Economia

Exposição Agropecuária do Seridó acontece neste fim de semana em Caicó‏

A cidade de Caicó sedia nos próximos dias 20, 21 e 22 de maio a 43ª Exposição Agropecuária do Seridó, que faz parte do Circuito Estadual de Exposições Agropecuárias realizado pelo Governo do Estado por meio da Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sape). A expectativa é reunir em torno de mil animais, entre caprinos, ovinos e bovinos, em uma programação que inclui julgamento de raças, exposição de animais, leilão, shows culturais e comercialização de artesanato regional.

O evento acontece no Parque de Exposição Walfredo Gurgel e a abertura oficial está marcada para sexta-feira (20), às 19h, com a presença do secretário de Agricultura Guilherme Saldanha. “A exposição de Caicó é de extrema importância para toda a região do Seridó porque movimenta a economia dos municípios do entorno, além de oferecer uma programação diversificada para a população”, frisa o secretário.

Os bancos do Brasil e do Nordeste estarão na exposição oferecendo linhas de crédito especiais para os produtores rurais. De acordo com Saldanha, ampliar o diálogo com as instituições financeiras e desburocratizar o acesso do produtor ao crédito serão alguns de seus principais objetivos à frente da Sape.

A entrada dos animais acontece na quarta e quinta-feira, e na sexta, a partir das 13h, tem início a mensuração dos caprinos e ovinos que participarão do julgamento de raças. No sábado, a partir das 8h, começa o julgamento desses animais. A noite, às 20h, está marcado o Grande Leilão Seridó, tradicional na programação do evento, e que deve levar ao pregão 40 lotes de animais de alta qualidade. Foram colocados à venda 60 currais para caprinos e ovinos, 40 para bovinos e 160 argolas. Serão entregues R$ 12 mil em prêmios para os vencedores dos julgamentos.

A 43ª Exposição Agropecuária do Seridó é realizada pela Sape em parceria com a Prefeitura de Caicó, Associação de Caprinos e Ovinos do RN (ANCOC), Associação Seridoense de Criadores (ASSERC), Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Faern/Senar e Sebrae.

Programação Exposição Agropecuária do Seridó

Economia

Natal Shopping altera horário de funcionamento aos domingos

A partir desta semana, no próximo dia 15, o Natal Shopping terá novo horário de funcionamento aos domingos. As chamadas lojas satélite – cerca de 170 – passam a abrir uma hora mais tarde, às 15h, e continuam fechando às 21h.

As lojas âncora e mega-lojas – Americanas, Rio Center, Renner, C&A, Ri Happy, Centauro, Leitura e Luiggi Bertoli – funcionam das 13h às 21h, com horário de abertura também modificado em uma hora.

Será mantido o atual funcionamento das lojas da Praça de Alimentação, restaurantes e operações de lazer e entretenimento, que permanecem com o horário das 11h às 22h aos domingos.

z

Economia

Governo Robinson anuncia queda de R$ 202 milhões na arrecadação em comparação a 2015

O secretário de Estado do Planejamento e das Finanças Gustavo Nogueira se reuniu na tarde desta segunda-feira (09), na SEPLAN, com o primeiro escalão da área financeira do Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas do Estado, Ministério Público e Defensoria Pública para apresentar os números da arrecadação do Estado acumulados entre janeiro e abril deste ano.

Os encontros mensais entre representantes da área fiscal do Governo e dos demais Poderes para o monitoramento da arrecadação acontecem desde fevereiro.

A equipe técnica da SEPLAN apontou uma queda real de R$ 202 milhões na arrecadação nos quatro primeiros meses de 2016 em comparação ao mesmo período do ano passado, o que corresponde a – 6,19%.

Economia

Dólar dispara e passa de R$ 3,60; Bovespa cai 3,3%, após anulação de impeachment

Da Folha de São Paulo:

O dólar comercial operava em forte alta e a Bovespa tinha queda nesta segunda-feira (9). Por volta das 12h25, a moeda norte-americana subia 3,08%, a R$ 3,611 na venda, e o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, perdia 3,33%, a 49.993,31 pontos. O presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), assinou decisão hoje para anular a tramitação do impeachment da presidente Dilma Rousseff no Congresso. O mercado era influenciado também por dados fracos sobre comércio exterior na China no fim de semana. (Com Reuters).

