Está em curso uma força tarefa pela reaproximação política dos compadres, o deputado estadual José Dias e o governador Robinson Faria, ambos do PSD.

José Dias anunciou seu rompimento com o governador, no episódio que envolveu a disputa pela Presidência da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, logo após os primeiros 30 dias da atual gestão.

Na época, José Dias, que atuava como líder do governo, acusou o governador de “traição” ao articular votos para a chapa de Ezequiel Ferreira, contrariando apoio previamente acordado para a reeleição de Ricardo Motta. O deputado do PSD se disse “arrasado” com a mudança e afirmou que abandonaria a sigla. “Não quero mais convivência”, disparou o parlamentar.

Recentemente, Dias teve dois encontros com Robinson: um no aniversário do cardiologista Ricardo Bittencourt e outro no casamento de Ruyzito Gaspar. Os encontros foram casuais e cordiais.

Há quem veja nisso uma possibilidade de reaproximação.

E a força tarefa é enorme dos aliados de Robinson.

Mas…José Dias recuar do que disse não faz parte do seu perfil.

É aguardar. Já que em política tudo é possível.