Economia

Por que o Brasil precisa da Nova Previdência?

O seminário “Por que o Brasil precisa da Nova Previdência?” — que tem como palestrante o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho — acontece na Arena das Dunas.

O evento é promovido pelo Sistema FIERN, FAERN, FETRONOR e FECOMÉRCIO.

“No ano passado, o Governo Federal gastou 7 vezes mais com Previdência e Assistência que em Saúde e 10 vezes mais em comparação com o investimento em Educação”, afirmou Rogério Marinho.

“No Brasil, 15% dos mais ricos acumulam 47% da renda previdenciária. O sistema é insustentável e injusto”, explica Marinho.

Amaro Sales afirmou também que a “nova previdência é fundamentalmente necessária para o Brasil e para o Rio Grande do Norte”. “Não é a única solução. Nos próximos meses, outras lutas serão igualmente necessárias, mas o primeiro passo é a Previdência”, enfatizou.

Várias autoridades acompanham o debate, como o prefeito de Natal, Álvaro Dias, deputados, vereadores e representantes da sociedade civil organizada.

Rogério

Economia

Mercado projeta crescimento de 0,82% para a economia

Informações da Agência Brasil

Após 20 reduções consecutivas, a estimativa do mercado financeiro para o crescimento da economia subiu ligeiramente. É o que mostra o boletim Focus, resultado de pesquisa semanal a instituições financeiras, feita pelo Banco Central(BC) e divulgada às segundas-feiras, pela internet.

A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – desta vez passou de 0,81% para 0,82%.

A expectativa das instituições financeiras é que a economia tenha crescimento maior em 2020. A estimativa é 2,10%, a mesma da semana passada. A previsão para 2021 e 2022 permanece em 2,50%.

 

Economia

Mangai é inaugurado em São Paulo

O Restaurante Mangai inaugurou nesta terça-feira (16), uma unidade em São Paulo, na Faria Lima, Bairro do Itaim.

A proprietária Leneide Maia Tavares, Dona Parea como é conhecida, marcou presença e circulou pelas mesas.

Vários potiguares prestigiaram a inauguração, entre eles, a prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini e o marido Carlos Augusto Rosado, além da cerimonialista Zuleide e o dentista Francisco Vieira.

Economia

Currais Novos receberá investimentos de R$ 236 milhões em mina de ouro

Localizado na Região Seridó, o município de Currais Novos teve seu crescimento econômico pelo ciclo da mineração, liderado pela Mina Brejuí, fundada em 1943, por Thomáz Salustino Gomes de Melo.

Durante décadas a Mina Brejuí foi a maior exportadora de sheelita do hemisfério sul do planeta até quando teve um declínio na década de 1990 e retomou as suas atividades no ano de 2006.

Agora, o município voltará a ser referência em mineração.

Desta vez, pelo ouro.

Em entrevista ao jornalista Diógenes Dantas na 96 FM, o secretário Estadual de Desenvolvimento, Jaime Calado, anunciou que em janeiro se instalará no município uma mina para explorar ouro.

Os investimentos serão de R$ 236 milhões, segundo o Secretário.

Ouro

Economia

Unimed Natal anuncia R$ 100 milhões em investimentos e reforma do Hospital

Complexo unimed

Enquanto vários setores da economia enfrentam dificuldades por causa da crise econômica, um setor se destaca: o da saúde suplementar.

Destaque para a Unimed Natal que cresceu 21% entre 2017 e 2019.

A maior novidade envolvendo única operadora de saúde que é genuinamente potiguar: o Hospital Unimed passará por uma ampliação, tornando-se um dos maiores complexos de saúde do estado, com processos totalmente digitalizados, dobrando o número de leitos. Investimento estimado em R$ 100 milhões, gerando cerca de 650 empregos diretos.

O complexo será composto por um Hospital Materno Infantil, Pronto Atendimento Pediátrico, além de Hospital Geral com atendimento adulto.

A primeira parte da obra, com a reforma do pronto atendimento, começa em outubro. Paralelamente, nos próximos meses, hospitais como o Rio Grande e a Policlínica reforçam a rede de atendimento pra oferecer mais comodidade aos beneficiários durante o período, que deve totalizar dois anos.

“Dessa forma, seguimos nosso principal propósito que é cuidar das pessoas”, destacou o presidente da Unimed Natal, Dr. Fernando Pinto, que também é presidente da Federação Equatorial (reunião de 6 Unimeds), durante evento para a imprensa, na manhã desta segunda-feira (15), no Restaurante Mangai.

