O Governo do Estado está com os olhos somente voltados para a Copa. Esquecendo o funcionamento do Rio Grande do Norte nos setores primordiais: Saúde, Segurança Pública e Educação.

Reconhecemos a importância da Copa para o Estado, principalmente pelas importantes obras viabilizadas pela conquista.

Mas aí cabe uma pergunta:

Será que vale a pena sacrificar a população para sediarmos somente quatro jogos da Copa? Onde a seleção brasileira não pisará no gramado da Arena das Dunas?

Será que um pobre terá condições de pagar R$ 200,00 para ter o direito de assistir a um jogo no estádio?

O Governo precisa ter o cuidado para que a Copa não seja um tiro no pé da Rosa.

Os comentários estão fechados.