões que pretendemos apresentar ao Governo do Estado e às prefeituras. Trata-se de uma tentativa de evitar que as empresas quebrem, o que não seria nada bom para ninguém. Nem para as empresas, nem para os seus colaboradores e nem, muito menos, para os entes públicos, que deixam de recolher impostos.

Entre outras coisas, pretendemos sugerir ações nas áreas fiscal, tributária, de concessão de crédito, treinamento e suporte à fiscalização dos estabelecimentos. Nosso apelo, repetimos, está centrado em amenizar o forte impacto negativo que prevemos para o setor com mais esta medida. Em paralelo, aproveitamos para reforçar a extrema importância de que os novos leitos de UTI já anunciados pela prefeitura de Natal e pelo Governo do Estado sejam efetivamente postos em funcionamento o mais breve possível, visto que tal medida irá impactar diretamente no salvamento de vidas, que é o foco maior de todos nós.

Marcelo Queiroz

Presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do RN (Fecomércio RN)

George Costa

Coordenador da Câmara Empresarial do Turismo da Fecomércio RN (CET Fecomércio)

Habib Chalita

Presidente do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do RN (SHRBS RN), membro da CET Fecomércio

Paolo Passarielo

Presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no RN (Abrasel), membro da CET Fecomércio

Abdon Gosson

Presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no RN (ABIH RN), membro da CET Fecomércio RN

George Gosson

Presidente do Natal Convention Bureau, membro da CET Fecomércio

Rútilo Coelho

Presidente do Mossoró Convention Bureau, membro da CET Fecomércio

Francisco Câmara Júnior

Presidente do Sindicato das Empresas de Turismo do RN (Sindetur), membro da CET Fecomércio

Michele Pereira

Presidente da Associação Brasileira dos Agentes de Viagem do RN (Abav RN), membro da CET Fecomércio

José Maria Pinheiro

Vice-presidente da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo do RN (Abrajet), membro da CET Fecomércio

Wanderson Borges

Presidente da Associação dos Hoteleiros de Tibau do Sul e Pipa (Ashtep)

Economia

Fecomércio RN lamenta decreto do Governo do RN que recomenda fechar bares e restaurantes após 22h

NOTA OFICIAL

A Fecomércio RN vem a público lamentar e externar sua discordância com o decreto estadual 30.379, de 20 de fevereiro de 2021 que, entre outras disposições, recomenda aos municípios potiguares que limitem às 22h o horário diário de atendimento ao público nos bares e restaurantes em todo o RN.

Nos causa perplexidade e grande preocupação o fato de que este segmento produtivo, responsável pela geração de mais de 25 mil empregos diretos e pelo pagamento de algo em torno de R$ 29 milhões por mês em salários, seja injustamente e severamente punido, tendo como justificativa a piora de um quadro biossanitário.

Podemos garantir que a imensa maioria dos estabelecimentos desses setores cumpre rigorosamente as regras de biossegurança e de distanciamento social, ao tempo em que defendemos que, aqueles que não o façam, sejam punidos com todos os rigores da Lei.

O referido Decreto prejudica o setor no qual, um em cada três estabelecimentos fechados durante a fase aguda de restrições ao comércio, não mais reabriram suas portas e onde aqueles que conseguiram reabrir só conseguem, hoje, faturar em média 40% do que obtinham antes.

Voltar a limitar o seu funcionamento será potencialmente fatal a centenas de empreendimentos e dezenas de milhares de trabalhadores e suas famílias.

Nossas esperanças e expectativas são de que as Prefeituras das cidades potiguares não se somem a esta decisão, preservando o direito da luta pela sobrevivência dessas empresas.

Por fim, permanecemos, como sempre, à disposição para debater o assunto de maneira mais aprofundada, tentando, juntos, encontrar a melhor forma de controlar o avanço da pandemia, sem seguir matando, de maneira indiscriminada e injusta, as empresas que geram ocupação e renda para o nosso povo.

Economia

Abrasel emite carta sobre recomendação do Governo do RN para fechar bares e restaurantes após 22h

Carta Aberta da Abrasel

Considerações sobre o documento divulgado hoje pelo Comitê Científico de Combate a Pandemia de COVID 19 no estado do Rio Grande do Norte.

