Economia

Liquida Natal chega a 15ª edição

A Liquida Natal completa 15 anos em 2016 e nesta edição, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Natal) decidiu ampliar a premiação para que mais consumidores sejam contemplados. A Liquida Natal terá início nesta sexta-feira (26) e segue até o dia 06 de setembro. A abertura oficial da promoção aconteceu nessa quarta-feira (24) com a palestra de Bráulio Bessa, com o tema “Um jeito arretado de empreender”.

Este ano, a campanha – que é a maior do varejo na cidade e a segunda melhor data de vendas no ano – vai sortear 01 Fiat Toro, 07 TVs Led de 50”, 07 vales compras em supermercado no valor de R$ 500,00 durante um ano para os consumidores que comprarem nas lojas participantes da Liquida Natal. Já os consultores de vendas concorrem a um vale compras no valor de R$ 1000,00. A cada R$ 30,00 o consumidor ganha um cupom para ser sorteado. O aplicativo liquidanatal.com está de volta nesta edição da Liquida Natal. Com ele, os lojistas e consumidores terão na palma da mão as ofertas da campanha.

A ideia da CDL Natal é levar os consumidores as compras na expectativa de concorrer aos prêmios da promoção, e assim movimentar o comércio. “Não é novidade para ninguém que o comércio local vem enfrentando quedas nas vendas, e nós como entidade representativa do setor estamos sempre buscando alternativas para reverter os números, e a Liquida Natal é uma grande oportunidade para isso. O consumidor gosta de concorrer a sorteios. O fato de saber que existe uma promoção no comércio por si só já motiva as pessoas a irem ao comércio”, destacou o presidente da CDL Natal, Augusto Vaz.

A Prefeitura do Natal é parceira da CDL desde a primeira edição da Liquida Natal como forma de estimular ainda mais a atividade comercial da cidade. “Estamos vivendo um momento muito difícil para o comércio e para todos os setores. Mas acredito que com criatividade e trabalho seja possível superar essa dificuldade. E a Liquida Natal é isso! Uma saída criativa para levar o consumidor às compras”, disse o prefeito Carlos Eduardo.

Foto: Marco Polo

Foto_Marco Polo Veras (10)

Economia

Presidente da FIERN defende que empresários do RN devem apostar mais no Porto de Natal

O presidente do sistema FIERN, Amaro Sales, entregou em audiência ao presidente da República em exercício, Michel Temer, um documento com reivindicações em áreas estratégicas consideradas fundamentais ao desenvolvimento do Estado. Os empresários potiguares defendem a continuidade das obras de transposição do Rio São Francisco; duplicação da BR-304; construção de novas linhas de transmissão energia eólica; apoio às exportações; e nova postura da Petrobras no Estado, que recentemente reduziu seus investimentos.

À Tribuna do Norte, ao relatar as reivindicações entregues a Michel Temer, Amaro Sales defendeu que os próprios empresários do Rio Grande do Norte poderiam apostar mais no Porto de Natal.

Atualmente o Porto de Natal tem na exportação de frutas seu grande destaque. Cerca de 30% de toda movimentação do terminal, é com frutas. Os números mostram o know how que o Porto de Natal adquiriu no manuseio para embarque deste produto. O trabalho realizado pelos trabalhadores portuários já recebeu elogios dos operadores portuários e armadores.

O Porto de Natal tem uma linha direto para Europa, com paradas nos portos de Vigo (Algeciras), na Espanha, Sheerness (Tilbury), na Inglaterra, e Roterdan (Rotterdam), na Holanda. Além disso, recebe com regularidade navios para a exportação de açúcar, sal e importação de trigo e cargas de projeto eólico e industrial.

DJI_0022_03781

Economia

FUNDERN: Governo Robinson quer criar novo fundo que já recebe críticas do setor produtivo

Está tramitando em regime de urgência na Assembleia Legislativa, a Mensagem nº 081/2016–GE, de autoria do Governo do Estado, que institui o Fundo de Equilíbrio Fiscal do Estado do Rio Grande do Norte (FUNDERN).

A nova lei, se aprovada, criará um fundo que receberá 10% das isenções fiscais concedidas pelo Estado às empresas beneficiadas.

“É como se fosse um novo imposto criado pelo Governo Robinson”, disse um membro da classe empresarial ao blog, que prefere o anonimato.

Vale lembrar que o Governo do Estado já aumentou o ICMS para 18%, agora quer 10% dos benefícios fiscais oferecidos as empresas que se instalaram no Estado.

