A venda do complexo imobiliário onde funcionava o Hospital Papi, no bairro de Tirol, em Natal, viabilizada pela Justiça do Trabalho do Rio Grande do Norte, vai oportunizar para o Estado dois feitos importantes: o pagamento de R$ 8,8 milhões em indenizações trabalhistas – o valor total da venda foi de R$ 18,9 milhões – e a abertura de novos postos de trabalho, já que haverá a continuidade da atividade fim.

As informações são do próprio Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN). Os mais de 700 ex-funcionários do antigo Hospital Papi vão ser chamados, a partir do próximo mês, para tratar do pagamento de indenizações trabalhistas, após o depósito judicial do sinal de 10%, marcado para o dia 9 de abril.

Como a propriedade foi adquirida pela Firma Participações Hospitalar LTDA, pertencente ao grupo do Hospital Rio Grande, também em Natal, haverá a continuidade da atividade fim, gerando novos empregos.

“A venda intermediada pelo Tribunal irá fomentar a economia do Estado, com a injeção de capital e geração de empregos, proporcionando, ainda, a ampliação da rede hospitalar local, trazendo benefícios para toda a sociedade”, avalia Cacio Oliveira Manoel, juiz responsável pela venda direta dos imóveis na Justiça do Trabalho do RN.