A Abrasel, Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, que tem como missão representar e desenvolver o setor de Alimentação Fora do Lar no País, vem a público apresentar sua opinião após a divulgação de documento que sugere restrições ao setor.

Desde sempre demonstramos ampla colaboração e apoio ao combate à pandemia de Covid 19 e, como é público e notório, nosso setor esteve permanentemente junto aos movimentos que visaram reduzir riscos à saúde de nossa população.
Já no início da propagação da doença elaboramos os protocolos de funcionamento das empresas, garantindo segurança a colaboradores e clientes. Outrossim, atuamos fortemente na orientação e permanente cobrança não só a associados, mas publicamente a todos os Bares e Restaurantes, para que atuassem dentro das mais rígidas normas de segurança.

Daí ter causado grande estranheza o trecho do documento divulgado assinalando que _“considerando que interações em bares e restaurantes não conseguem cumprir com as medidas do protocolo de biossegurança e distanciamento social”_. *Por que imputar a nós o que não é realidade?Sabemos que há exceções, mas desde o inicio estivemos ao lado dos que cumprem as determinações, aplaudindo as ações fiscalizatórias e inibidoras contra os que se negavam a respeitar a regra.
Qual a base factual para fazer tal afirmação?
Apresentando inúmeras informações e dados técnicos sobre os fatores de risco, o documento abdica dessa essência ao se referir a Bares e Restaurantes.

Não nos confundam!
Há, em todas as cidades, situações inimagináveis de risco que não vemos ser alvo de ação alguma.
No Brasil inteiro não existe nenhum relato de surtos da doença dentro de estabelecimentos de Alimentação Fora do Lar, fato largamente difundido nos últimos meses e confirmado em pesquisa recente no nosso vizinho Ceará.

Nem de longe estamos entre locais inseguros. Nossos colaboradores e clientes demonstram exatamente o contrário.

Se há problemas pontuais, fomos e seguimos sendo os primeiros a cobrar e apoiar ações que os coibam.

Representamos, somente em Natal, mais de duas mil empresas. As denúncias de descumprimento, segundo os órgãos responsáveis, chegam tão somente a 2% deste total, com meros 0,8% de interdição.

Isso é mais um importante dado para demonstrar que a maioria do setor, apesar de toda a dificuldade, de todo o endividamento, estar cumprindo as regras que acompanham o enfrentamento à pandemia.

Não podemos ser responsabilizados por erros e desrespeito de uma insignificante minoria.

A Abrasel, repetimos, está e estará sempre à disposição para contribuir com a saúde de nossa sociedade.
Para isso, reiteramos que buscamos o diálogo antes de qualquer decisão que nos envolva.

É assim que funciona o estado democrático de direito, ouvindo a todos os envolvidos no problema.
Diálogo antes e ação coordenada depois.

Juntos certamente encontraremos o melhor caminho.

Economia

Produtores de eventos do RN mostram situação do setor a parlamentares federais

Com objetivo de conscientizar parlamentares da Câmara dos Deputados e do Senado Federal da urgência em se aprovar o Projeto de Lei que cria o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (PERSE), dois empresários do Rio Grande do Norte participaram da uma série de encontros e reuniões em Brasília esta semana.

Os produtores de eventos André Dantas e Rogério Júnior tiveram encontros com parlamentares do RN e outros estados apresentando o PERSE e falando da importância para o setor de eventos em todo o Brasil.

Com as atividades completamente paralisadas, mais de 450 mil pessoas com empregos direto ou indireto foram demitidas. Durante as conversas com parlamentares, eles mostraram a importância do setor de eventos para a economia do Brasil e que entendem a situação vivida com a pandemia, mas que o setor precisa de uma iniciativa para o setor.

Na terça-feira, (9), o Governo Federal informou, durante Assembleia Geral da ABRAPE, que vai destinar R$ 408 milhões em recursos para empresas do setor de eventos de cultura e entretenimento, que é o mais impactado pela pandemia da Covid-19. Os recursos serão destinados por meio de linhas de crédito do BNDES.

Economia

Praia Shopping realiza liquidação com descontos de até 60% e brinde para cinema

O consumidor que busca por produtos com preços mais em conta terá a sua disposição a partir desta quinta (4) mais de 25 lojas que estarão em liquidação no Praia Shopping. A Liquida Verão do Praia segue até o dia 7 de fevereiro oferecendo descontos de até 60% em diversos segmentos de serviços e produtos, como jóias, roupas infantis, óculos, acessórios, moda feminina e masculina, pacotes de viagens e muito mais.

