A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou projeto que estende os benefícios do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e do Programa Universidade para Todos (Prouni) para estudantes matriculados em cursos superiores a distância. Atualmente, os dois programas financiam somente cursos presenciais.

De autoria do deputado Felipe Maia (DEM), o PL 5797/09 recebeu parecer favorável da relatora da comissão, deputada Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO). A parlamentar destacou que o ensino a distância tem evoluído no Brasil, com oferta de cursos de boa qualidade e que o texto dará segurança jurídica para que os alunos de graduação a distância pleiteiem bolsas do Prouni e do financiamento estudantil. “Trata-se de uma opção que representa praticidade e economia de tempo para o aluno, bem como uma alternativa para estudantes de cidades do interior que não dispõem de faculdades públicas ou privadas”, disse a deputada.

O parlamentar potiguar apontou que nos tempos atuais, a educação a distância constitui meio privilegiado de acesso à formação, garantidos os padrões de qualidade. “O ensino virtual é um novo mecanismo de formação e informação que não pode ser ignorado. Sou um grande incentivador da inclusão digital, pois acredito que temos que nos adequar à nova realidade tecnológica mundial. E a educação a distância constitui meio privilegiado de educação superior e que deve ser estendido a todos os estudantes do país”, disse Felipe Maia.

Felipe Maia comissão por Rafael Carvalho