O senador Garibaldi Filho encomendou à Consultoria Legislativa do Senado Federal um estudo sobre a viabilidade de tornar obrigatória a distribuição de leite e seus derivados na merenda escolar. Seu objetivo é melhorar a nutrição dos estudantes e incentivar a produção de leite pelos agricultores familiares. A região do Seridó, maior bacia leiteira do estado, seria amplamente beneficiada com a medida.

A ideia do senador é que o leite seja distribuído nos estados integrantes da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), onde a desnutrição infantil é maior. “O leite de vaca ou cabra é um dos alimentos mais nutritivos e sua produção é de baixo custo. Vários pequenos agropecuaristas poderão ampliar sua produção, além dos estudantes, que contarão com um alimento saboroso e completo”, justifica o senador Garibaldi Filho.

Quando governou o Rio Grande do Norte, Garibaldi Filho implantou o programa do leite, já no seu primeiro ano de gestão, em 1995. Ao deixar o governo, em 2001, 137 mil famílias estavam sendo beneficiadas. A mortalidade infantil havia caído de 77,50 para 32, por mil nascidos vivos. Também foram gerados mais de 7 mil empregos nas usinas, fazendas e fornecedores da bacia leiteira do estado.