O deputado federal Beto Rosado (PP) lançou na manhã desta quarta-feira (14), o lançamento da Frente Parlamentar Mista da Energia Renovável, que visa debater políticas de desenvolvimento das energias de fontes alternativas no país.

O lançamento da Frente Parlamentar foi prestigiado pela senadora Fátima Bezerra (PT), que destacou a importância de o país aperfeiçoar a legislação sobre o assunto. Para ela está mais do que na hora de se pensar em formas de se aumentar o financiamento, para promover o desenvolvimento do setor. “Não adianta bons projetos e boas ações, se não tivermos uma boa legislação e um orçamento adequado”, afirmou.

Fátima informou que seu estado, o Rio Grande do Norte, possui a maior matriz eólica do país. São 85 parques eólicos instalados, totalizando mais de 2.3 gigawatts de potência instalada. Essa quantidade de energia é quase três vezes maior do que o estado precisa para se autoabastecer e representa um terço da capacidade eólica nacional instalada. “Tenho orgulho de ser senadora por um estado líder nacional em geração de energia a partir da fonte eólica. O Rio Grande do Norte, além de ter ventos de qualidade para isso, soube criar um ambiente de atenção e atração ao investimento desta indústria. Saímos da condição de importadores absolutos em 2003 para a de exportadores regionais de energia limpa”, ressaltou.

De acordo com o deputado federal Felipe Maia (DEM), que também prestigiou o lançamento da frente Parlamentar, as energias renováveis, além de menos poluentes, são importantes geradores de emprego no Brasil. Estudo feito pela Agência Internacional de Energia Renovável (Irena) mostra que há mais de 934 mil postos de trabalho ligados à energia solar, eólica e outras fontes verdes no país.

“A energia renovável é um grande empregador em todo o mundo, resultando em diversos benefícios econômicos e sociais. Só a indústria eólica, por exemplo, soma quase 36 mil postos de trabalho. Além disso, abastece 12 milhões de residências mensalmente e evita a emissão de 12 milhões de toneladas de CO2 por ano. O Rio Grande do Norte é um grande polo de energia eólica e o assunto precisa de debates e investimentos. Por isso, destaco a relevância da iniciativa do deputado Beto Rosado”, disse.

CRR3AcwWUAAvUYZ

Felipe Maia e Beto Rosado