De Fábio Hollanda, advogado de Gutson Reinaldo, apontado pelo Ministério Público como mentor da Operação Candeeiro, ao G1RN:

“Agora está nas mãos do Ministério Público querer ou não querer desvendar tudo o que ocorreu no Idema na gestão do diretor Gutson e dos demais diretores do órgão, bem como saber muito da Assembleia. Cabe ao MP aceitar a delação premiada que está sendo negociada e, se chegarmos a contento, a sociedade saberá tudo o que aconteceu no Rio Grande do Norte, tanto no Idema, como muita coisa do que aconteceu na AL”, declarou o advogado.

Detalhe: Gutson é filho de Rita das Mercês, ex-procuradora-geral da Assembleia Legislativa, que foi presa em 2015 na Operação Dama de Espadas, acusada de participar do esquema que desviou R$ 5,5 milhões da Assembleia Legislativa, entre 2006 e 2011.

  Fábio Hollanda