Economia

Palumbo, Ponta Negra e a crise

Os efeitos da grave crise econômica que atinge não só Natal e o Rio Grande do Norte, mas o Brasil, é cada vez maior e catastrófico. 

Estabelecimentos de grande porte fecharam as portas nos últimos dias no Plano Palumbo e em Ponta Negra. 

No Palumbo, fecharam o Café Trieste e a Pizzaria Domino’s. 

Em Ponta Negra fechou o Fran’s Café, que funcionava 24 horas. 

Xô, crise! 

Economia

CODERN avança nas negociações para ampliar movimentação de sal pelo Porto de Natal

O sal a granel é o mais recente produto que foi inserido para movimentação no Porto de Natal. Em novembro de 2015, um navio exportou 24 mil toneladas do produto. A segunda vez foi em fevereiro de 2016, quando no dia 24 um navio levou mais 41 mil toneladas com destino aos Estados Unidos.

A movimentação do novo produto é uma adaptação logística da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), para atender as salinas localizadas mais próximas de Natal, sem interferir no Terminal Salineiro de Areia Branca, que deverá chegar ao final de 2016 tendo movimentado mais de 2,5 milhões de toneladas.

E a CODERN continua focada em aumentar a movimentação de sal pelo Porto de Natal. O Gerente Comercial da Companhia, Kayo Fernandes, esteve reunido em Mossoró, com Tasso e Gregório Rosado, dirigentes da Salineira SOCEL, para avançar as negociações que já foram iniciadas na semana passada, em uma reunião com o presidente interino da CODERN, Hanna Yousef Emile Safieh.

Atualmente, 30% da movimentação feita pelo Porto de Natal é de frutas com a predominância do melão, sendo todas armazenadas em contêineres refrigerados. Trigo, tecidos, pescados, peças eólicas, sal e outros produtos completam o percentual restante.

IMG_0201

Economia

CODERN estreita relação com os Estados Unidos ao receber a visita do Cônsul Comercial

O presidente-interino da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), Hanna Yousef Emile Safieh, recebeu a visita de cortesia na manhã desta quarta-feira (20), do Cônsul Comercial dos Estados Unidos, Eric Olson, que estava acompanhado da assessora Fabíola Rios, e vieram conhecer a estrutura do Porto de Natal, do Terminal Marítimo de Passageiros, além de colher informações sobre o Terminal Salineiro de Areia Branca.

Da CODERN, também participaram da recepção ao Cônsul, o diretor administrativo e financeiro, Emiliano Rosado, e o engenheiro Emerson Fernandes Daniel Júnior, ex-diretor-presidente da Companhia. As tratativas giraram em torno de assuntos técnicos, comerciais, econômicos e de logística, ressaltando que constantemente o Porto de Natal tem recebido turistas americanos, por integrar rotas de cruzeiros de alto luxo que partem dos Estados Unidos.

Eric Olson elogiou a estrutura do Terminal de Passageiros, enfatizando que é um espaço considerável para ampliar sua movimentação: “O Turismo é uma área com grande potencial e esse equipamento ainda vai contribuir muito para o fortalecimento do setor em Natal e no Rio Grande do Norte”.

Olson destacou também a excelente localização geográfica do Porto de Natal, bem como o calado, facilitando a inserção de novas rotas de navios, sejam de passageiros ou cargueiros: “É um motor de desenvolvimento econômico para o Estado”.

Hanna Yousef enalteceu a importância da visita do Cônsul, para estreitar os laços com os Estados Unidos. “São relações estreitadas e fortalecidas para novas parcerias, já que recebemos turistas americanos em nossa temporada de cruzeiros, além de exportarmos sal para também para os Estados Unidos”.

IMG_1157

IMG_1164

Economia

CODERN supera as barreiras da crise econômica e registra aumento de 75% na movimentação do Porto de Natal

A crise econômica que atinge diversos segmentos não tem impedido o crescimento na movimentação do Porto de Natal, nem do Terminal Salineiro de Areia Branca. Segundo a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), o fechamento do balanço comercial do mês de março é motivo de se comemorar mais uma vez a superação de metas na empresa, ao conseguir um aumento de 75,68% na movimentação do Porto de Natal, onde entre janeiro e março de 2016 já foram movimentadas 233.184 toneladas de produtos como trigo, sal, camarão, frutas, equipamentos de energia eólica e têxteis. No mesmo período de 2015, a movimentação foi de 132.736 toneladas.