A medida deve ser regulamentada individualmente por cada Estado. Ceará e Paraíba já decidiram que não vão cobrar esse imposto das empresas que mantiverem ou aumentarem o recolhimento.

Detalhe: O Governador Robinson Faria não dialogou com o setor produtivo do Estado antes de encaminhar a proposta à Assembleia Legislativa.

Economia

CODERN discute com fruticultores logística para aumentar exportação na nova safra‏

Em agosto começa a nova safra de frutas no Rio Grande do Norte e consequentemente uma maior movimentação do produto no Porto de Natal, via de escoamento por meio da exportação. Pensando em superar os números da exportação da safra anterior, a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), responsável pelo Porto de Natal, se reuniu ontem (25) com fruticultores.

Na reunião que também teve a participação dos operadores portuários e despachantes, foi discutida uma logística para ampliar e fazer crescer ainda mais a exportação de frutas no Rio Grande do Norte.

“Na safra anterior, exportamos 241 mil toneladas de frutas. Nossa expectativa agora é superar esse número que já vem de uma crescente dos anos anteriores. Para isso, reunirmos todos os envolvidos no processo da exportação do produto e discutimos a logística detalhadamente”, comentou Hanna Yousef Emile Safieh, Presidente interino da CODERN.

Vale ressaltar que a Gerência de da unidade de Gestão Estratégica do Sebrae-RN, divulgou em 14 de julho último, um superávit de U$S 36,7 milhões na balança comercial do Estado, sendo o melão o segundo item mais exportado no mês de maio, totalizando US$ 13,6 milhões comercializados. O Resultado é o melhor desde 2012 quando o saldo acumulado no mesmo intervalo ficou em US$ 21,5 milhões.

z

EconomiaEstado

Governadores e Senadores entregam ao ministro da Fazenda propostas para recompor a receita dos Estados

Governadores de sete Estados da região Nordeste, entre eles, Robinson Faria (RN), além dos vice-governadores de Sergipe e Pernambuco, entregaram na manhã desta quinta-feira (07), ao Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, uma proposta para reposição das perdas com a redução dos repasses do Fundo de Participação dos Estados (FPE).

O governador do RN ressaltou que o objetivo dos gestores é recuperar ainda no exercício de 2016, as economias estaduais e apresentou ainda outras duas propostas ao Ministro. A do restabelecimento da tributação do imposto de renda sobre lucros e dividendos. Até 1995, os haveres a título de distribuição de lucros e dividendos eram tributados pelo imposto de renda em 15%. Naquele ano, entretanto, passou-se a renunciar a essa receita estabelecendo-se total isenção. A terceira proposta é a de ampliação em 2% – passando dos atuais 22,5% para 24,5% – da destinação do FPE aos Estados.

Os senadores José Agripino e Garibaldi Filho participaram do encontro.

FullSizeRender

Economia

Terminal Salineiro de Areia Branca já movimentou mais de 1 milhão de toneladas de sal em 2016

A diretoria da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) divulgou nesta terça-feira (05), o balanço da movimentação dos Portos do Estado no mês de junho de 2016, onde se registra um aumento tanto no Porto de Natal, como no Terminal Salineiro de Areia Branca. Vale ressaltar que é um dos poucos setores da economia potiguar a registrar aumento em meio à grave crise econômica que passa o Brasil.

O Terminal Salineiro de Areia Branca já movimentou 1.074.516 toneladas, tendo um aumento de 24,15% em comparação ao mesmo período do ano passado (janeiro-junho), quando foram movimentadas 865.490 toneladas. Já no Porto de Natal, o percentual de aumento atingiu 54,75% com as 342.378 toneladas movimentadas, superando as 221.251 toneladas dos seis primeiros meses de 2015.

“Com muito esforço da nossa equipe técnica e a dedicação dos nossos portuários estamos vencendo a crise e sendo exemplo para a economia potiguar. Nosso objetivo é continuar nesse ritmo intenso de crescimento”, avalia Hanna Yousef Emile Safieh, presidente interino da CODERN, ao comentar o aumento na movimentação dos Portos do Rio Grande do Norte.

z

Economia

Parques tecnológicos e inovação estarão em debate no Motores do Desenvolvimento

O projeto Motores do Desenvolvimento do RN terá uma nova edição nesta segunda-feira (27), a partir das 8 horas, no auditório Albano Franco, da Casa da Indústria, com o tema “UFRN e os Parques Tecnológicos, Inovação para o Desenvolvimento”. A abertura do seminário será feita pela reitora da UFRN, Ângela Bezerra, o prefeito Carlos Eduardo e o governador Robinson Faria, com a participação do presidente do Sistema FIERN, Amaro Sales.

