Garibaldi pede urgência na adoção de medidas contra a seca‏

O Senado Federal deverá realizar sessão temática, ainda este ano, para discutir a estiagem que atinge a região semiárida do Nordeste. A proposta foi protocolada quarta-feira (18), na Secretaria Geral da Mesa, pelos senadores Cássio Cunha Lima e Cristovam Buarque e subscrita por quase todos os demais representantes da região nordestina. Além de debater o tema, a reunião deverá apresentar soluções emergenciais para minimizar os efeitos da seca.

Um dos subscritores, o senador Garibaldi Filho, elogiou a agilidade com a qual o presidente Renan Calheiros se prontificou a, após a sessão temática, agendar reunião para definir as ações legislativas que o Senado pode tomar para ajudar na solução do problema. Ele destacou a necessidade de serem adotadas, com urgência, medidas que amenizem o sofrimento da população nordestina diante do atual período de estiagem, que já dura quatro anos.

“A Organização Mundial de Meteorologia (OMM) considera o período de seca que estamos vivendo como o mais crítico dos últimos 50 anos”, informou o senador Garibaldi Filho. Ele registrou que a entidade também alertou sobre a grande probabilidade de o ano de 2016 também ser de estiagem. Segundo a OMM, o El Niño deve se intensificar e atingir sua fase máxima em janeiro.

Em seguida, Garibaldi falou sobre a sua expectativa a respeito da reunião agendada pelos governadores do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte com a presidente Dilma Rousseff, nesta quinta-feira (19). “As medidas paliativas, como carros-pipa e perfuração de poços tubulares, precisam ser reforçadas. Porém, o fundamental é que as águas de transposição do Rio São Francisco cheguem a estes estados nordestinos até o final de 2016”, observou.

Foto: Divulgação

z