Já no Terminal Salineiro de Areia Branca, mais de 500 mil toneladas foram movimentadas, superando em 39% a movimentação, se comparando com as 412.160 toneladas de sal movimentadas entre os três primeiros meses de 2015. O crescimento representa o aquecimento da economia e fortalecimento das salinas do Rio Grande do Norte, as maiores do Brasil, responsáveis pela produção de 95% do sal no país.

Para o Diretor Técnico-Comercial, Hanna Yousef Emile Safieh, que responde interinamente pela Presidência da CODERN, o crescimento da movimentação se deve principalmente a dedicação dos funcionários e preparo técnico da empresa: “A CODERN se prepara mais a cada dia para atender as novas demandas do mercado, e somada a dedicação dos nossos servidores nos faz ser uma exceção no mercado de como crescer em meio a uma crise”.

Foto: Carla Belke

porto_22_carlabelke_2016

Economia

Ecocil vai na contramão da crise e registra melhor primeiro trimestre de toda sua história

Em meio a uma crise econômica de abrangência nacional e que tem na construção civil e no mercado imobiliário dois de seus alvos mais potenciais, a construtora e incorporadora Ecocil está conseguindo não apenas enfrentar o cenário adverso. Está obtendo excelentes resultados. Tanto que fechou os três primeiros meses do ano com o melhor movimento de vendas do período desde sua fundação, em 1948.

De janeiro a março, a empresa registrou um crescimento de 108%, na comparação com o mesmo período no ano passado. Superou também, em 37%, aquele que era o seu segundo melhor resultado até então, atingido no primeiro trimestre de 2014.

O recente resultado é ainda mais expressivo quando se considera que ele foi obtido apenas com vendas do estoque, ou seja, com unidades que já estavam prontas para morar. Diferentemente do que aconteceu em 2014, quando havia produtos lançados para comercializar.

Para o presidente da Ecocil Incorporações, o engenheiro Silvio Bezerra, o segredo para conseguir responder à crise com bons números foi aliar a qualidade dos produtos da empresa à habilidade de se adequar ao difícil contexto atual. “Criar condições excepcionais para seu estoque de produtos, aliada a fortes investimentos de comunicação na mídia foram dois dos principais pontos para o sucesso da estratégia. Além, claro, de buscar contar sempre com o empenho e a dedicação do seu time de vendas, com os melhores profissionais do mercado”, resume Silvio Bezerra. “Há cerca de dois anos que todos nós sabíamos que nosso país enfrentaria uma crise sem precedentes. O fato de termos tomado atitudes nos antecipando aos fatos fez uma grande diferença. A Ecocil não comprou a crise, acreditamos que sempre é possível fazer o melhor todos os dias e, por isso, penso que estamos passando à margem dela”.

Ainda segundo o presidente da construtora, dispor de bons produtos ajuda a vender, mas é preciso também identificar e trabalhar com públicos com perfis corretos para cada um deles. “A demanda por compra de imóveis continua alta no Rio Grande do Norte. O que procuramos fazer é achar o cliente certo para o produto certo e dar as condições corretas para que se feche o negócio”, aponta o empresário.

O resultado da estratégia adotada é que a Ecocil vem conseguindo reduzir o seu estoque de unidades e, com esse impulso, até já está se preparando para lançar novos produtos ainda este ano. Com a convicção de que o mercado imobiliário local ainda tem espaço para crescer, a empresa vai seguir trabalhando para ampliar sua participação no setor e sua carteira de clientes.

Silvio Bezerra - Ecocil 2

Economia

Motores do Desenvolvimento: Presidente do grupo Pague Menos afirma que é hora de acabar com o pessimismo

Esta Tribuna do Norte realizou na manhã desta segunda-feira (04), mais uma edição do Seminário Motores do Desenvolvimento, que teve como um dos palestrantes o presidente do grupo Pague Menos, Deusmar de Queirós.

O empresário acredita que apesar da crise financeira, a situação já foi pior e é hora de trabalho no setor privado para atravessa o momento delicado de atualmente.

“Estamos em mais de 300 municípios e com mais de 800 lojas, e vamos abrir mais 120. Queremos crescer 18%. Onde está a crise?”, disse Deusmar de Queirós.

