A deputada Gesane Marinho (PSD) está preocupada com a incidência de câncer no Rio Grande do Norte, que tem ficado acima da média nacional no atendimento da demanda dirigida ao Sistema Único de Saúde (SUS), tanto na radioterapia quanto na quimioterapia.

Com base em documento do Tribunal de Contas da União (TCU) mostrando que 41,3% dos doentes com câncer no Estado que precisam de cirurgia ofertada pelo sistema público de saúde não são operados, a deputada apresentou projeto de lei instituindo o programa “Fila Zero” para realização de exames de imagem para estadiamento do câncer, pelos pacientes dos hospitais públicos estaduais e dos conveniados com o SUS no Rio Grande do Norte.

“Esse Projeto visa alcançar pessoas portadoras de câncer, proporcionando um mínimo de dignidade e acesso à saúde, eliminando as filas para realização de exames de investigação do estadiamento, que devem ser realizados no prazo máximo de sete dias”, justificou.

Gesane lembrou que de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA) no próximo ano, 6.200 norte-rio-grandenses devem ser diagnosticados com câncer, sendo 3.180 deles homens e 3.020 mulheres.