Caberá ao ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab, a primeira palestra da programação, com o tema “Desafios e oportunidades para o desenvolvimento tecnológico do Rio Grande do Norte e do Nordeste”.

O Motores do Desenvolvimento é uma realização da Tribuna do Norte. 

Economia

Padaria Mercatto vai abrir no Natal Shopping em 2017

O Natal Shopping acaba de assinar contrato com a padaria Mercatto, para abertura da loja na Praça de Alimentação e um quiosque no segundo piso, em maio de 2017. O empresário Avelino Marinho, proprietário da marca – que existe desde 2012, procurava um local na zona sul de Natal para a expansão dos negócios. “Fizemos uma pesquisa e detectamos que os nossos clientes desejam que a marca esteja na zona sul, então, a ida para o Natal Shopping é uma oportunidade de atender a essa demanda e de desenvolver um modelo de negócio específico para shopping, que futuramente pode se tornar uma franquia para a marca”, aponta Marinho.

A Mercatto irá ocupar cerca de 200m² e vai oferecer itens de conveniência, adega, importados, bomboniere, entre outros produtos presentes na padaria. Além disso, terá serviços self-service para refeições e de cafeteria, que funcionarão em um ambiente especialmente planejado, com o conforto e o aconchego de um espaço gastronômico diferenciado. O negócio, de acordo com Marinho, irá gerar em torno de 40 empregos diretos.

Economia

Michel Temer prorroga prazo para renegociação das dívidas rurais até 29 de dezembro de 2017

O presidente Michel Temer anunciou a prorrogação do prazo para renegociação das dívidas rurais até 29 de dezembro de 2017. A medida era aguardada com ansiedade pelos agricultores e foi acompanhada de perto pela bancada federal do Rio Grande do Norte.

O Ministro Henrique Eduardo Alves juntamente com os deputados federais Felipe Maia (DEM) e Beto Rosado (PP) acompanharam no Planalto a solenidade em que Temer fez o anúncio oficial.

Do Rio Grande do Norte, também participou da solenidade o presidente da Federação de Agricultura do Estado, José Alvares Vieira.

A prorrogação do prazo para renegociação das dívidas rurais se deu pela sanção da Lei nº 13.295/16, que estabelece melhores condições para o refinanciamento de dívidas de caminhoneiros e prorroga o prazo para inscrição no Cadastro Ambiental Rural (CAR). Michel também assinou nova medida provisória, a MP 733/16, autorizando a liquidação e renegociação de dívidas de crédito rural. As duas ações foram publicadas no Diário Oficial da União em sua edição desta quarta-feira (15).

Para o senador Garibaldi Filho – relator-revisor da medida provisória 707, agora transformada na Lei 13.295 – a decisão de Temer em adotar as duas medidas vai permitir que o setor rural nordestino receba um grande impulso. Ele estimou que mais de 1,2 milhão de pequenos agricultores e criadores serão beneficiados. “Somente quem convive com os problemas enfrentados pelo produtor rural nordestino, que enfrenta uma seca que já dura cinco anos, pode avaliar o real significado da decisão”, comentou.

Brasília - DF , 14/06/2016. Presidente em Exercício Michel Temer durante audiência  com o Senador  Fernando Bezerra. Foto: Marcos Corrêa/PR.

Foto: Marcos Corrêa/PR.

Economia

Empresa potiguar é destaque nacional em programa de empreendedorismo‏

Uma ideia que surgiu após uma viagem à Europa transformou a paixão por um doce em um negócio de sucesso. Assim surgiu a Tutti Mac, especializada em Macaron (pronuncia-se “macarrôn”), doce tipicamente francês, crocante por fora e macio por dentro.

E o case de sucesso da Tutti Mac será destaque nacional domingo (19) no programa Pequenas Empresas & Grandes Negócios, transmitido às 7h30 na InterTV (afiliada Rede Globo) e às 8h30 na GloboNews.

Com a empresária Caroline Melo e o consultor de franquias Romão Melo à frente, a Tutti Mac tem conquistado os clientes não só pelo sabor como pela qualidade do produto. “Temos todo cuidado desde a compra dos materiais para fazer os macarons passando pela venda e a exposição de nossos produtos”, explicou Romão Melo.

