Estado

Falta de leitos de UTI Pediátrica é discutida na Câmara Municipal de Natal

A luta por mais leitos infantis em Natal e no Rio Grande do Norte chegou à Câmara Municipal de Natal e nesta manhã (25), uma audiência pública comandada pela Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, reuniu representantes da OAB, Ministério Público, Defensoria Pública, AMICO, GACC, Instituto do Bem, Rotary Clube, Pastoral da Criança, e membros da sociedade civil organizada, em sua maioria médicos, para discutir o assunto e cobrar soluções.

Segundo a presidente da Frente, vereadora Júlia Arruda (PDT), a audiência é um desdobramento do movimento “Criança Viva”, que busca a instalação de mais leitos de UTI pediátricas, públicos e privados, no estado. “É um desdobramento do movimento que já vem realizando reuniões, ações e debates. Hoje a situação é caótica na pediatria infantil e as crianças estão sendo vítimas da negligência do poder público. Os profissionais vivem uma verdadeira medicina de guerra, onde a s vítimas são os mais indefesos. A Frente dá sua contribuição, chama para o debate e está aqui cobrando soluções”, disse a parlamentar.

Durante o encontro foram relatados diversos depoimentos por parte dos profissionais médicos retratando a difícil situação com o déficit de leitos de UTI pediátrica. O médico Madson Vidal, que coordena a campanha “Criança Viva”, apresentou dados que apontam no estado uma falta de quase 300 leitos entre UTIs neonatal (para crianças de 0 a 28 dias) e pediátricos (crianças de 29 dias a 14 anos), incluindo a rede privada. “O estado vive a desestruturação completa onde as crianças não tratadas adequadamente e evoluem para um quadro mais grave e necessitam de mais leitos. Ao longo do tempo não houve investimento na pediatria pública nem privada. Falta de política de assistência e de vontade”, relata. Ele conta que há como serem tomadas medidas a curto prazo utilizando a estrutura já existente. No Hospital Onofre Lopes (HUOL), por exemplo, diz que há dez leitos prontos, mas falta o sistema de refrigeração, além disso, seria possível aumentar de 6 para dez a quantidade nos Hospitais Walfredo Gurgel e Pedro Germano (Polícia Militar).

Na rede privada a situação não é diferente. O representante dos hospitais particulares, José Mendonça, explica que há a preocupação com a quantidade de leitos infantis, mas que estão sendo providenciadas medidas para aumentar o número, especialmente após o fechamento dos leitos do hospital PAPI, em Natal. “A associação e o sindicato dos hospitais estão preocupados e programando possibilidades para um curto prazo já termos na rede privada mais 8 ou 10 leitos. O fechamento do PAPI nos trouxe a preocupação porque os outros hospitais terão que absorver a demanda e o ideal seria acrescentar mais leitos e não substituir”, destacou. O promotor do Ministério Público da Saúde, Carlos Henrique Rodrigues, disse que desde 2012 o órgão move ação para que o estado aumente o número de leitos, no entanto, apenas 50 foram acrescidos à rede desde então, entre os mais de 100 recomendados, enquanto simultaneamente a demanda cresceu. O promotor disse ainda que está prevista para a próxima semana nova audiência com representantes do governo do estado para que se definam novas medidas.

Fotos: Marcelo Barroso

FRENTE PARLAMENTAR (6)

FRENTE PARLAMENTAR (7)

Estado

Mesmo com déficit de vagas, Governo do Estado desativa unidade prisional em Parnamirim

O Governo do Estado, por meio da Secretária de Estado, da Justiça e da Cidadania (SEJUC), desativou uma unidade prisional em Parnamirim, que abrigava 160 presos de regimes aberto e semiaberto. 

Estranho o Estado tomar uma decisão como essa quando existe um déficit de mais de 4 mil vagas, com unidades penitenciárias lotadas e com registro de fugas constantes, como é o caso de Alcaçuz. 

Estado

Bandidos assaltam Farmácia Pague Menos no Bairro Lagoa Nova e rendem clientes

Noite de terror para funcionários e alguns clientes da Farmácia Pague Menos da Avenida Rui Barbosa, no Bairro de Lagoa Nova, em Natal. 

