Eduardo Campos: ” A decisão do PSB potiguar não teve o consenso do diretório nacional”

Ainda na coletiva à imprensa do Rio Grande do Norte, após ser questionado sobre a afirmação feita recentemente pela dirigente da Rede, Marina Silva, que será vice de Eduardo Campos (PSB), o presidenciável confirmou divergências no diretório nacional a respeito da posição do PSB local: “Havia posições críticas contra a aliança local entre PSB e PMDB, não só de Marina Silva, mas de vários outros dirigentes nacionais. Mas a política é assim, a democracia nos permite conviver com as divergências. Do mesmo jeito que respeitamos a decisão do PSB do RN, respeitamos a opinião dos nossos correligionários nacionais”.

z