TUTTI MAC

Economia

Setor produtivo do RN tenta emplacar diretoria no Banco do Nordeste

Representantes do setor produtivo do Rio Grande do Norte, composto por entidades como FIERN, Fecomercio, FAERN e SEBRAE, procuraram o Ministro Henrique Alves e o deputado federal Felipe Maia, coordenador da bancada federal, pedindo o apoio para emplacar uma diretoria do Banco do Nordeste. 

As entidades consideram importante o cargo que poderá render conquistas importantes para o Estado – e se concretizado – será ocupado por um técnico indicado pelas entidades representativas da classe produtiva potiguar. 

Economia

CODERN registra novo aumento na movimentação dos Portos do RN

Ao divulgar o balanço da movimentação nos Portos do RN entre janeiro e maio de 2016, nesta segunda-feira (13), a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) registra mais uma vez um aumento considerável no volume de importação ou exportação, em comparação com o mesmo período de 2015, sendo um dos poucos setores a registrar crescimento em meio a uma grave crise que atinge a economia brasileira.

Somente o Porto de Natal teve um aumento de 42,57%, ao movimentar 288.323 toneladas nos cinco primeiros meses do ano, enquanto no mesmo período do ano passado a movimentação foi de 202.239 toneladas. Já no Terminal Salineiro de Areia Branca (TERSAB), o aumento da movimentação foi de 35,25% com 1.194.339 toneladas de sal que foram exportadas, tendo como destino principal os Estados Unidos. Em 2015, a movimentação no TERSAB entre janeiro e maio foi de 883.029 toneladas.

O presidente interino da CODERN, Hanna Yousef Emile Safieh, avalia que o constante aumento na movimentação dos Portos do Rio Grande do Norte se deve ao esforço da empresa para atender a demanda do mercado, além do preparo técnico: “Temos conseguido atender a demanda dos nossos clientes, superando os desafios e mostrando que é possível crescer na crise, com novas ideias,
dinamismo e uma boa equipe”.

Foto: Carla Belke

Economia

Ipiranga compra ALE Combustíveis por R$ 2,17 bilhões 

O Ultra, por meio de sua subsidiária Ipiranga, assinou contrato para a aquisição de 100% da ALE Combustíveis. A conclusão da operação estará sujeita à aprovação prévia do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e da assembleia geral de acionistas do Ultra.

O valor da operação totaliza R$ 2,17 bilhões e, desse valor, parte será mantida em uma conta garantia para cobrir eventuais contingências, como é usual em transações dessa natureza.

A ALE, com sede em Natal (RN), cidade do empresário Marcelo Alecrim, tem presença importante no Nordeste e complementa geograficamente a rede de postos da Ipiranga, que possui menor participação nesse mercado que no restante do país e tem focado seus investimentos nessa região.

Com 20 anos de história, a ALE é fruto da união da ALE Combustíveis com a Satélite Distribuidora de Petróleo e ocupa hoje a quarta posição no ranking das distribuidoras de combustíveis no Brasil. Possui uma rede de aproximadamente 2 mil postos e abriga cerca de 260 lojas de conveniência.

A Ipiranga possui uma rede de 7.241 postos de serviços em todo o Brasil, voltados para proporcionar uma experiência completa aos seus consumidores, desde combustíveis e lubrificantes a produtos dos mais inovadores e de utilidade diária. São 1.919 lojas am/pm, sendo 537 com padarias, e 1.473 unidades Jet Oil, serviços especializados de troca de óleo nos postos da rede.

Economia

Dólar cai e fecha no valor mais baixo em quase 1 ano

Do G1

O dólar fechou em forte queda nesta quarta-feira (8), abaixo de R$ 3,40 pela primeira vez em quase um ano. A queda acompanhou o ambiente favorável nos mercados do exterior. O Banco Central permitiu a baixa da moeda, e não fez intervenção pelo sexto dia de negócios seguido.

A moeda norte-americana fechou em baixa de 2,28%, cotada a R$ 3,3697 para venda. É o menor valor desde o dia 29 de julho do ano passado, quando fechou a R$ 3,3293.

Economia

Economia do Brasil inicia recuperação

Com a posse do governo interino e as medidas de estabilização propostas pela nova equipe econômica, o mercado financeiro começa a rever projeções para a economia. As expectativas para o Produto Interno Bruto (PIB, soma de todas as riquezas produzidas no País) dão os primeiros sinais de reversão e a queda da atividade econômica pode se tornar menos intensa.