Dois bandidos armados renderam funcionários e clientes, roubaram o dinheiro do cofre da farmácia e fizeram um arrastão nos clientes e funcionários, levando pertences pessoais, celulares e dinheiro. 

Um outro bandido, em um carro da FIAT de cor Branca, deu suporte aos dois criminosos que praticaram o assalto. 

Cadê o general da Segurança? 

Estado

Maternidade Januário Cicco recebe prêmio “Hospital Amigo da Mulher”

Única representante do Nordeste a receber o prêmio, a Maternidade Escola Januário Cicco ganhou nesta terça-feira (24), no Congresso Nacional, o diploma Dr. Pinotti – Hospital Amigo da Mulher. O diretor da instituição, dr. Kleber Morais, recebeu o prêmio das mãos do senador José Agripino, responsável pela indicação da maternidade para receber a homenagem. Também estava presente na sessão toda a bancada federal do Rio Grande do Norte.

“Mesmo diante da escassez de recursos federais, a equipe da Maternidade Januário Cicco vem conseguindo fazer um trabalho de qualidade ao longo dos anos. É, sem dúvida, uma referência no ensino e no atendimento à mulher potiguar.  Por isso, me sinto feliz em saber que colaborei para que a instituição recebesse essa justa homenagem”, destacou Agripino. Além da Januário Cicco, outras quatro instituições ligadas à saúde da mulher foram agraciadas com o diploma. Entre elas estão o Hospital de Câncer de Barretos (SP/Sudeste) e a Maternidade Darcy Vargas (SC/Sul).

Para Kleber Morais, a homenagem deve ser compartilhada com toda equipe que atua na instituição e será vista como mais um importante passo na luta para reafirmar o trabalho de qualidade desenvolvido pela maternidade-escola.  “Esse prêmio é fruto de um trabalho conjunto de vários profissionais que atuam na instituição. E é uma forma de mostrar ao país que o nordeste brasileiro tem instituições de qualidade que merecem respeito e reconhecimento”, ressaltou.

Da bancada federal participaram da cerimônia de entrega do prêmio os deputados federais Felipe Maia (DEM), Rafael Mota (PSB), Antônio Jácome (PTN), Zenaide Maia (PR), Walter Alves (PMDB) e o senador Garibaldi Alves (PMDB). O evento faz parte da comemoração, no Congresso Nacional, pelo Dia Mundial de Combate à Mortalidade, celebrado em 28 de maio.

Foto: Mariana Di Pietro

_DSC1369

Estado

IBGE diz que RN é o segundo Estado do Brasil com maior número de desempregados

A taxa de desocupação (10,9% no Brasil) subiu em todas as grandes regiões no 1º trimestre de 2016 em relação ao mesmo período de 2015: Nordeste (de 9,6% para 12,8%), Sudeste (de 8,0% para 11,4%), Norte (de 8,7% para 10,5%), Centro-Oeste (de 7,3% para 9,7%) e Sul (de 5,1% para 7,3%). No 4º trimestre de 2015, as taxas haviam sido de 10,5% no Nordeste, 9,6% no Sudeste, 8,6% no Norte, 7,4% no Centro-Oeste e 5,7% no Sul.

Entre as unidades da federação, as maiores taxas de desocupação no 1º trimestre de 2016 foram observadas na Bahia (15,5%), Rio Grande do Norte (14,3%) e Amapá (14,3%), enquanto as menores taxas estavam em Santa Catarina (6,0%), Rio Grande do Sul (7,5%) e Rondônia (7,5%).

O nível de ocupação (indicador que mede a parcela da população ocupada em relação à população em idade de trabalhar) ficou em 54,7% para o Brasil no 1º trimestre de 2016. Apenas a região Nordeste (49,0%) ficou abaixo da média do país. Nas demais regiões, o nível de ocupação foi de 59,8% no Sul, 58,6% no Centro-Oeste, 55,9% no Sudeste e 55,0% no Norte.

Santa Catarina (60,4%), Rio Grande do Sul (59,8%) e Mato Grosso do Sul (59,7%) apresentaram os maiores percentuais, enquanto Alagoas (42,8%), Rio Grande do Norte (46,7%) e Ceará (47,2%) apresentaram os níveis de ocupação mais baixos.

