Julio Bono, 55 anos, assessor do vice-presidente eleito, Michel Temer (PMDB), morreu anteontem em Pernambuco. Bono trabalhava havia 25 anos com Temer.

Em viagem de descanso neste feriado, ele morreu afogado na praia de Porto de Galinhas.

Coronel da reserva da Polícia Militar de São Paulo, Bono era o principal assessor do vice-presidente eleito. Temer diz que ficou “muito triste” porque o considerava “um grande amigo”.

Seu sepultamento está previsto para as 17h deste sábado, em Brasília.

Fonte: Folha.com

Comentários do Facebook

Os comentários estão fechados.