Economia

Festa do Boi passa a fazer parte do calendário oficial do RN

O Projeto de Lei, de autoria do deputado Hermano Morais (MDB), que institui a “Festa do Boi” no calendário oficial do Estado foi sancionada pelo Governo Estadual e agora é lei.

Para Hermano Morais, a inclusão é justificada pela tradição do evento que “somente no ano passado, na 57° edição, a feira movimentou mais de R$ 40 milhões, com 300 expositores dos mais variados segmentos e recebeu a visita de cerca de 330 mil potiguares. Um evento que já estava no calendário do potiguar”, declara Hermano.

Economia

Grupo Santana resgata o cultivo do algodão

Quem nasceu no Seridó sabe que por muitos anos o algodão foi um produto fomentador da economia local.

O algodão do Seridó entrou em declínio devido a um grande período de seca, alta twxas de juros e ao aparecimento da praga do bicudo.

Mas…

O Grupo Santana, sob a liderança do empresário Ivanilson Araújo, resgata o cultivo ao Algodão.

Iniciou essa semana a colheita na unidade de Sousa (PB).

Economia

Porto de Natal registra aumento de movimentação no primeiro semestre, mesmo com paralisação da CMA-CGM em março

O Porto de Natal movimentou, no primeiro semestre de 2019, um total de 363.098 toneladas, representando um crescimento de 7,72% comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram 337.062 toneladas, de acordo com números da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN).

Do que foi transportado, 211.567 toneladas foram relacionadas à exportação de frutas e sal e 151.531 toneladas de importação, com predominância do trigo.

O crescimento foi registrado mesmo com a paralisação, em março deste ano, pela CMA-CGM, empresa francesa de transporte marítimo que tinha suspendido as atividades após a apreensão de drogas.

A expectativa é que a movimentação no Porto de Natal aumente ainda mais com o período da safra das frutas, com início entre agosto e setembro.

Foto: Canindé Soares

Porto de Natal  (Foto Canindé Soares)

Economia

Comitiva chinesa chega ao RN e conhece o melão de Mossoró

Uma comitiva do governo da China chegou nesta terça-feira, 09, ao Rio Grande do Norte para tratar de possíveis investimentos nas áreas de energia, mineral, agrícola, ferrovias e turismo. A governadora Fátima Bezerra recepcionou os chineses ao lado de Secretários.

Foto: Elisa Elsie

Chegada da comitiva ao RN – Foto: Elisa Elsie

A Cônsul Geral da China no Brasil, Yan Yuqing chefia a delegação composta por 30 integrantes.

A primeira parada é Mossoró, onde visitam as instalações da fazenda Famosa em Mossoró, maior produtora e exportadora de melão do país, tendo a companhia do Secretários Jaime Calado (Desenvolvimento) e Guilherme Saldanha (Agricultura).

Aliás, o Melão produzido em Mossoró é um dos 36 produtos brasileiros protegidos pelo acordo entre o Mercosul e a União Europeia, segundo o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. O produto fica impedido de ser reproduzido fora do Brasil.

Comitiva já em Mossoró

Comitiva já em Mossoró

Economia

Menos uma empresa no RN

O RN perde mais uma empresa.

A alpargatas encerra suas atividades no Estado no próximo dia 06 de julho.

Foi uma das maiores indústrias já instaladas no Rio Grande do Norte, que já tinha desativado uma unidade de produção em Nova Cruz no mês de agosto de 2017.

Lamentavelmente, o fechamento da alpargatas é aumento de desemprego no Estado.

Economia

Pernambuco ganha HUB tão propagado como expectativa para o RN

O Centro de Conexões de Voos (HUB) que foi tão sonhado e propagado no RN durante a gestão de Robinson Faria (PSD) chega a Pernambuco.

Será o HUB da Connect Cargo.

Segundo a imprensa pernambucana, estão sendo gerados aproximadamente 500 empregos, sendo 240 diretos e 250 indiretos.

Detalhe: O Governo irá garantir a redução de 25% para apenas 12% na alíquota do ICMS sobre o querosene de aviação.

Economia

Mais empregos no Brasil e menos no RN

O Ministério da Economia divulgou nesta quinta-feira (27), os dados de maio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

No Brasil, foram 32.140 vagas.

No RN, menos 496 vagas.

EconomiaTurismo

Fecomércio informa novos voos da TAM e Azul para o RN

Em release encaminhando à imprensa, a Fecomércio RN trouxe declarações de representantes das empresas Azul e Latam, anunciando novos voos para o Rio Grande do Norte.

A governadora Fátima Bezerra reconheceu a participação fundamental da Fecomércio para a conquista.