No 1º trimestre de 2016, entre os empregados do setor privado, os percentuais de empregados com carteira de trabalho nas grandes regiões foram de 85,1% no Sul, 83,7% no Sudeste, 78,1% no Centro-Oeste, 63,5% no Norte e 63,1% no Nordeste. A média no Brasil foi de 78,1%. Santa Catarina (89,1%), Rio de Janeiro (86,3%), São Paulo (85,5%) apresentaram os maiores percentuais de empregados no setor privado com carteira de trabalho, enquanto Maranhão (52,5%), Piauí (53,3%) e Paraíba (57,3%) apresentaram os menores.

O rendimento médio real habitual dos trabalhadores ficou acima da média do Brasil (R$1.966) nas regiões Sudeste (R$ 2.299), Centro-Oeste (R$ 2.200) e Sul (R$ 2.098), enquanto Norte (R$ 1.481) e Nordeste (R$ 1.323) ficaram abaixo da média.

O Distrito Federal apresentou o maior rendimento (R$ 3.598), seguido por São Paulo (R$ 2.588) e Rio de Janeiro (R$ 2.263). Os menores rendimentos foram registrados no Maranhão (R$ 1.032), Piauí (R$ 1.263) e Ceará (R$ 1.285).

A massa de rendimento médio real habitual dos ocupados (R$ R$ 173,5 bilhões de reais para o país com um todo) ficou em R$ 90,6 bilhões da região Sudeste, R$ 29,5 bilhões no Sul, R$ 27,6 bilhões no Nordeste, R$ 15,7 bilhões no Centro-Oeste e R$ 9,8 bilhões no Norte.

z

CidadesEstadoInterior

Ministério da Integração anuncia R$ 44 milhões para a construção da Adutora Emergencial de Caicó

O Diretor Presidente da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), Marcelo Toscano, esteve na tarde desta quinta-feira (19) representando o Governo do Estado, no Ministério da Integração Nacional (MI). Durante a reunião com Cássio Rampinelli, analista de Infraestrutura do MI, o diretor recebeu a autorização para contratação da obra da Adutora Emergencial de Caicó. A adutora trará um alívio para a situação hídrica da região Seridó. Diante da liberação do MI, a Caern dará início ao processo de contratação.

A Adutora Emergencial vai custar R$ 44 milhões, oriundos do Ministério da Integração, para beneficiar mais de 67 mil habitantes residentes em Caicó, na região Seridó. Dados da Diretoria de Empreendimentos da Caern informam que a nova Adutora terá 63.134 metros de extensão, com tubulação de 400 milímetros de diâmetro. De acordo com o projeto, será derivada da adutora Serra de Santana, que capta água na barragem Armando Ribeiro Gonçalves, começando com a conexão na Estação de Bombeamento (EB-02) e seguindo às margens da rodovia RN- 118 que liga Jucurutu a Caicó.

Durante o percurso a Adutora Emergencial terá duas Estações Elevatórias para bombeamento na localidade. O funcionamento da adutora será em sistema de rodízio, já que a mesma captação será responsável pelo abastecimento da região da Serra de Santana (Florânia, Tenente Laurentino Cruz, São Vicente, Lagoa Nova e Bodó, além de 156 comunidades rurais), como também para Caicó e Currais Novos.

Durante os cinco anos consecutivos de seca, a cidade de Caicó, vem sofrendo com a falta d’água decorrente do esvaziamento nos açudes que atendiam a região.

Adutora Emergencial de Caicó

Estado

Vivaldo convoca políticos em favor de adutora do Seridó

A preocupação com a crise hídrica que atinge principalmente a região do Seridó voltou a ser tema de pronunciamento do deputado Vivaldo Costa (PROS) na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (18). O parlamentar quer a união dos políticos potiguares em favor da Adutora do Seridó, junto ao novo Governo do Brasil.