SONY DSC

Economia

Cresce 52% a movimentação nos Portos do RN

A Companhia Docas do Rio Grande do Norte comemora um aumento de 52,76% na movimentação dos Portos do Estado durante o mês de fevereiro, em comparação com o mesmo período de 2015. No Porto de Natal, foram movimentadas 138.894 toneladas, o que representa um aumento de 64,34% em relação as 84.516 toneladas do ano passado. Já no Terminal Salineiro de Areia Branca, o aumento foi de 49,14% com as 403.096 toneladas de sal movimentadas, superando consideravelmente as 270.280 toneladas de fevereiro de 2015.

Em se tratando do Porto de Natal, também tem sido intensa e maior a movimentação de cruzeiros. Na temporada de 2016, o aumento será de 50% com os 15 navios turísticos que passarão pelo terminal portuário até o final do próximo mês. Nesta segunda-feira (07), o navio Seabourn Quest que tem partiu dos Estados Unidos, estará atracando no Porto de Natal, após percorrer a costa brasileira vindo da Argentina. Daqui, a embarcação de luxo retornará aos Estados Unidos.

Até o final do ano, a CODERN tem a expectativa de superar a movimentação de 2015 no Porto de Natal e Terminal Salineiro de Areia Branca, que geraram um faturamento de R$ 40 milhões, o que deverá ser maior em 2016.

Para o diretor-presidente da CODERN, engenheiro Emerson Fernandes Daniel Júnior, o aumento considerável na movimentação dos Portos do RN se deve, entre tantos fatores, a dedicação de todo o corpo técnico da empresa, inclusive, os operadores portuários: “Nós dividimos esse recorde com todos os nossos servidores, especialmente, os operadores portuários”.

Foto: Carla Belke

codern_carlabelke_1 (17)

Economia

Navio com 41 mil toneladas de sal deixa o Porto de Natal com destino aos Estados Unidos

Um navio carregado com 41 mil toneladas de sal deixou o Porto de Natal nesta quarta-feira (24), levando o produto para os Estados Unidos, país que recebe grande quantidade do sal produzido no Rio Grande do Norte.

É a segunda vez que o Porto de Natal movimenta sal a granel. A primeira vez se deu em novembro de 2015, quando se exportou 24 mil toneladas de sal, sendo uma adaptação logística da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), para atender as salinas localizadas mais próximas de Natal, sem interferir no Terminal Salineiro de Areia Branca, que deverá chegar ao final de 2016 tendo movimentado mais de 2,5 milhões de toneladas.

O Rio Grande do Norte é o maior produtor de sal do Brasil. O setor salineiro como um todo emprega mais de 70 mil pessoas de forma direta e indireta e é parte significativa da economia do estado. O clima, sol forte, muito vento e pouca chuva fizeram do nosso Estado o maior produtor de sal do país.

Atualmente, 30% da movimentação feita pelo Porto de Natal é de frutas com a predominância do melão, sendo todas armazenadas em contêineres refrigerados. Trigo, tecidos, pescados, peças eólicas, sal e outros produtos completam o percentual restante.

IMG_0201

Sal estocado no Porto de Natal para exportação

Economia

Movimentação nos Portos do RN cresce 11% em janeiro de 2016‏

A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) comemora um aumento de 11,28% em relação a 2015, na movimentação dos Portos do Rio Grande do Norte, somente no mês de janeiro de 2016.

O balanço do mês foi apresentado pelo Diretor-Presidente, Emerson Fernandes Daniel Júnior, que lembrou os excelentes números já apresentados em 2015: “Vale ressaltar que em janeiro já tivemos um aumento geral de 11,28% em relação a 2015, que foi um ano onde superamos as metas estabelecidas pela própria empresa”.

No Porto de Natal a movimentação em janeiro de 2015 foi de 42.398 toneladas, passando para 49.684 toneladas movimentadas em janeiro de 2016, o que representa um aumento de 17,19%.

Já no Terminal Salineiro de Areia Branca foram movimentadas 177.098 toneladas de sal em janeiro de 2015, passando para 197.080 toneladas em janeiro 2016, representando um aumento de 9,43%.

DJI_0022_03781

EconomiaEstado

Superintendente do IBAMA no RN afirma que empreendimento potiporã está localizado em Área de Preservação Permanente

Recém-empossado na Superintendência do Ibama do RN, o engenheiro e gestor público, João Maria Cavalcanti enfrenta o primeiro conflito de sua gestão com setores da carcinicultura. Após ter sido provocado por diversos setores da mídia, João Maria me recebeu no seu escritório para dar os esclarecimentos sobre a operação do Ibama que originou todo o imbróglio.

z

Heitor Gregório: O que levou o Ibama a fazer uma autuação em um empreendimento Potiporã Aquacultura, considerado licenciado pelo Idema?

