Garibaldi elogia renegociação com Estados, mas defende novo pacto federativo

Embora considere importante o acordo firmado entre a União e os governadores para aliviar as contas dos governos estaduais, o senador Garibaldi Filho defendeu a necessidade de um pacto federativo “renovado a partir de bases mais sólidas, justas e solidárias”. Da tribuna do Plenário, ele opinou que, embora a renegociação das dívidas tenha trazido um alívio imediato, ele não pode ser considerado como suficiente.

“Não podemos nos deixar prender pelas angústias dos problemas iminentes e deixar esquecidos os ajustes necessários para o futuro. De um lado, devemos ver Estados e o Distrito Federal colaborarem efetivamente com a União para a preservação da higidez fiscal e o equilíbrio financeiro da Federação. De outro, é preciso que os Estados possam superar a posição em que hoje se encontram, com o pires na mão, suplicando pelo socorro financeiro da União”, afirmou Garibaldi Filho.