“Esse novo decreto é fruto do debate franco, transparente e democrático com as entidades do trade turístico, com a participação fundamental da Fecomércio, com as companhias aéreas, com o setor empresarial de uma maneira geral e com representantes da Inframerica”, afirmou Fátima.

A representante da Latam, Tatiane Viana, disse que vê com bastante otimismo este Decreto, já que a publicação traz uma grande competitividade para o setor. “Independentemente disso, a partir de agosto, nós vamos iniciar uma mudança no voo Brasília-Natal, e as pessoas poderão ir e voltar no mesmo dia. E por causa do Decreto, a Latam está revendo e estudando toda a sua malha aqui no estado para fortalecimento das nossas operações”, disse Tatiane, lembrando que hoje a companhia opera 41 frequências semanais.

Já a Azul Linhas Aéreas, que mantém 4 voos regulares diários, chegando a 14 nos finais de semana por causa de voos fretados, explicou que o incentivo de redução do querosene de aviação, que já existe em outros 20 estados do país, é muito importante, já que representa mais de 40% dos custos de um voo.

“A partir de setembro colocaremos um quinto voo. Já estamos programando para colocarmos uma ligação com Campinas (SP) no fim do ano, provavelmente com o Airbus A320; e a partir de 2020 nós já estaremos em fase bem adiantada de estudos para fazer a ligação entre Natal e Belo Horizonte (MG). Quanto aos acréscimos de voos nós estamos sempre acompanhando a procura, estamos oferecendo melhores condições, e a redução do ICMS faz com que a gente abasteça mais no estado do RN, que a gente faça nossos planos e que aumente a nossa participação no mercado’, completou o representante da Azul, Ronaldo Veras.

EconomiaTurismo

ICMS do QAV: Governo do RN apresenta novas regras em busca de novos voos e de baratear passagens

A governadora Fátima Bezerra (PT) apresentou ao trade turístico do Estado, nesta segunda-feira, 24, as medidas para concessão de isenção ao consumo do querosene de aviação (QAV).

As novas regras estabelecem a redução da base de cálculo em cinco alíquotas: 12%, 9%, 5%, 3% e 0%. Em contrapartida, as companhias aéreas devem cumprir metas para assegurarem a redução. As operadoras que não cumprirem as regras terão de devolver o imposto retroativo não recolhido ao Estado.

A iniciativa busca novos voos para o Estado e baratear o preço das passagens aéreas, que, atualmente, são as mais caras do país.

Em 2017, o então governador Robinson Faria (PSD) reduziu a base de cálculo do ICMS de 18% para 12% no geral.

Não surtiu efeito.

É torcermos para que a medida adotada e anunciada pelo atual Governo surta o efeito desejado e nosso Estado volte a ter um incremento no Turismo, que é uma das suas suas principais atividades econômicas.

Presenças: Acompanharam o anúncio os senadores Jean Paul Prates e Zenaide Maia, deputados federais João Maia e Benes Leocádio, deputado estadual Souza Neto, presidente da Fecomércio, Marcelo Queiroz, representante da Fiern, Helder Maranhão, diretores das companhias aéreas Azul e Latam, representantes de agências de turismo, hotéis e restaurantes e da Inframérica, administradora do aeroporto de São Gonçalo do Amarante.

QAV

Foto: Elisa Elsie

Economia

João Maia elogia decreto para incentivo do turismo no RN

O deputado federal João Maia (PL) participou na manhã desta segunda-feira (24), da solenidade de assinatura do decreto das medidas para concessão de isenção ao consumo do querosene de aviação (QAV) pelo Governo do Estado.

“A assinatura do decreto de hoje foi um passo fundamental para o turismo de negócios e divertimento no RN e, portanto, traz a esperança de geração de emprego e renda no Estado”, afirma o deputado.

Joao Maia e autoridades na colenidade o QAV 2

Economia

Caixa registra lucro líquido de R$ 3,92 bilhões no primeiro trimestre

Da Agência Brasil

A Caixa registrou lucro líquido de R$ 3,92 bilhões, no primeiro trimestre deste ano, com um crescimento de 23% em relação ao mesmo período do ano passado.

A inadimplência ficou em 2,47%, com uma redução de 0,44 ponto percentual na comparação com o mesmo período de 2018.

De acordo com o banco, o resultado foi impactado pela estabilidade da margem financeira, redução de 24,4% nas despesas de Provisão para Devedores Duvidosos (PDD), e pelo aumento de 2,3% nas receitas de prestação de serviços.