João Maria: Essa autuação é o resultado de uma fiscalização feita pelo Ibama no ano 2012 em todo o litoral norte do RN, denominada Operação Costa Verde II. No caso em particular, o Ibama preocupado em garantir a segurança ambiental, notificou a empresa Queiróz Galvão para que no prazo de 5 dias apresentasse a Licença de Implantação e suas condicionantes, expedida pelo Idema(RN).

Heitor Gregório: A empresa apresentou a licença do Idema?

João Maria: Apresentou a licença e suas alterações. Mas, quando os técnicos do Ibama analisaram o processo verificaram que o empreendimento está localizado em uma Área de Preservação Permanente (restinga e dunas), o que não é passível de licenciamento para os fins identificados. Todo o processo tem como base vistorias técnicas e laudos georeferenciados.

Heitor Gregório: Você sabe da importância do empreendimento fiscalizado e o impacto que pode provocar no desenvolvimento do Estado do RN, caso haja uma paralização de suas atividades, com o empreendimento embargado e suas licenças canceladas?

João Maria: Temos a total consciência da importância da produção de camarão para o desenvolvimento do RN. Posso lhe afirmar, até para tranquilizar a classe produtora: o empreendimento não está embargado, nem suas licenças foram canceladas. Prova disso é que o Ibama expediu uma notificação à empresa para comparecer ao Idema e analisar a situação de regularidade de sua licença.

Heitor Gregório: E por que o Ibama aplicou multa a empresa?

João Maria: O Ibama agiu supletivamente na fiscalização, conforme estabelece o artigo 17 da LC 140/2001, que regulamenta a cooperação entre os órgãos do SISNAMA. como disse, ficou caracterizado que o empreendimento está localizado numa APP, mas, o Idema que já foi notificado sobre a autuação, e deve se manifestar a respeito do assunto.

Heitor Gregório: De que maneira o Idema pode analisar uma licença expedida há tanto tempo?

João Maria: Segundo a orientação jurídica n 49/2013/FPE/IBAMA, que interpreta o artigo 17 da Lei Complementar 140, são três as situações em que o Idema pode se manifestar: i) não adotar qualquer medida em razão da prévia ação de ente legitimado; ii) adotar medida que prevalecerá sobre aquela medida adotada pelo ente fiscalizador; iii) analisar tecnicamente a fiscalização realizada e entender não caracterizada a infração ambiental.

Heitor Gregório: Será que o empreendedor terá toda essa clareza sobre as competências dos órgãos licenciador (Idema) e fiscalizador (Ibama)?

João Maria: Acho que sim. Mas, resumindo posso lhe dizer o seguinte: o Ibama, que é o órgão de fiscalização federal, autuou um empreendimento que está localizado em uma APP, em área da União, sendo que caberá ao Idema, órgão licenciador, analisar a licença teor da licença expedida. Isto é uma prática muito corriqueira entre os órgãos ambientais. 

EconomiaEstado

Governo do Estado bate recorde ao arrecadar R$ 434 milhões em Janeiro

Os recursos próprios da administração estadual não podiam ter início de ano mais promissor. Foi arrecadada em janeiro de 2016 a cifra de R$ 434 milhões em tributos estaduais, superando assim os R$ 425 milhões de janeiro de 2015, meta mais alta já alcançada pelo Fisco Estadual.

O recorde foi conseguido justamente no mês anterior ao realinhamento de alíquotas estaduais que entrou em vigor neste mês de fevereiro.

“Uma satisfação se atingir novamente e no mesmo mês de janeiro o feito do início do governo. São tempos de graves dificuldades fiscais dos entes federados, e um resultado desses, diante de tais contextos nacional e mundial, têm um significado especial para a Administração”, afirmou o Secretário de Tributação André Horta.

No pior ano de arrecadação própria dos estados, o Rio Grande do Norte obteve três de suas maiores arrecadações mensais de tributos (janeiro de 2015 e 2016 e abril de 2015). Vários estados brasileiros experimentaram queda nominal de arrecadação no exercício de 2015.

