Entrou na pauta de julgamentos do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para ser julgado até 13 de março, o processo 0006011-11.2019.2.00.0000 que envolve uma vaga no Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Norte (TRT-RN).

Foram eleitos para integrar a lista pelo pleno do TRT-RN, os advogados Marcelo Barros, Marisa Almeida e Augusto Maranhão.

Um dos que concorreram a vaga e ficou na lista sêxtupla, Eduardo Rocha, ingressou com representação no CNJ alegando que o atual presidente, desembargador Bento Herculano, votou favorável a ex-mulher, Marisa Almeida.

A lista que seria encaminhada para escolha do presidente Jair Bolsonaro foi suspensa e deve ser enviada após o julgamento do CNJ.

Veja a publicação nas pautas virtuais:

TRT

Comentários do Facebook

Os comentários estão fechados.