As lojas de vestuário, por exemplo, participam da ação promocional no momento em que trocam de coleção, quando as marcas queimam o estoque para receber as peças da nova estação. “Essa é a oportunidade para os clientes comprarem peças de verão até pela metade do preço. Serão quatro dias de saldo e muitos descontos especiais para que todos possam aproveitar ao máximo e adquirir produtos e serviços”, afirma a gerente geral do Praia Shopping, Danielle Leal.

CARTÃO LIQUIDA FIDELIDADE DÁ DIREITO A INGRESSO DO MOVIECOM – Além de aproveitar os preços baixos, os clientes também poderão ganhar ingressos para o cinema Moviecom, por meio do cartão Liquida Fidelidade. Para isso, basta adquirir produtos ou serviços nas lojas participantes da liquidação e ter seu cartão fidelidade carimbado na própria loja. Após receber carimbos de cinco lojas diferentes, em qualquer valor, o cliente deve se dirigir ao stand de trocas, que ficará localizado no mall do Praia Shopping, e apresentar o cartão fidelidade junto com os cupons fiscais fornecidos pelas lojas, até às 20 horas do último dia da promoção (07 de fevereiro). Caso todas as regras tenham sido seguidas, o ingresso para o cinema será entregue imediatamente e poderá ser usado no Moviecom do Praia Shopping em qualquer dia e sessão disponível de filme 2D até 28 de fevereiro. Cada cliente terá direito a um cartão fidelidade, que será distribuído gratuitamente pelo shopping. O regulamento completo da campanha estará disponível no stand de trocas, e todas as lojas participantes serão sinalizadas com adesivos na vitrine durante a Liquida Verão do Praia.

Economia

ALE Combustíveis investe em atualização digital e reformula canais de comunicação

Neste ano comemorativo, em que completa 25 anos de atividades, a distribuidora de combustíveis ALE está dando sequência a um processo de atualização digital, que foi acelerado com a pandemia de Covid-19.

O objetivo é aperfeiçoar a tecnologia para ampliar o alcance de clientes e otimizar os resultados. Entre as principais iniciativas estão o lançamento, nesta semana, de um site totalmente reformulado e investimentos na ferramenta de landing page.

O novo site da companhia, que entrou no ar no dia 27, tem o objetivo de ser uma plataforma mais inteligente, informativa e relevante para o público.

Com layout mais clean e funcional, utiliza técnicas atualizadas de SEO (otimização para mecanismos de buscas) e ferramenta para geração de leads (atração de clientes).

A plataforma foi concebida em inbound marketing, o que possibilita a conexão com o público-alvo também por meio dos pilares de marketing de conteúdo e estratégias em redes sociais.

O objetivo é servir como uma fonte de consulta para os usuários em assuntos relacionados ao segmento, tanto no B2B (revendedores) quanto no B2C (clientes finais dos postos).

Economia

Ministros falam da importância da segurança jurídica em evento da Tribuna do Norte e Fecomércio

Segurança jurídica foi pauta de evento realizado nesta sexta-feira (15) promovido entre o Sistema Fecomércio RN, Sesc e Senac, e o Sistema Tribuna de Comunicação.

O encontro, que aconteceu no Centro de Eventos João Dinarte Patriota, no Hotel-Escola Senac Barreira Roxa, teve as palestras do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Tofolli, ministro das Comunicações, Fábio Faria, e o vice-presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, e contou com a presença do presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, e dos diretores do Sistema Tribuna de Comunicação, Flávio Azevedo, Henrique Alves, Ricardo Alves e Daniel Cabral.

Dias Tofolli, ministro do STF, comentou que o Brasil supera seus problemas e dificuldades dia após dia, e se diz otimista com uma segurança jurídica mais forte para o país, com uma ação transversal envolvendo outras instituições para dar um retorno à sociedade mais rápido.

Em sua fala, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, fez uma retrospectiva do ano de 2020, lembrando que o “Brasil foi pego de surpresa com a pandemia”, e os olhares se voltaram para a saúde e para economia. Ele ressaltou a importância dos auxílios financeiros e jurídicos oferecidos pelo Governo Federal, pelo qual foi possível manter os empregos e as empresas.