O ICMS, responsável por quase 97% da arrecadação, foi determinante para o resultado. Tanto o IPVA, imposto sobre a propriedade de veículos automotores quanto o ITCD, o imposto sobre transferência causa mortis e doações tiveram, entretanto, participação no montante diferente de outros anos. O IPVA teve leve queda devido à grande regularização ocorrida no mutirão fiscal de dezembro, enquanto que o ITCD experimentou forte alta uma vez janeiro ter sido o último mês onde valores de doações superiores a 500 mil reais poderiam ser efetivadas ainda sob a alíquota de 3%.

z

EconomiaTurismo

Porto de Natal recebeu ontem (31) o último cruzeiro de janeiro de 2016

Vindo de Fortaleza (CE) com destino a Recife (PE), o Porto de Natal recebeu ontem (31) o último cruzeiro de janeiro de 2016, totalizando quatro somente no primeiro mês do ano, e já superando o mesmo período do ano passado, quando nenhum cruzeiro atracou no Porto de Natal nos 30 primeiros dias de 2015.

O Cruzeiro Silver Spirit foi o maior cruzeiro da atual temporada que passou pelo Porto de Natal, com 36.000 toneladas transportando até 540 passageiros e 376 tripulantes com acesso a seis excelentes restaurantes incluindo um restaurante japonês e o inovador Star Supper Club, que oferece música ao vivo onde se pode dançar. O navio dispõe ainda de spa e academia de ginástica de 770 m².

Na temporada de 2016, que teve início em novembro de 2015, a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), responsável pela administração do Porto de Natal, tem uma previsão de receber até 15 Cruzeiros, superando os 10 recebidos na temporada anterior.

Silver Spirit

EconomiaTurismo

Maior cruzeiro da nova temporada atraca no Porto de Natal no domingo (31)‏

O Cruzeiro Silver Spirit da Silversea estará atracando no Porto de Natal ao meio dia de domingo, 31 de janeiro. Até então, é o maior cruzeiro que passa por Natal na nova temporada, que teve início em novembro de 2015 e vai até abril de 2016, com a expectativa de receber até 15 cruzeiros de luxo.

O navio de 36.000 toneladas transporta 540 passageiros e 376 tripulantes com acesso a seis excelentes restaurantes incluindo um restaurante japonês e o inovador Star Supper Club, que oferece música ao vivo onde se pode dançar. O navio dispõe ainda de spa e academia de ginástica de 770 m².

Silver Spirit, com as maiores suítes da frota da Silversea, oferece um ambiente animado e sociável para os viajantes cosmopolitas que apreciam a grande variedade de diversões a bordo do navio.

A rota será divulgada posteriormente.

z

EconomiaTurismo

Porto de Natal recebe o 10º cruzeiro de luxo da nova temporada nesta sexta (22)

Estará atracando às 11h desta sexta-feira (22), no Porto de Natal, vindo do Porto de Fortaleza, o Cruzeiro Insignia da Oceania Cruises. Já é o 10º navio de passageiros de alto luxo que a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) contabiliza na temporada de 2016, que teve início em novembro de 2015. O navio deixará Natal com destino a Recife às 17h.

Recentemente, o navio passou por uma transformação multimilionária. Seus decks brilham com a melhor teca, pedras personalizadas e azulejos e seus salões, cabines e suítes possuem móveis neoclássicos de alta qualidade. Ele apresenta quatro restaurantes exclusivos com escolha livre de lugar, uma academia de ginástica e spa de categoria internacional, oito lounges e bares, um cassino e 342 suítes e cabines de luxo, e quase 70% das quais com varanda privativa.

O navio de 180 metros de comprimento vem trazendo 575 passageiros estrangeiros, para visitarem as praias, e curtirem outras programações oferecidas pelas operadoras de turismo, movimentando a economia local que já está aquecida com a excelente ocupação da rede hoteleira.

z

EconomiaNatal

Pesquisa da Fecomércio aponta Natal em Natal movimentou R$ 80 milhões na economia da cidade

Pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio (IPDC) da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio Grande do Norte (Fecomércio/RN), no período de 12 a 29 de dezembro, apontou gastos de R$ 80.960.720,40 no Natal em Natal, entre natalenses (85,5%) e turistas (14,5%). Estes gastaram R$ 27.305.793,90. Já os natalenses, contribuíram com 53.654.926,50.  A pesquisa abrangeu todos os polos de atividades do Natal em Natal. O instituto entrevistou 704 pessoas, sendo 52,4% homens e 47,6% mulheres.

