Cooperativa Médica enaltece a abertura de novos leitos e alerta para a escassez de médicos no combate ao Coronavírus

A Cooperativa Médica do Rio Grande do Norte – Coopmed-RN chama a atenção para a estagnação do Sistema de Saúde, com a escassez de mão de obra médica para UTIs e portas de Urgências e Emergências, para o combate a Covid 19.

A Cooperativa reconhece como nobre e necessária a abertura de novos leitos propostos pelos governantes, e alerta para a falta de profissionais habilitados, para este tipo de serviço, esclarecendo que, a mão de obra especializada está escassa no momento, devido ao adoecimento de alguns médicos que atuam na linha de frente e diariamente são expostos ao vírus, e que aliados a uma rotina estressante, prejudica a saúde mental e potencializa o cansaço das equipes.

O diretor presidente da Coopmed, Dr. Victor Vinícius de Almeida Ferreira enaltece a atitude do Governo do Estado do RN em abrir 40 leitos no Hospital João Machado e enfatiza que a Coopmed, incansavelmente,  busca profissionais capacitados para compor as escalas médicas, nos serviços de Terapia Intensiva, mas não tem sido fácil.