Flávio Azevedo afirmou que receber os ministros traz um diferencial para o Rio Grande do Norte e escutar palavras de otimismo dá um fôlego ao empresariado potiguar. “O desenvolvimento econômico depende de investimentos, e os investimentos dependem da segurança jurídica, sem isso deixa de gerar empregos e impostos”.

O presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, destacou a necessidade de uma segurança jurídica perene, com clareza e objetividade de regras e propósitos.

E561B219-FAB3-4957-8464-C4B5BF054C62

Economia

Feira Internacional de Artesanato é adiada para abril

A 26ª edição da Feira Internacional de Artesanato – FIART vai acontecer! O tradicional evento, realizado sempre nos meses de janeiro, teve sua data adiada por conta da pandemia. A edição 2021 acontece de 28 de abril a 02 de maio, no Centro de Convenções.

Em seu 26º ano, a FIART traz uma programação totalmente inovadora, inclusive na versão digital. Além disso, na versão presencial seguirá todas as regras sanitárias.

Nas duas versões, a feira contará com a participação dos artesãos potiguares e expositores de outros estados e países. A feira transformará o Centro de Convenções em mais um grande atrativo para turistas e visitantes locais, através da diversidade de produtos, da programação cultural e da gastronomia.

Economia

Fecomércio e Tribuna do Norte promovem debate com três ministros sobre Segurança Jurídica

O Sistema Fecomércio RN, em parceria com o Sistema Tribuna de Comunicação, promove nesta sexta-feira (15), às 10h, debate com o tema “Segurança Jurídica na Retomada do Desenvolvimento Econômico”. O encontro será promovido de maneira híbrida.

Para acompanhar o evento, acesse os canais do Sistema Tribuna de Comunicação, no portal, rádio e mídias sociais.

Economia

ALE Combustíveis implanta ferramenta de contratos digitais e reduz prazo de conclusão de novos negócios

A busca por inovação é uma constante no dia a dia da distribuidora de combustíveis ALE. Nesse sentido, a companhia implantou, no último ano, uma ferramenta para assinatura digital de contratos, a fim de dinamizar a formalização de novos negócios. O objetivo é agilizar o processo para assinatura dos documentos: antes, o prazo era superior a 40 dias e, com a nova ferramenta, alguns contratos chegam a ser assinados no mesmo dia e validados, em média, em uma semana.

A ideia de adotar a assinatura eletrônica surgiu do projeto vencedor de uma campanha interna da ALE, denominada “Gente que Brilha”, em 2019. Uma equipe da área Jurídica sugeriu esse recurso, pois havia demora no processo de contratos. No início de 2020, foi iniciado o processo de obtenção de pareceres jurídicos sobre a validade dos contratos digitais.

A implantação do sistema começou em fevereiro do ano passado e a pandemia acelerou o processo. Desde março, todos os setores da ALE já usam a tecnologia para fechamento de contratos. “Os custos para efetivação de contratos ficaram mais baixos e houve ganho em agilidade, pois a adoção do modelo digital eliminou, inclusive, a necessidade de reconhecimento de firma”, afirma o diretor administrativo financeiro da companhia, Maurício Pane. Para a disponibilização da ferramenta, a ALE contratou a DocuSign, referência em soluções para acelerar os negócios e simplificar a rotina de empresas e pessoas em todo o mundo.

Economia

Novo Complexo Hospitalar Unimed prevê sistema totalmente digital e duplicação de leitos

Começou nesta segunda-feira (11) o trabalho de demolição dos prédios adjacentes ao Hospital Unimed dentro do projeto do novo complexo hospitalar que será instalado no local.

A diretoria executiva da cooperativa, o Superintendente de Recursos Próprios e a direção do HU acompanharam os primeiros movimentos da retroescavadeira.

A partir de então, pelos próximos 3 anos, todo andamento da obra será periodicamente divulgado, dando transparência ao processo.

É importante salientar que esta é uma importante obra e que vai gerar 650 empregos diretos.

O novo complexo do Hospital Unimed, quando completamente concluído, será totalmente digital, oferecerá aos potiguares 280 leitos, novo centro cirúrgico (14 salas de cirurgia) e UTIs.