Na manhã desta segunda-feira (18), a Fecomércio divulgou a pesquisa para a imprensa, em sua sede, onde o prefeito Carlos Eduardo concedeu entrevista coletiva. “É um resultado extremamente positivo. Ganha o turismo, o comércio e toda a cidade do Natal. Foram investidos R$ 4 milhões e tivemos um retorno de R$ 80 milhões. É dessa forma que estamos enfrentando a crise”, disse o chefe do executivo municipal.

Carlos Eduardo assinalou, ainda, que a pesquisa servirá de orientação para o Natal em Natal 2016. Debruçadas sobre a pesquisa, as equipes técnicas das Secretarias Municipais de Cultura e Turismo analisarão os dados para aperfeiçoar o evento. Para isso, a Prefeitura abrirá o Fórum do Natal em Natal nos primeiros dias de março deste ano. ”Eu creio que o objetivo está alcançado. A cidade avança com a injeção de R$ 80 milhões na economia. Nós sentimos que Natal realmente soube marcar presença em meio à crise nacional”, ressaltou.

O prefeito exaltou a parceria com a Fecomércio e os demais parceiros, que incluem a Cosern, Ministério do Turismo, Ministério da Cultura, Banco do Brasil, Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (Fiern), Moinho Dias Branco e o Café Santa Clara. “A Fecomércio tem sido uma grande parceira da Prefeitura”, destacou o gestor.

Ainda segundo a pesquisa, os entrevistados prestigiaram, em média, dois dias do Natal em Natal. Quarenta e três por cento dos espectadores afirmaram que era a primeira vez que participaram do evento. O atrativo do Natal em Natal mais visitado pelos participantes da festa foi a praça da Árvore de Mirassol (76%). Os shows musicais (Festival de Música na Zona Norte e Aniversário da Cidade) aparecem logo em seguida, com 52% das respostas.

No item “Percepções do evento”, 34,8% dos entrevistados disseram que o que mais gostaram no evento foi a sua organização, 33,8% citaram a decoração natalina, 25,1% elogiaram a infraestrutura nos locais de evento e 94,2% afirmaram que pretendem voltar ao evento este ano.

Para o presidente da Fecomércio/RN, Marcelo Fernandes de Queiroz, a pesquisa teve como motivação aferir o nível de satisfação e de valores movimentados de forma direta pelo público participante dos eventos constantes da programação do Natal em Natal 2015. “Um evento como esse gera emprego e renda e contribui para o comércio e o turismo do município”, afirmou Marcelo Queiroz.

18/01/2016 - PREFEITURA DO NATAL - COLETIVA DE IMPRENSA, SOBRE A PESQUISA FECOMERCIO DO NATAL EM NATAL - FOTO: ALEX RÉGIS/ SECOM

18/01/2016 – PREFEITURA DO NATAL – COLETIVA DE IMPRENSA, SOBRE A PESQUISA FECOMERCIO DO NATAL EM NATAL – FOTO: ALEX RÉGIS/ SECOM

Economia

CODERN reúne a imprensa e apresenta faturamento de R$ 40 milhões em 2015

A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) apresentou a imprensa nesta quarta-feira (13), durante um café da manhã, o balanço geral do ano de 2015, quando a movimentação nos Portos de Natal e de Areia Branca superou a expectativa da própria empresa.

O Diretor-Presidente da CODERN, Emerson Fernandes, relatou durante a coletiva à imprensa, que o crescimento geral na movimentação de cargas foi de 26,61% com mais de 2,5 milhões de toneladas, entre exportação e importação. “Nós tínhamos uma meta de chegarmos a 2,3 milhões de toneladas movimentada nos portos, e alcançamos 2,5 milhões, ultrapassando a meta da própria empresa em 9,08% e movimentando 26,61% a mais do que em 2014”, afirmou Emerson.

Em relação ao faturamento foi de R$ 40 milhões. “Isso nos possibilitou o pagamento rigorosamente em dia dos nossos servidores, manutenção dos prédios, portos e equipamentos para a realização das nossas movimentações portuárias”, complementou Emerson, que estava acompanhado pelo Diretor Técnico-Comercial, Hanna Yousef, e pelo Diretor Administrativo e Financeiro, Emiliano Rosado.

Os produtos movimentados pelos Portos administrados pela CODERN são: Sal, trigo, frutas, equipamentos eólicos, utensílios da indústria têxtil, camarão e outros pescados, além de cargas também de projeto industrial.

Fotos: Canindé Soares

Emerson coletiva 2

Emerson coletiva