O lucro recorrente ficou em R$ 3,87 bilhões, crescimento de 6% em relação ao primeiro trimestre do ano que passou.

Economia

RN receberá investimento de R$ 2,4 bi em complexo eólico, diz Estadão

O Estadão com agências internacionais informa nesta quarta-feira (19) que a desenvolvedora de projetos de energia Casa dos Ventos investirá cerca de R$ 2,4 bilhões em um complexo de geração eólica no Rio Grande do Norte, que ainda poderá ter a capacidade quase duplicada no futuro.

O empreendimento terá potência instalada de 445 megawatts, com equipamentos da dinamarquesa Vestas, que fornecerá 106 turbinas ao complexo. O valor do contrato não foi divulgado.

Os suportes do motor serão produzidos na fábrica da Vestas no Ceará, enquanto que as pás e torres também serão produzidas localmente, de acordo com as regras do Finame II do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Uma boa notícia para a economia do RN, que dará lucro ao Estado com impostos e vai gerar um bom número de empregos.

Foto: Ana Silva

Foto: Ana Silva

Economia

Bolsonaro assina decreto que reconhece Sal como um bem de interesse social

O presidente da República Jair Bolsonaro assinou na tarde desta terça-feira (4), o decreto presidencial que reconhece o sal como um bem de interesse social.

A medida vai garantir a segurança jurídica necessária que atividade precisa, sem que haja perdas para o meio ambiente, nem para os produtores e trabalhadores do setor.

Fotos: Isac Nóbrega/PR

O pleito foi uma luta do deputado federal Beto Rosado (Progressistas) junto aos salineiros do Rio Grande do Norte, que teve a participação da prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini, o apoio da atual bancada federal e da bancada anterior, segundo Beto, dos ex-senadores Garibaldi Filho, José Agripino e o ex-deputado Felipe Maia.

Beto Rosado apresentou em 2017 a indicação Nº 3966, sugerindo a criação do decreto que ao longo dos últimos anos vem tramitando entre os ministérios do Meio Ambiente, Economia, além da Casa Civil. Com a mudança do governo federal, Beto Rosado apresentou uma nova indicação Nº 464/2019, sugerindo a criação do decreto, que foi assinado na tarde desta terça-feira.

Participaram da assinatura do documento o Ministro-chefe da Casa Civil Onyx Lorenzoni, os deputados federais Beto Rosado (Progressistas), Fabio Fabia (PSD), Rafael Motta (PSB), General Girão (PSL), João Maia (PL) e o senador Styvenson Valentim (Pode); prefeita de Mossoró Rosalba Ciarlini (PP), de Areia Branca Iraneide Rebouças (PSD) e o prefeito de Macau Túlio Lemos (PSD), além dos representantes do setor salineiro Rafael Mandarino, José Mandarino, Aírton Torres, Marcelo Monteiro, Herbert Junior, Frediano Rosado, Francisco Ferreira Souto Filho, Edite Souto, Francisco Aldemir de Souza, Severino Praxedes Sobrinho, Lucivan Praxedes Gomes, Marcos Roberto Alves, Renato Fernandes e David Maranata.

O Rio Grande do Norte concentra 95% da produção de sal do país. A sua área de atuação é composta por 35 salinas situadas no semiárido brasileiro, nos municípios de Mossoró, Grossos, Areia Branca, Macau, Porto do Mangue, Guamaré e Galinhos, denominada região da Costa Branca.

Economia

Natal recebe Congresso para debater combustíveis alternativos de aviação

Acontece em Natal, entre os dias 5 e 7 de junho, o I Congresso da Rede Brasileira de Bioquerosene e Hidrocarbonetos Renováveis para Aviação. O evento, que ocorre no Holiday Inn, vai receber alguns dos principais autores envolvidos na produção e utilização de combustíveis alternativos, principalmente o bioquerosene para aviação, contribuindo para um maior desenvolvimento do setor.

Em razão do acordo firmado pelo setor de aviação internacional para neutralizar as emissões, já a partir do próximo ano, surgiu a necessidade de estruturar o setor de maneira geral. “Precisamos debater essa substituição, seja total ou parcial, dos combustíveis de origem fóssil por renovável, uma vez que é uma realidade internacional”, destaca Amanda Gondim, presidente do evento e coordenadora da Rede Brasileira de Bioquerosene e Hidrocarbonetos Renováveis para Aviação.

O evento contará com representantes do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Empresa de Pesquisa Energética, Associação Brasileira das Empresas Aéreas, Embraer S.A., GOL Linhas Aéreas e Petrobras, dentre outras instituições e empresas do setor.