Haverá também um outro edifício, com 11 andares, para a instalação de consultórios e um moderno parque de diagnóstico. O resultado final trará melhorias no atendimento de pacientes clínicos, cirúrgicos e também no atendimento materno-infantil.

Com esta grande entrega, a Unimed Natal reforça seu compromisso em prover saúde com eficiência e resolutividade para seus clientes.

Os benefícios se estendem aos médicos, colaboradores, prestadores e toda a sociedade.

Economia

Itapemirim promete avião mais espaçoso e lanche melhor a partir de janeiro

Do UOL

A Itapemirim pretende iniciar a venda de passagens de sua nova companhia aérea na segunda quinzena de janeiro. A promessa é ter aviões com menos gente, mais espaço e lanche mais caprichado. O presidente do grupo Itapemirim, Sidnei Piva, afirmou que a empresa aguarda a finalização do processo de certificação na Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) para iniciar a venda de passagens.

Segundo Piva, em janeiro, também devem chegar os primeiros dez aviões do modelo Airbus A320 da companhia aérea. “Os aviões já estão sendo preparados e até a segunda quinzena de janeiro todos já estarão no Brasil”, afirmou.

Nossos colunistas
A Itapemirim pretende iniciar suas operações no dia 1º de março. O voo inaugural deverá ser com convidados entre Vitória (ES) e Brasília (DF). Outras cidades que deverão ser atendidas pela nova companhia aérea logo no início das operações serão São Paulo, Ribeirão Preto (SP), Presidente Prudente (SP), Rio de Janeiro, Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Foz do Iguaçu (PR), Florianópolis (SC), Salvador (BA), Fortaleza (CE) e Goiânia (GO). “Queremos atender todas as capitais”, afirmou Piva.

Os aviões da Itapemirim seguirão o mesmo padrão de cores já utilizado nos ônibus da empresa. A fuselagem será toda amarela com a cauda na cor preta.

Mais espaço entre as poltronas
O presidente do grupo afirmou que a parte interna será o maior diferencial da companhia aérea.

O Airbus A320 tem capacidade máxima para até 180 passageiros. No Brasil, os aviões do mesmo modelo utilizados pela Azul podem transportar até 174 passageiros, enquanto os da Latam têm capacidade entre 168 e 174 passageiros.

Piva afirmou que os aviões da Itapemirim serão configurados com mais espaço entre as poltronas, o que vai reduzir a capacidade máxima para cerca de 160 lugares. Além do maior espaço, Piva afirmou que a empresa vai investir em um serviço de bordo mais requintado.

Em entrevista ao UOL em julho, o CEO da divisão de transporte aéreo da Itapemirim, Tiago Senna, afirmou que a empresa cogitava até mesmo ter classe executiva nos aviões. Segundo Piva, a ideia foi descartada, mas que ainda assim a classe econômica será dividida em duas partes, com uma aérea premium.

Lanche melhor
O presidente do grupo Itapemirim afirmou que o serviço de bordo está tendo uma preocupação especial no processo de criação de companhia aérea. “Desde o início, o primeiro ponto que coloquei foi a prestação de serviço”, afirmou Piva, que não revelou mais detalhes.

Sobre cobranças extras ao passageiro, como despacho de bagagem ou marcação antecipada de assento, Sidnei Piva disse apenas que isso ainda será anunciado.

Para o lançamento da companhia aérea, a Itapemirim prepara um app, que deve reunir diversos serviços. A empresa aérea já deverá ser lançada junto com seu programa de milhagem e um sistema de cash back.

Além disso, o grupo Itapemirim planeja a criação de um banco digital para o próximo ano, que também deverá estar integrado ao app da empresa.

Preços competitivos
Apesar da redução na quantidade de passageiros por voo, o presidente do grupo Itapemirim afirmou que os preços das passagens serão competitivos com os valores cobrados pelas concorrentes. “Não vamos ser uma empresa de preço baixo, mas também não vamos estar acima do mercado. O preço vai ser competitivo”, afirmou.

De acordo com Piva, o segredo para manter um preço competitivo oferecendo mais serviços e transportando menos passageiros é reduzir a margem de lucro. “É possível manter a empresa saudável. Não dá para fazer mágica, mas dá para usar a criatividade”, afirmou.

