Em um aparte que fez a senadora Gleyse Hoffman (PT-PR), durante sessão no Senado na última quinta-feira (26), o senador Garibaldi Filho (MDB-RN) aproveitou que ela se solidarizava com o ex-presidente Lula (PT), que está preso em Curitiba, para falar sobre a prisão preventiva “eternizada” do ex-ministro Henrique Eduardo Alves, que está preso há quase 11 meses sem julgamento.

“No Rio Grande do Norte, temos enfrentado um golpe muito grande, com relação à política do Estado, e principalmente nós, do PMDB, porque está preso, há praticamente 11 meses, com prisão preventiva decretada, que vem se eternizando, o ex-Deputado Henrique Eduardo Alves, que foi Presidente da Câmara e teve 11 mandatos conferidos pelo povo do Rio Grande do Norte.”