 “A minha preocupação é que essa crise hídrica de 2016 veio em meio a uma crise financeira do RN e do Brasil. A expectativa é de que o Seridó não tenha água para o abastecimento até o final do ano e é hora de nos unirmos, todos os políticos do Estado, em torno da adutora do Seridó, que teve seus recursos garantidos pelo Governo Dilma e agora precisam ser liberados pelo Governo Temer”, afirmou.

A obra trará água a partir da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves e irá beneficiar a população do Seridó.  A preocupação de Vivaldo Costa foi tema dos apartes dos deputados Carlos Augusto Maia (PSD) e Tomba Farias (PSB). Carlos Augusto informou que o Governo do Estado conseguiu a liberação dos recursos para a conclusão da Adutora do Alto Oeste. O deputado Tomba cobrou agilidade nas soluções para a crise hídrica do Estado do Rio Grande do Norte.

“Eu faço novamente um apelo para que a bancada federal, os políticos do Estado se unam para garantir a liberação dos recursos para essa obra tão importante”, concluiu Vivaldo Costa.

Foto: Eduardo Maia

z

Estado

Violência: Disparo de arma de fogo é registrado em escola de São Gonçalo do Amarante

Violência que a cada dia ultrapassa limites e chega até nas escolas, deixando professores, pais e alunos em estado de alerta.

Na manhã desta quarta-feira (18), um disparo de arma de fogo foi registrado na Escola Estadual Élia de Barros, em São Gonçalo do Amarante, cidade da Grande Natal.

Segundo informações da Polícia Militar, dois alunos se envolveram em uma briga na sala de aula e um tiro acidental ocorreu após a arma de um deles cair e disparar contra a parede.

Mas a Polícia Civil afirma que um dos alunos envolvidos na briga apontou a arma e atirou contra o desafeto.

Estado

#CriançaViva apresenta caos pela falta de leitos de UTI Pediátrica em Reunião Extraordinária do Conselho Estadual de Saúde

O Conselho Estadual de Saúde se reuniu em caráter extraordinário nesta quarta-feira (18), com o Grupo #CriançaViva, para conhecer a caótica realidade causada pela falta de leitos de UTI Pediátrica e neonatal no Rio Grande do Norte, onde o déficit atualmente é de 300 leitos, segundo o médico João Bosco, diretor administrativo do Hospital Giselda Trigueiro e um dos participantes do #CriançaViva.

“Conclamamos e convocamos a sociedade para somar conosco nessa luta apartidária e heterogênea em defesa das crianças, dos pais e dos pediatras do Rio Grande do Norte”, discursou Dr. João Bosco, que ainda elencou os pleitos imediatos: abertura dos leitos de UTI Pediátrica do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), ampliação de leitos nas UTI’s já existentes e a reabertura do Hospital Papi, que suspendeu seus serviços na última sexta-feira (13).

A coordenadora da UTI do Hospital Varela Santiago, Dra. Patrícia Lizandro, também externou a aflição e realidade vivenciada diariamente: “Esgotamos. Chegamos ao ponto mais extremo da situação e necessitamos do apoio urgente e de medidas para agora”.

Outro pediatra que também mostrou a realidade em números do caos pela falta de leitos de UTI Pediátrica foi o médico intensivista pediátrico Ruy Júnior: “Optamos pela criança em estado mais grave para ocupar um leito de UTI Pediátrica. Isso não pode acontecer e diariamente acontece em nosso Estado. Nós estamos aqui não só cobrando, mas apontando saídas. Precisamos da sociedade ao nosso lado para essa luta em defesa da VIDA”.

Membro da Frente Parlamentar da Criança e do Adolescente da Câmara Municipal do Natal, Edson Nonato mostrou estratégias que precisam ser adotadas, a curto, médio e longo prazo, no que se refere a legislação e orçamento.

Quem também participou da reunião foi o promotor Carlos Henrique, que teve a oportunidade de mostrar o trabalho que já vem sendo feito para tentar contornar o grave problema de cunho também social.

Também falaram na reunião, Fabiana Gondim, que integra o #CriançaViva e Canindé como membro da Pastoral da Criança e recém agregado ao movimento que luta pela vida das crianças do Estado.