Pandemia
Para Piva, o momento do mercado não deve permitir que as empresas concorrentes iniciem uma guerra tarifária para atrapalhar a entrada da Itapemirim no mercado nacional. A pandemia do novo coronavírus trouxe um forte impacto para o mercado mundial de aviação.

O momento de baixa, porém, facilitou algumas negociações. De acordo com Piva, com tantos aviões parados ao redor do mundo, a Itapemirim conseguiu negociar melhor o preço do leasing do aviões. “É um momento terrível em todo o mundo, mas para a Itapemirim foi uma grande oportunidade”, afirmou.

Recuperação judicial e investimento árabe
O anúncio da criação de uma companhia aérea da Itapemirim chegou a gerar dúvidas no mercado pelo fato de o grupo estar em recuperação judicial. Piva afirmou, no entanto, que o grupo já conseguiu se reestruturar.

A empresa protocolou no dia 1º de dezembro uma petição para finalizar os débitos com os credores e garantir o cumprimento antecipado de sua recuperação judicial. Neste momento, restam menos de R$ 180 milhões em dívidas a serem quitadas para a empresa sair da recuperação judicial.

Ele disse que a empresa receberá investimento de US$ 500 milhões de um fundo dos Emirados Árabes Unidos. “O dinheiro chega com as certificações da Anac”, afirmou.

Uma das apostas da empresa é integrar transporte aéreo com seus ônibus. “Vamos chegar a 2.700 cidades do Brasil”, afirmou.

Economia

Tirinete em Ponta Negra

O Torinete tem uma longa história em Natal com a tradição da culinária caicoense.

Primeiro fez nome e história no Shopping Midway Mall.

Depois, mudou a proposta para gastrobar e abriu na badalada Rua Ângelo Varela no Tirol.

Agora, mais novidades.

É o Tirinete Ponta Negra, em frente à Praça do Gringos.

Sucesso!

Economia

Hospital do Coração de Natal é vendido

Nota à imprensa

Conforme noticiado recentemente na imprensa local, a Humana Saúde, pertencente ao grupo Athena Saúde confirma a sociedade norte-rio-grandense, a aquisição do Hospital do Coração de Natal. Os valores negociados na compra não serão divulgados, porém, ressaltamos que a negociação já vinha sendo feita há aproximadamente 2 anos e o contrato foi assinado de forma definitiva no último dia 30 de dezembro.

A partir de agora, o Hospital do Coração passa a integrar a Athena Nordeste, juntamente com a Humana Saúde, Medplan, grupo Medimagem, Unihosp e o Hospital Centro Médico Maranhense.

Ressaltamos ainda que o hospital continuará atendendo e fortalecendo a parceria com todos os convênios, ampliando seus serviços e oferecendo uma medicina especializada e de excelência para a saúde potiguar. Não haverá nenhuma alteração de corpo clínico e serviços prestados, e Dr. Nelson Solano permanece na direção do hospital.

Economia

Salário mínimo passa para R$ 1.100, anuncia Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro anunciou, em suas redes sociais, a assinatura de uma medida provisória (MP) que elevará o salário mínimo para R$ 1.100, com vigência a partir de 1º de janeiro. O valor atual é de R$ 1.045.

“O valor de R$ 1.100,00 se refere ao salário mínimo nacional. O valor é aplicável a todos os trabalhadores, do setor público e privado, e também para as aposentadorias e pensões”, afirmou o presidente.

Economia

RN já recuperou empregos perdidos na pandemia

O Rio Grande do Norte manteve a alta na geração de empregos dos últimos seis meses e registrou ainda o melhor mês de novembro dos últimos 24 anos, com 4.796 novas vagas. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia.

Com os novos números, o Estado potiguar não só consolidou o cenário de recuperação econômica, mas recuperou os empregos formais perdidos durante o período de maior crise da pandemia da Covid-19, entre março e maio, quando foram perdidos 15.720 empregos com carteira assinada.

Com o sexto mês consecutivo de crescimento, o acumulado do ano é um saldo positivo de 3.257 empregos gerados.

O empresário e presidente da Fecomércio, Marcelo Queiroz, afirma que a alta foi puxada basicamente pelos setores de Comércio (2.088) e Serviços (1.942). “O Comércio, claro, cresceu na esteira dos empregos temporários abertos para fazer frente ao maior movimento de final de ano”, apontou.