O juiz da 6ª Vara da Fazenda Pública, Francisco Seráphico da Nóbrega Coutinho, acatou abertura de processo contra o ex-governador Robinson Faria no processo da Operação Dama de Espadas.

Na ação, o Ministério Público acusa Robinson de improbidade administrativa.

O MP-RN acusa “Robinson Faria de ter continuado com a prática depois de ter deixado a Presidência da Assembleia e passar a exercer os cargos de vice-governador e governador do Estado”.

Outro lado

Em nota, a defesa do ex-governador, representada pelo advogado Ezequias Pegado Cortez, informou à reportagem da Tribuna do Norte que Robinson “vai ser citado para juntar suas provas de que não cometeu nenhuma improbidade administrativa”.