Com informações do G1, em São Paulo

O piloto do bimotor da Noar Linhas Aéreas que caiu na manhã desta quarta-feira (13) no Recife, deixando 16 mortos, informou 55 segundos após a decolagem que apresentava problemas, segundo a Força Aérea Brasileira (FAB).

No relato à torre de controle, o piloto disse que tentaria pousar ainda na cabeceira 36 da pista do Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre, de onde partiu as 6h51. A intenção do piloto era fazer o pouso de emergência no sentido contrário ao da decolagem.

Dois minutos depois, às 6h53min57s, o piloto retomou o contato com os controladores de voo, dizendo, desta vez, que não chegaria à pista e que tentaria pousar na praia de Boa Viagem. O centro de controle do espaço aéreo de Recife perdeu totalmente o contato com o avião e ele sumiu da tela do radar às 6h54min18s, quatro minutos após a decolagem.