O senador Garibaldi Filho e o deputado federal Walter Alves, ambos do PMDB, defendem que obras hídricas sejam prioritárias para as emendas coletivas da bancada federal do Rio Grande do Norte.

Tanto a emenda sugerida pelo senador Garibaldi quanto a apresentada por Walter destinam recursos ao Ministério da Integração Nacional, que, por intermédio do Departamento Nacional de Obras contra a Seca (DNOCS) é responsável pelas obras da Barragem de Santa Cruz e da adutora de Currais Novos. Segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária (Emparn), o atual período de seca é o pior desde quando a instituição começou o monitoramento pluviométrico no estado, em 1911.

Acordo com o governo prevê que cada bancada elegerá uma de suas emendas para ser obrigatoriamente executada, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A liberação das outras deverá ser pleiteada caso a caso, quando o Orçamento começar a ser cumprido. O RN tem direito a 15 novas emendas e três remanejadas de Orçamento anterior. Os três senadores e oito deputados escolhem, individualmente, 11 emendas. As outras quatro são definidas consensualmente.

A expectativa do senador Garibaldi Filho é a de que tanto a sua emenda como a de Walter sejam liberadas em virtude de as obras da Barragem de Santa Cruz e da adutora de Currais Novos já estarem em andamento. “As duas contam com recursos no Orçamento, mas eles são insuficientes, por isso estamos fazendo esta complementação”, explicou o parlamentar potiguar.

z