#CriançaViva é um grupo formado por representantes de entidades (OAB, Ministério Público, Defensoria Pública, AMICO, GACC, Instituto do Bem, Rotary Clube, Pastoral da Criança, Frente Parlamentar da Criança e do Adolescente da Câmara Municipal do Natal) e membros da sociedade civil organizada, em sua maioria médicos, que atenderam a um chamado do médico José Madson Vidal para discutir a falta de leitos de UTI Pediátrica no Rio Grande do Norte.

z2

Estado

Reunião discute estratégias para conseguir mais leitos de UTI Pediátrica no RN

Logo mais às 19h, um grupo de pessoas da sociedade civil organizada, estará se reunindo no auditório da CDL, em Natal, para discutir estratégias de viabilização para conseguir novos leitos de UTI Pediátrica no Rio Grande do Norte.

O movimento denominado de #CriançaViva surgiu no dia 18 de abril, em uma reunião idealizada pelo médico José Madson Vidal, na sede da AMICO (Associação dos Amigos do Coração da Criança), onde foi mostrado por diversos médicos a situação desesperadora da pediatria no Rio Grande do Norte, nos setores público e privado, com ênfase sobre a falta de leitos de UTI pediátrica e neonatal.

Atualmente o Rio Grande do Norte tem apenas 45 leitos de UTI pediátrica, com um déficit de 100 leitos. Já UTI´s neonatal são 100 leitos, além dos 50 das Unidade de Cuidados Intermediários. Esses números, já incluem o setor público e privado, o que torna o problema ainda mais amplo, por envolver a rede hospitalar privada e os planos de saúde, que vendem o que não podem oferecer, fazendo bebês e crianças conveniadas muitas vezes ocupar um lugar na rede pública.

Vamos ajudar, participar, debater e se preocupar. A próxima vítima pode ser seu filho ou alguém muito próximo a você.

z

Estado

Açude responsável pelo abastecimento de cidades do Seridó está com menos de 9% de água

É cada vez mais preocupante a situação do volume d’água do Açude de Coremas, localizado na cidade que leva o mesmo nome, no Estado da Paraíba. É de sua água que dependem pelo menos 400 mil pessoas na Paraíba e no Rio Grande do Norte. Na região do Seridó, por exemplo, o Açude de Coremas abastece as cidades de Caicó, Jardim de Piranhas, São Fernando e Timbaúba dos Batistas, através da captação feita no Rio Piranhas.

E os números são desanimadores. Atualmente, o Açude conta com um nível acumulado d’água de 52 milhões, 364 mil e 432 m³ de água, o equivalente a 8,8% de sua capacidade. Situação semelhante ao Açude Mãe D’Água,com apenas 13,8% de sua capacidade. Para José Procópio de Lucena, presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu, a situação é pior que no mesmo período do ano passado e do início das chuvas deste ano de 2016.

Estado

Hospital Walfredo Gurgel tem mais de 100 pacientes internados nos corredores

Reportagem na edição impressa da Tribuna do Norte desta quarta-feira (11), mostra que até às 10h30 de ontem (10), 105 pessoas estavam internadas em macas e cadeiras pelos corredores e alas do Hospital Walfredo Gurgel. 

Foram registrados até alguns pacientes em colchões no chão da unidade hospitalar, o que aumenta o risco de contrair uma infecção. 

A maioria dos pacientes aguardam procedimentos na especialidade de ortopedia. 

O Governo do Estado, através da Secretária Estadual de Saúde, tem uma dívida de R$ 8,2 milhões com a Secretaria de Saúde de Natal, somente para convênio com os hospitais da rede privada. 

Foto: Magnus Nascimento

Estado

Homicídios crescem 15% no RN

A edição impressa desta Tribuna do Norte desta terça-feira (10), trouxe uma matéria onde mostra que o primeiro quadrimestre de 2016 no Rio Grande do Norte é o mais violento dos últimos três anos.

Segundo informações repassadas pela própria Secretaria Estadual de Segurança Pública à reportagem da Tribuna do Norte, foram 625 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLT) em todo o Estado, 84 a mais que o mesmo período de 2015. Esse número representa um aumento de 15,52%.