Dados do Boletim Focus, uma publicação semanal na qual o Banco Central reúne as projeções de cerca de 100 analistas, mostra que os economistas começam a desenhar números melhores para futuro.

Apenas entre a semana passada e essa, as projeções para o PIB de 2016 melhoraram em 0,10 ponto percentual: antes, esperava-se uma queda de 3,81%; agora, de 3,71%.

Alexandre Cabral, professor de economia da Fundação Instituto Administração (FIA), avaliou o resultado do PIB do primeiro trimestre, que mostrou uma queda de 0,3%, como surpreendente. “As expectativas deram uma melhora para 2016”, observou.

“Estou um pouco mais otimista que a média do mercado, acho que o PIB deste ano deve ficar próximo de -3%. Ainda faltam seis meses para o ano acabar e tudo pode mudar, mas estou menos pessimista”, afirmou.

EconomiaPolítica

Presidente da Assembleia confirma participação na Feira de Negócios do Seridó

Convidar a Assembleia Legislativa para a abertura da Feira de Negócios do Seridó que será realizada nos dias 15 e 16 de Julho, em Currais Novos. Este foi o objetivo da visita da comitiva da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) da cidade do Seridó, nesta terça-feira (7), ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), além de estimular a divulgação do evento nos canais de comunicação do Legislativo Estadual e da 22ª Feirinha de Sant´Ana, dia 16 de julho.

“A integração regional de produtores, comerciantes e consumidores possibilita investimentos, capacitação e geração de novos negócios. Além disso, é uma grande oportunidade de divulgação do que se faz e tem sido produzido na região. Criar oportunidades em momentos de crise significa sustentabilidade para os negócios e movimentação da economia local. Criar uma nova data no calendário comercial da região permite a promoção e disseminação de novas ideias e negócios”, salienta Ezequiel Ferreira.

Capitaneados pelo ex-deputado e ex-prefeito de Currais Novos, José Lins, a comitiva formada pela presidente, Francisca Maria Felipe Galvão, pela diretora social, Márcia Barbosa e Rudson Gomes, secretário executivo da CDL Currais Novos, esteve reunida no gabinete da presidência da Casa. O deputado Ezequiel Ferreira esteve acompanhado durante a audiência do secretário geral, Augusto Carlos Viveiros.

Foto: Divulgação

_DSC0250

EconomiaPoder

Temer quer R$ 100 bilhões do BNDES e limitação de gastos públicos

O presidente interino Michel Temer pediu, na manhã desta terça-feira (24), em reunião no Palácio do Planalto, que o Congresso Nacional vote ainda hoje as medidas propostas para tirar a economia do País da crise. Temer fez um apelo à pacificação da Nação, reafirmou a não ingerência do governo sobre operações como a Lava-Jato e listou as medidas que considera fundamentais para que o país retome o desenvolvimento e o pleno emprego.

“No dia de hoje, especialmente, temos uma votação de uma matéria importante para o governo, que é a questão da ampliação da meta. Este será o primeiro teste; de um lado o governo, de outro o Legislativo, para revelar aos brasileiros que nós estamos trabalhando. Estamos exercendo regularmente as nossas funções”, afirmou o presidente interino. “Não podemos permitir a guerra entre brasileiros, a disputa quase física. Isto é inadmissível”.

A reforma da Previdência, o pagamento de R$ 100 bilhões do BNDES ao Tesouro, o uso do Fundo Soberano para cobrir o rombo e novas regras na nomeação de presidentes de estatais e agências reguladores foram algumas das medidas anunciadas pelo presidente aos parlamentares que sentaram à sua mesa. Uma Proposta de Emenda à Constituição, que limitará o crescimento da despesas públicas à inflação passada, também está na proposta.

Temer reafirmou o propósito de seu governo em pacificar o país e pediu responsabilidade à oposição, que até bem pouco tempo defendia a revisão da meta do déficit público.

“Lamento dizer que muitos dos que até propuseram a modificação da meta hoje anunciam que vão tentar tumultuar os trabalhos para impedir a votação. Isto revela aos olhos de quem vê o País como uma finalidade, e não o governo ou um partido político, a absoluta discordância com a tranquilidade institucional de nosso País”.

O presidente interino refutou críticas sobre eventuais recuos em seu governo e disse que não tem qualquer dificuldade em rever suas posições, caso acredite que elas devam ser revistas. Citando o ex-presidente Juscelino Kubitschek, reafirmou sua vocação para o diálogo.

