Cenas de faroeste na CEASA

Quem frequenta a Central de Abastecimento do Rio Grande do Norte (CEASA) se depara com homens à paisana, armados, fazendo a segurança dos grandes empresários com comércio no local.

E os pequenos?

Dependem da Polícia Militar. Que não tem aparecido por lá.

E ontem (19), assim que deixou à CEASA e chegou ao seu estabelecimento comercial, um empresário foi vítima de assalto e em seguida assassinado.