Segundo Ivênio Hermes, coordenador de Informações e Estatísticas e Análises Criminais da Sesed, o principal fator responsável pelo aumento dos números é a atual situação do sistema prisional do Estado.

z

Estado

Presos continuam fugindo de Alcaçuz mesmo após Virgulino assumir a SEJUC

O novo Secretário de Justiça e da Cidadania (SEJUC) do Rio Grande do Norte, Walber Virgulino, ainda não conseguiu conter o caos no sistema prisional do Estado, mesmo tendo declarado que vai quebrar a zona de conforto dos presos.

Na madrugada desta terça-feira (10), mais presos fugiram da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, onde três foram recuperados e uma quantidade ainda não divulgada somam-se a outros 200 que já estão nas ruas.

Ontem (09), outros 11 presos escaparam do Centro de Detenção Provisória (CDP) da Ribeira.

Os bandidos comandam mesmo o sistema prisional do Estado.

z

Estado

Bandidos assaltam vigilante do Hospital Santa Catarina

Noite de terror no Hospital Santa Catarina, na Zona Norte de Natal.

Dois bandidos assaltaram o vigilante da unidade hospitalar, levando revólver, munições e um colete à prova de balas. 

Os funcionários e pacientes estão em pânico temerosos de novas ações por parte dos bandidos. 

Estado

RN Sustentátel segue sem cortes

No período de 26 de abril a 06 de maio uma equipe com 25 especialistas do Banco Mundial esteve em Natal revisando e analisando todos as ações do Projeto RN Sustentável, criado pelo Governo de Rosalba Ciarlini e que está sendo executado pelo Governo de Robinson.

Essa missão é denominada de Missão de Avaliação de Meio Termo que acontece na metade do empréstimo e objetiva avaliar se todos os investimentos que foram acordados, poderão ser executados de forma satisfatória até a finalização do empréstimo.

Os especialistas decidiram
que, mesmo com a valorização do dólar, o Projeto RN Sustentável não sofrerá
cortes, mantendo assim todas as ações e investimentos acordados.

Estado

Cinco presos fogem da Delegacia de Candelária totalizando 190 fugitivos em 2016

O caos continua no sistema prisional do Estado. Agora há pouco, cinco presos fugiram da Delegacia de Plantão da Zona Sul de Natal, localizada no Bairro de Candelária, totalizando 190 fugitivos no Rio Grande do Norte somente entre janeiro e maio de 2016.

Os fugitivos são: Gerliano de Alencar Barbosa, Adailton dos Santos Pinheiro, Alisson Dantas dos Santos, Sávio Henrique Xavier, Rosenilton Alves dos Santos.

Estado

Servidores do Estado que fizeram recadastramento com atraso só receberão o pagamento no dia 11

O Governo do Estado informa através de nota que os servidores ativos, aposentados e pensionistas que realizaram o Censo Cadastral Previdenciário até o dia 22 de abril terão o pagamento de sua remuneração, provento de aposentadoria ou pensão restabelecido em folha suplementar no próximo dia 11 de maio.

Estão incluídos nessa folha os servidores ativos, aposentados e pensionistas que tiveram a remuneração ou provento bloqueados porque não atualizaram seus dados cadastrais no período regular do recadastramento, conforme prevê o Decreto Nº 25.518.

Estado

Álvaro Dias alerta para falta de vagas de UTIs pediátricas no RN

O déficit de UTIs pediátricas no Rio Grande do Norte motivou o pronunciamento do deputado estadual Álvaro Dias (PMDB), nesta quinta-feira (5), na Assembleia Legislativa. O parlamentar pediu prioridade do Governo para a falta de vagas.

“Existe um déficit de leitos para atender aos pequenos pacientes. Pela gravidade da doença, quando a criança precisa da UTI, ou ela tem acesso ou morre”, disse Álvaro.

O parlamentar ressaltou que há uma deficiência de aproximadamente 100 leitos de UTIs pediátricas no Rio Grande do Norte e que para evitar o agravamento da situação “é preciso que a situação seja regularizada”.

Álvaro Dias diz ainda que a quantidade de UTIs para adultos também precisa de atenção por parte do Executivo Estadual.

Foto: Eduardo Maia

z