As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Natal e o Hospital Municipal estão um verdadeiro caos.

Superlotação completa.

Se deve a decisão do Hospital Walfredo Gurgel suspender os atendimentos clínicos de urgência e emergência.

E o povo que se vire.

É o Estado deixando de assumir uma responsabilidade que é sua.