“As pessoas se acostumaram que não se pode voltar atrás. Somos como JK; não temos compromisso com equívoco. Quando houver algum, reveremos este fato. Posso estar errado, mas se o fizer consertá-lo-ei”.

O presidente interino reafirmou também que seu governo não interferirá em qualquer operação judicial e defendeu a independência entre os três poderes.

“Não posso invadir o competência de outro poder. Então, para preservar a teoria e a coerência é que estou expondo, e não por conta própria: eu digo nós não vamos impedir a apuração com vistas à moralidade pública e administrativa; ao contrário, vamos sempre incentivá-la”.

Foto: Beto Barata/PR

Foto: Beto Barata/PR

Economia

Governo Robinson arrecadou R$ 450 milhões em abril

Mais uma vez o Rio Grande do Norte registrou um novo teto de maior arrecadação mensal própria de impostos: R$ 450,213 milhões. Desta vez no mês de abril. O valor representa um crescimento de 7,43% nominal em relação a 2015 (queda real de 1,54%) e supera em 15 milhões a maior meta anterior do estado, registrada também este ano, quando em janeiro se arrecadou 435 milhões e 374 mil em receitas próprias de impostos. As informações foram dadas pela Secretaria de Estado da Tributação (SET).

De acordo com a SET, a arrecadação de combustíveis (19%) e do comércio atacadista (17%) contribuíram para esta elevação. Houve queda nominal nos setores de comunicação (2,96%) e discretamente também nos setores extrativista e de transportes.  O crescimento regular, nos demais segmentos, refletiram o efeito de reformas estruturais realizadas em 2015.

Em 2015, a SET promoveu a alteração das normas do procedimento do fluxo de cobrança, privilegiando o pagamento antecipado de infrações e desestimulando economicamente o planejamento tributário que incentivava o contencioso tributário, que encontra-se desvantajoso, como acontece na esfera tributária federal e na outras instâncias processuais.

A fiscalização do trânsito de mercadorias estava concentrada na capital e em horários determinados e atualmente monitora intensamente todo o estado, sete dias por semana, 24h por dia, integrada por serviços de inteligência fiscal em cooperação com outras instituições de segurança estadual.

Economia

Meirelles anuncia nomes da nova equipe econômica do Governo Temer

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, anunciou, nesta terça-feira (17), parte da nova equipe econômica que irá compor o governo. Para o comando do Banco Central, foi indicado o economista Ilan Goldfajn. Ele assumirá o cargo quando o Senado Federal aprovar o nome.

A partir de agora, o presidente do Banco Central deixa de ter status de ministro de Estado. Porém, segundo Meirelles, a prerrogativa de foro especial será mantida por meio de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC). Na PEC, o governo ainda irá propor que o Banco Central tenha autonomia técnica decisória.

A Secretaria da Previdência ficará sob o comando de Marcelo Caetano, que será responsável por formular uma nova política para área. “Não temos uma proposta pronta e não vamos fazer nada precipitado. Marcelo Caetano vai se dedicar à área da Previdência Social e às contas da Previdência. Com isso, nós vamos ter uma política coordenada. A ideia é termos uma proposta que tenha sido discutida com a sociedade, com as centrais sindicais e com o Congresso Nacional”, explicou o ministro.

Na Secretaria de Política Econômica, Carlos Hamilton irá coordenar a formulação das políticas macroeconômicas que vão fundamentar as ações do governo federal.

Já na Secretaria de Acompanhamento Econômico, o indicado foi Mansueto de Almeida Júnior, que terá a responsabilidade de acompanhar e analisar as despesas públicas. “O foco principal do Mansueto é uma análise detalhada das despesas públicas, diagnóstico que vai dar fundamento para tomar medidas que sejam não só eficazes, mas definitivas, que não sejam revertidas”, disse Meirelles.

O ministro da Fazenda adiantou que a próxima rodada de anúncios irá tratar dos bancos públicos.

z

EconomiaTurismo

RN tem queda de 107 mil passageiros no primeiro quadrimestre de 2016

Notícia nada animadora para o turismo potiguar. O sinal amarelo está aceso e quase chegando ao sinal vermelho, afetando diretamente a economia do Estado.

No primeiro quadrimestre de 2016, o Rio Grande do Norte teve 107.893 passageiros a menos se comparando com o mesmo período de 2015, entre passageiros que embarcaram, desembarcaram ou fizeram conexão no Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante.

z